Imagem do nosso canteiro de doação de mudas
As doações de mudas ocorrem de terça a sexta-feira, de 9 às 12h

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Horto Florestal Municipal Falconete Fialho, doou mais de 2.400 mudas para empresas e entidades distribuírem em eventos comemorativos em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 05 de junho.

O principal objetivo dessa ação da Prefeitura é levar às pessoas a oportunidade de realizar um plantio e ter mais contato com o verde. "A doação de mudas virou uma tradição que os fortalezenses abraçaram. Planejamos toda a ação com a felicidade de saber que as mudas levarão mais verde e mais cuidado com a natureza para a vida de cada uma dessas pessoas", afirma o superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Regis Tavares.

Entre as empresas e entidades que receberam mudas, estão Ecofor Ambiental, Extra Farma, Instituto Beatriz e Lauro Fiuza, Escola Daulia Bringel, Escola Paulo Freire, o Centro Educacional São Francisco, Metrofor, Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, Companhia de Gás do Ceará, dentre outras.

As espécies ornamentais estão entre as mais procuradas, utilizadas para adornar jardins e interiores, como o mini lacre, jasmim branco, tumbérgia azul. Os interessados em retirar até três mudas devem se dirigir ao Horto Municipal, munidos de documento de identidade e escolher as espécies disponíveis.

Para receber a doação de mais de três mudas, o cidadão deve entrar em contato com a Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor) pelo telefone 3131-7660. Após avaliação do pedido, as mudas são doadas.

O horário de atendimento do Horto Municipal ocorre de terça a sexta-feira das 9h às 12h para doação de mudas. Para visitação, o horário é de terça a domingo das 9h às 16h, incluindo os feriados.
Localizado no Parque Ecológico do Passaré e administrado pela UrbFor, o Horto foi fundado em 1965 em uma área de aproximadamente 8,6 hectares. O órgão responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Capital. 

Serviço:
Horto Municipal
Endereço: Avenida dos Paroáras, 100, Passaré ( entrada pelo Zoológico Municipal – Avenida Prudente Brasil, 685)
Contato: (85) 3105-2003
Horário de funcionamento: As doações de mudas ocorrem de terça a sexta-feira, de 9 às 12h. Para visitação terça a domingo, inclusive aos feriados, de 9h às 16h.

Publicado em Meio ambiente
Imagem da entrada do Horto Municipal formando com palmeiras imperiais
O Horto funciona de terça a domingo, de 9h às 16h, inclusive feriados

A população de Fortaleza agora pode usufruir do Horto Florestal Municipal Falconete Fialho aos finais de semana e feriados para curtir momentos de descanso junto à natureza. Neste sábado e domingo, e em todos os outros finais de semana, o parque ficará aberto de 9h às 16h para visitação pública como mais uma opção de lazer para as famílias fortalezenses.

O equipamento está çocalizado no Parque Ecológico do Passaré em uma área de aproximadamente 8,6 hectares e o público visitante poderá aproveitar as trilhas e o espaço verde que vem recebendo melhorias dia-a-dia, além de desfrutar do parquinho infantil e da área de convivência, ideal para piqueniques.

Quem tem interesse em visitar o espaço por um passeio educativo com orientação técnica também pode contar com uma equipe disponibilizada pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), administradora do Parque, agendando horários durante a semana pelo número 3105-2004.

O superintendente da UrbFor, Regis Tavares, destaca que o Horto, na realidade, é um grande viveiro de mudas. “O Horto é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Cidade, além de ser o local onde as plantas que a Prefeitura recebe como compensação ambiental ganham os cuidados necessários para serem posteriormente plantadas nas ruas”.

Para receber a população, o local passou por ajustes de gestão que resultaram num aumento recorde de produção, que praticamente dobrou de 2016 para 2017, passando de 67 mil para mais de 132 mil mudas. Neste ano de 2018, a produção já ultrapassou de 50 mil mudas, sem qualquer aumento de despesas. Exemplo desse ajuste foi o completo redimensionamento dos canteiros de mudas.

“Nossa meta não é só disponibilizar um espaço bonito para visitação e contemplação, mas também trabalhar com a recuperação ambiental. Com as mudas que cultivamos no Horto contribuímos para recuperar ambientalmente as áreas verdes de nossa cidade”, pontua Regis Tavares.

Grupo de escoteiros

O Horto Florestal sedia as atividades do 46º Grupo de Escoteiros Sargento Prata do Ceará, que desenvolve dinâmicas como o sistema de patrulhar, pilar central do método escoteiro. As atividades acontecem todos os sábados de 13h às 16 horas.

A coordenadora do grupo de escoteiros, Jamille Soares de Oliveira, explica que os jovens  também têm atividades educacionais, como por exemplo, a ajuda na requalificação de praças. “O objetivo do movimento escoteiro é preparar o jovem para ser um adulto melhor”, afirma. 

Serviço
Horto Municipal Falconete Filaho
Endereço: Av. dos Paroáras, 100 (Entrada pelo Zoológico Av. Prudente Brasil, 685, Passaré)
Horário de funcionamento: Terça a domingo, de 9h às 16h, inclusive feriados
Acesso gratuito

Publicado em Meio ambiente
Imagem do canteiro de produção de mudas no Horto Municipal
São produzidas mudas de várias espécies, como ornamentais, nativas, frutíferas, palmeiras e medicinais

As milhares de árvores e flores que deixam os canteiros coloridos, assim como as praças, parques e ruas de Fortaleza, são criadas no Horto Florestal Municipal Falconete Fialho. A produção anual chega a 132 mil mudas. De janeiro a março deste ano, o Horto produziu 54.697 mil mudas, dentre várias espécies, como ornamentais, nativas, frutíferas, palmeiras e medicinais.

De acordo com o superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Regis Tavares, as nativas e ornamentais foram as mais produzidas, passando de 40 mil mudas, destinadas ao plantio e a distribuição à população. “Além de embelezar a Cidade, o plantio de árvores é um dos meios para compensar a emissão de gases do efeito estufa, causadores das mudanças climáticas. É uma forma de aproximar mais as pessoas do verde em áreas urbanas”, afirma.

Aberto para visitação desde fevereiro deste ano, o Horto Municipal é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Capital. O espaço também conta com um parque infantil completo, uma área de convivência, ideal para piqueniques, uma sala de aula para práticas ambientais, uma área destinada exclusivamente para abrigar mudas para doação à comunidade, e novos jardins por todos os lados.

Os interessados em retirar até cinco mudas devem se dirigir ao Horto Municipal munidos de documento de identidade e escolher as espécies disponíveis.

Para retirar mais de cinco mudas, a pessoa deve entrar em contato com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) pelo telefone 3452.6910. Após avaliação do pedido, as mudas são doadas. O horário de atendimento do Horto Municipal é de terça a sexta-feira das 9h às 12h para doação de mudas. Para visitação, o horário se estende até as 16h nos mesmos dias.

Fundado em 1965, o Horto Municipal fica localizado no Parque Ecológico do Passaré, na Avenida dos Paroáras, 100, e é administrado pela UrbFor. Ocupa uma área de aproximadamente 8,6 hectares e é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Capital. No extenso viveiro do Horto, dezenas de espécies se misturam, formando um cenário verde dos mais variados tons.

Publicado em Meio ambiente
imagem do nosso setor de doação de mudas no Horto Municipal
O Horto Florestal funciona terça a sexta, de 9h às 16h. As doações de mudas ocorrem nos horário de 9h às 12h

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Horto Florestal Municipal Falconete Fialho, doou 4.711 mudas nos meses de janeiro e fevereiro deste ano. Somente em fevereiro, foram 2.600 mudas, um aumento de 25% em relação a janeiro. Dentre essas doações feitas em 2018, 2.868 foram de espécies ornamentais, 606 de frutíferas, 661 de medicinais, 373 de nativas e 203 de palmeiras.

Com a doação de mudas, quem ganha é a cidade que fica cada vez mais verde. "Ainda estamos no começo do ano de 2018. E podemos ver que a população tem aceitado nosso convite de vir conhecer o Horto e levar sua muda. E esse apoio é muito importante porque estende a nossa ideia de ampliar a cobertura vegetal de Fortaleza”, comenta Wesley Nascimento, engenheiro agrônomo, gerente do núcleo do Horto Municipal.

Entre as mudas mais procuradas estão as espécies ornamentais, utilizadas para ornamentar jardins e interiores, como o mini lacre, jasmim branco, tumbérgia azul. Os interessados em retirar até cinco mudas devem se dirigir ao Horto Municipal munidos de documento de identidade e escolher as espécies disponíveis.

Para retirar mais de cinco mudas, o munícipe deve entrar em contato com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) pelo número 3452-6910. Após avaliação do pedido, as mudas são doadas. O horário de atendimento do Horto Municipal é de terça a sexta-feira das 9h às 12h para doação de mudas. Para visitação, o horário se estende até as 16h nos mesmos dias.

Localizado no Parque Ecológico do Passaré, e administrado pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), fundado em 1965 em uma área de aproximadamente 8,6 hectares, o Horto é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da capital. No extenso viveiro do Horto, dezenas de espécies se misturam, formando um cenário verde dos mais variados tons.

Uma doação especial

As plantas podem trazer um significado muito além de um cultivo. É o caso de Levi Amorim, 37, arquiteto. No dia 14 de dezembro de 2017, seu pai Francisco Janari de Sousa veio a falecer. Então, o corpo de Janari foi cremado e suas cinzas usadas para germinar o angico branco em Amontada, seu município natal. “A sugestão do angico branco foi da funerária que afirmou ser uma árvore resistente ao clima do sertão. No dia 14 de janeiro foi realizado o plantio das sementes que acabaram não germinando”, lamenta o filho.

Mas a luta de Levi para homenagear seus familiares não parou por aí. No dia 8 de março, para homenagear sua mãe, natural de Juazeiro do Norte, ele veio procurar o setor de doações do Horto Municipal atrás do juazeiro, árvore que se adapta bem a climas quentes. O Horto, dias depois, doou três mudas de juazeiro para Levi que realizou seu desejo.

“Outros parentes da família de meu pai preferiram outras plantas, mas os engenheiros do Horto me indicaram a plantar o juazeiro que é uma espécie boa para se adaptar à seca. Assim que começar a crescer, a intenção é reunir toda a família debaixo da árvore. Esta plantação representa o renascimento, uma extensão da vida”, comenta Levi.

O superintendente da UrbFor, Regis Tavares, ressalta que a doação de mudas, junto com outras ações desempenhadas pela UrbFor, colabora para deixar a cidade cada vez mais verde. “Estamos muito felizes em poder proporcionar ao Levi essa homenagem. A Prefeitura tem incentivado o plantio no município e a produção de mudas no Horto Florestal Municipal tem sido muito importante nesse processo,” finaliza Regis.

Serviço:
Horto Florestal Municipal Falconete Fialho
Endereço: Avenida dos Paroáras, 100, Passaré
Contato: (85) 3105-2003
Horário de funcionamento: terça a sexta, de 9h às 16h. As doações de mudas ocorrem de 9h às 12h

Publicado em Meio ambiente
Foto dos  engenheiros agrônomo Wesley Nascimento com os dois visitantes George e Roberta
O engenheiro agrônomo da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Wesley Nascimento, apresenta o equipamento aos visitantes

O Horto Florestal Municipal Falconete Fialho recebeu, na manhã desta quarta-feira (07/03), a visita do coordenador do Parque Estadual Botânico do Ceará, George Justa Feijão, acompanhado da bióloga Roberta Miranda da Rocha para conhecer as instalações, o processo de produção de mudas e o projeto de educação ambiental.

Na ocasião, os engenheiros agrônomos da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Wesley Nascimento, e Vladimir Sena, apresentaram o equipamento aos visitantes, a produção de mudas, o armazenamento, cuidados e o plantio ressaltando a importância do Horto para o bem-estar da cidade, além de informações técnicas e procedimentos de podas de árvores e reaproveitamento de resíduos.

A visita, que durou cerca de duas horas, iniciou-se na instalação da escola ambiental, passando pelos canteiros de mudas ornamentais, nativas, frutíferas seguindo para o setor de palmeiras, a trilha que liga o Horto ao Zoológico, área de lazer e o setor de plantas medicinais.

A bióloga Roberta, que conhecia o Horto desde a gestão passada, ficou surpresa com a nova estrutura e organização e frisou a importância do trabalho de educação ambiental que o Horto disponibiliza. “Gostaria de parabenizar o trabalho realizado pela nova gestão, que está excelente. Reforçar a importância da integração das escolas e universidades e a sociedade em geral para a questão da educação ambiental, como a preservação das árvores que são tão importantes para a nossa sociedade”, afirmou.

Os visitantes levaram cinco mudas de ipês para plantar no Parque Estadual Botânico do Ceará.

Localizado no Parque Ecológico do Passaré, o Horto foi fundado em 1965 e possui uma área de aproximadamente 8.6 hectares. Administrado pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), o Horto é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Capital.

Publicado em Meio ambiente
Alunos do Curso de Agronomia da Universidade Federal do Ceará da disciplina de Silvicultura conhecendo o Horto Municipal
Cerca de 25 alunos receberam informações técnicas e procedimentos de podas de árvores, reaproveitamento de matérias primas.

O Horto Florestal Municipal Falconete Fialho recebeu, na manhã desta segunda-feira (26/02), a visita de 25 alunos da disciplina de Silvicultura da Universidade Federal do Ceará (UFC), acompanhados do professor adjunto Lamartine Oliveira, responsável pela área. Os estudantes conheceram as instalações e o processo de mudas na aula inaugural da disciplina.

Na ocasião, os engenheiros agrônomos da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Wesley Nascimento, e Vladimir Sena, apresentaram o espaço aos alunos, a produção de mudas, o armazenamento, cuidados e o plantio, ressaltando a importância do Horto para o bem-estar da Cidade. Também foram passadas informações técnicas e sobre procedimentos de podas de árvores e reaproveitamento de matérias primas.

Para o professor Lamartine Oliveira, a importância de levar os alunos ao Horto Municipal é mostrar na prática as atividades que o engenheiro agrônomo pode desenvolver no meio urbano, principalmente em nível de silvicultura. “É possível cultivar e fazer manutenção de árvores em ambientes urbanos. É possível cultivar com qualidade essas árvores que são tão importantes para a nossa sociedade”, ressalta o professor.

A visita, que durou cerca de três horas, seguiu da instalação da escola ambiental, passando pelos canteiros de mudas ornamentais e nativas, seguindo para o setor de palmeiras, a trilha que liga o Horto ao Zoológico, área de lazer e o setor de plantas medicinais.

As alunas Liah Frederico e Naiara Mesquita, que não conheciam o Horto, ficaram encantadas com o local. “É importante ter um local assim dentro da Cidade e ver na prática o que aprendemos na sala de aula”, comenta Liah, estudante do 8º semestre do Curso de Agronomia da UFC.

Localizado no Parque Ecológico do Passaré, o Horto Municipal foi fundado em 1965 e possui uma área de aproximadamente 8.6 hectares. Administrado pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), o Horto é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Capital.

Publicado em Meio ambiente

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), entrega, na manhã desta terça-feira (20/02), o certificado de conclusão do curso de qualificação profissional em paisagismo e jardinagem para egressos do sistema penitenciário de Fortaleza. São 15 alunos que concluíram o curso, fruto da parceira da UrbFor com a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), por meio da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe). A certificação ocorrerá às 8h30, no Horto Florestal Municipal Falconete Fialho, localizado no Parque Ecológico do Passaré.

As aulas foram ministradas diariamente, por engenheiros agrônomos da equipe técnica da Diretoria de Conservação e Monitoramento da UrbFor (Dicom), no turno da manhã, no Horto Municipal Falconete Fialho. Com duração de 25 dias, num total de 100 horas aulas, os alunos aprenderam noções gerais sobre o meio ambiente, manuseio correto de sementes, capinação, limpeza e cultivo de plantas medicinais, produção de mudas e diversas outras orientações relacionadas ao ramo.

O superintendente da UrbFor, Regis Tavares , comemora o resultado satisfatório. “O sucesso foi imenso e de muita repercussão. A entrega dos certificados é um momento de muita alegria e de sentimento de dever cumprido, tanto de nossa parte quanto por parte dos alunos que foram dedicados e chegaram ao fim do curso com a possibilidade de uma nova fonte de renda incrementar o orçamento familiar”, disse.

Para Cristiane Gadelha, coordenadora da Cispe, essas parcerias são fruto de uma busca intensa de ofertar qualificação para quem sai das unidades prisionais e ainda não encontrou uma oportunidade no mercado de trabalho. “Sabemos que há um preconceito muito forte, e manter essas pessoas estudando é uma forma de dar a elas uma ocupação, um estímulo a continuarem buscando um emprego formal, e também deixá-las preparadas para as vagas que venham a surgir”, destaca.

O curso já formou 45 jardineiros desde o início da parceira em 2015.

Serviço
Certificação de egressos
Data: 20/02 (terça-feira)
Horário: 8h30
Local: Horto Florestal Municipal Falconete Fialho – Av. dos Paroáras, 100 (ao lado do Zoológico Sargento Prata)

Publicado em Meio ambiente
Imagem da Entrada do Horto Municipal
O evento erá realizado entre 8h30 e 10h30, e a programação inclui atividades recreativas e esportivas, além de música, para proporcionar alegria e diversão para os pequenos

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), está organizando um Pré-Carnaval no Horto Florestal Municipal Falconete Fialho na próxima sexta-feira (09/02). O evento, que acontece em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza (Secultfor) e a Secretaria Municipal de Educação (SME), será realizado entre 8h30 e 10h30. A programação inclui atividades recreativas e esportivas, além de música, para proporcionar alegria e diversão para os pequenos.

Haverá, também, caminhada ecológica, participação da Banca Pacote de Biscoito, para conhecida pelas festas que anima no Passeio Público, para interagir com a criançada, utilizando diversas metodologias de educação musical, como por exemplo, o trava língua, movimentos corporais e frases de alertas para ter cuidados domésticos, passando de forma lúdica o máximo de aprendizado possível.

A festa faz parte da programação de reabertura do Horto Municipal à visitação pública, após passar por ajustes administrativos e de requalificação. A expectativa é que aproximadamente mil alunos de 4 a 8 anos da rede municipal de ensino compareçam ao evento, que será aberto ao público em geral, com entrada gratuita.

Para o superintendente da UrbFor, Régis Tavares, o evento é uma forma de apresentar o local para a população. “O Horto Municipal é um local pouco conhecido pelos fortalezenses, não sabem onde estamos e as belezas que temos à sua disposição. A ocupação desse espaço pelas crianças é uma forma de trazer a população para conhecer o nosso trabalho, de deixar gravado na memória de cada uma dessas crianças os momentos divertidos compartilhados aqui”, afirma.

O secretário da Cultura de Fortaleza, Evaldo Lima, comemora a realização da festa carnavalesca no local. "O Pré-Carnaval no Horto é uma mensagem de responsabilidade ambiental e alegria para toda a criançada. Ocupar o espaço público, em especial o Horto Municipal, é fundamental", destaca.

Localizado no Parque Ecológico do Passaré, e administrado pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), fundado em 1965 em uma área de aproximadamente 8.6 hectares, o Horto é responsável por produzir, cultivar e fornecer as plantas que compõem o paisagismo das ruas, avenidas e equipamentos públicos da Capital. No extenso viveiro do Horto, dezenas de espécies se misturam, formando um cenário verde dos mais variados tons. O Horto Municipal passará a receber visitantes de terça a sexta, desde que dias úteis, das 9h às 16h. O Horto não estará aberto à visitação nas segundas-feiras e feriados.

Publicado em Meio ambiente
Apresentação do curso de qualificação em paisagismo e jardinagem pela equipe técnica da UrbFor junto com a Sejus
Aulas são ministradas diariamente por engenheiros agrônomos

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), promove, a partir desta terça-feira (09/01), curso de qualificação profissional em paisagismo e jardinagem para egressos do sistema penitenciário de Fortaleza. A capacitação é fruto da parceria da UrbFor com a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), por meio da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe).

As aulas serão ministradas diariamente por engenheiros agrônomos da equipe técnica da Diretoria de Conservação e Monitoramento da UrbFor (Dicom), no turno da manhã, no Horto Municipal Falconete Fialho. Com duração de 25 dias, num total de 100 horas aulas, os alunos aprendem noções gerais sobre o meio ambiente, manuseio correto de sementes, capinação, limpeza e cultivo de plantas medicinais, produção de mudas e têm diversas outras orientações relacionadas ao ramo.

O superintendente da UrbFor, Régis Tavares , frisa a importância desta parceria. “Além de oferecer oportunidade de reinserção social para as pessoas que já foram julgadas pela Justiça, a qualificação profissional recebida os habilitará a voltar ao mercado de trabalho, possibilitando que eles deem um sustento digno às suas famílias”, destaca. 

Para Cristiane Gadelha, coordenadora da Cispe, o curso proporciona, além de qualificação, a possibilidade de empreendedorismo. “Estimulamos a contratação desses alunos nos órgãos públicos, mas, com o treinamento, eles são capacitados também a montar o seu próprio negócio e gerar renda para suas famílias”, afirma Cristiane. 

O curso já formou 45 jardineiros desde o início da parceria, em 2015. 

Publicado em Meio ambiente