Escolas de Tempo Integral
O investimento em escolas de tempo integral tem sido uma prioridade do Município nos últimos anos

A implantação das Escolas de Tempo Integral da Rede Municipal de Fortaleza e seu impacto positivo no aprendizado dos alunos ganharam destaque em artigo internacional publicado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Intitulado “What a difference a full day makes: Evidence from new schools in Fortaleza” (Que diferença faz um dia inteiro: evidências de novas escolas em Fortaleza), o documento analisa como a ampliação da jornada escolar impacta positivamente no rendimento em avaliações e amplia a perspectiva de continuidade dos estudos.

De acordo com o artigo, estudar em uma Escola de Tempo Integral aumenta a permanência nos estudos e o número de alunos que concluem o Ensino Fundamental. Além disso, estar em uma escola da modalidade leva a pontuações mais altas em testes padronizados em matemática no final desta etapa de ensino. Os resultados, de acordo com os autores, destacam o potencial das ETIs para melhorar significativamente os resultados dos alunos.

Conforme o estudo, as matrículas em ETIs aumentam a probabilidade de progressão pontual para a 7ª série em 14 pontos percentuais. Para as séries 8 e 9, esse aumento é de 16 e 9 pontos percentuais, respectivamente. Além disso, o estudo mostra que os alunos admitidos em uma ETI são 11 pontos percentuais mais propensos a se formar a tempo no ensino médio. Em uma comparação, 47% dos alunos regulares se formam no prazo.

Ainda segundo o artigo, essa maior probabilidade de se formar a tempo é em razão da menor taxa de evasão. Em termos de aprendizado, o artigo descobriu que os alunos das ETIs têm média 11 pontos maior (ou cerca de 0,22 desvios padrão (DP)) nas notas dos testes de matemática. Em contraste, não foi observado um efeito nas pontuações dos testes de alfabetização. O estudo afirma, ainda, que mais pesquisas são necessárias para entender melhor a complementaridade entre o tempo de instrução adicional e outros insumos escolares.

Escolas de Tempo Integral
Fortaleza é destaque nacional, sendo a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral

Percepções na prática

Para Pedro Afonso da Silva, aluno do 9º ano da ETI Maria da Hora, no Autran Nunes, estar mais tempo na unidade escolar amplia as oportunidades. “Aqui nós desenvolvemos nossa criatividade, nosso aprender e também a socialização. Temos também acesso a equipamentos diferenciados e bons profissionais. Esta escola possibilita muitas oportunidades, de ter um futuro melhor, além nos preparar para as dificuldades que a vida adulta pode trazer, assim como para o vestibular, o Enem”, ressalta o estudante.

“Os alunos da ETI têm uma maior percepção da importância de seu estudo e de seu futuro. Com os diversificados projetos que temos aqui, compreendemos melhor que o futuro depende de nós, que devemos construí-lo, além de temos também maior autonomia nos estudos. Os profissionais nos ajudam a crescer como estudantes e pessoas”, reflete a estudante Emily Ohana, do 8º ano da ETI Laís Rodrigues de Almeida, no Curió.

Compromisso pela ampliação

De acordo com o prefeito José Sarto, o investimento em escolas de tempo integral tem sido uma prioridade do Município nos últimos anos e o objetivo é continuar expandindo a oferta de vagas nessa modalidade de ensino em Fortaleza.

“A pesquisa confirma que estamos no caminho certo, investindo e avançando cada vez mais no ensino de tempo integral, transformando as vidas de nossas crianças e adolescentes. Nosso compromisso é seguir avançando, pois isso se traduz em melhor aprendizagem e mais oportunidades para esses jovens no futuro. Neste ano, entregamos duas novas escolas de tempo integral em bairros da periferia de Fortaleza, uma no Vila Velha e outra no Autran Nunes. São escolas muito bem equipadas, com um corpo docente preparado e comprometido com a qualidade de ensino”, afirmou o prefeito.

Atualmente, a Rede Municipal de Fortaleza conta com 31 Escolas de Tempo Integral - duas destas unidades devem ser inauguradas em breve e já estão, inclusive, com alunos matriculados. Com isso, o munícipio contabiliza 12.324 alunos matriculados em escolas da modalidade. Somente este ano, foram inauguradas duas novas unidades, localizadas nos bairros Vila Velha e Autran Nunes. Ao todo, 7 ETIs estão em construção e outras em planejamento. Reafirmando o compromisso de expandir a educação em tempo integral, até o final da gestão do Prefeito Sarto, Fortaleza contará com 50 ETIs.

Escolas de Tempo Integral em Fortaleza
Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar

Formação interdisciplinar

Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

"É um compromisso nosso entregar escolas nessa desenvoltura, estrutura e projeto pedagógico que têm transformado a vida dos nossos jovens. Hoje, Fortaleza é conhecida como a capital com maior número de matrículas em tempo integral. O ensino integral é o caminho para transformar a vida dos jovens, prevenir da violência e tornar o futuro melhor. E a nossa proposta pedagógica valoriza o desenvolvimento integral das nossas crianças, com projeto de vida a partir do 6º ano ", destaca a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Cada unidade, que atende cerca de 420 alunos, 7h30 às 16h, dispõe de salas de aulas temáticas, laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, salas administrativas, pátio com projeto paisagístico, ginásio, com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e vestiários.

Política de tempo integral

Com foco na promoção de um educação integral e integrada e na ampliação da jornada escolar para fortalecer o aprendizado dos alunos, além das Escolas de Tempo Integral, a Prefeitura de Fortaleza oferta o atendimento integral por meio do Centros de Educação Infantil (CEI) e do Programa de Fortalecimento da Aprendizagem.

Com isso, Fortaleza é destaque nacional, sendo a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral. Atualmente, de acordo com dados gerenciais da Secretaria Municipal da Educação (SME), 57,9% dos alunos da rede pública estão matriculados nesta modalidade, um total de 137.762 estudantes.

Pelos dados do Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Fortaleza superou Curitiba, que ficou em 2º lugar com cobertura de 41,6%, e Rio de Janeiro, que registrou a marca de 33,2% de matrículas em Tempo Integral.

A capital cearense já havia sido reconhecida como maior cobertura no País no Censo Escolar 2019, quando possuía 41,4% (86.438) dos alunos matriculados em Tempo Integral.

Publicado em Educação
Jogos Escolares 2022

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), iniciou, na última sexta-feira (22/04), o período de inscrições para a os Jogos Escolares 2022 - Etapa Fortaleza. As inscrições seguem até sexta-feira (29/04), pelo site, nas seguintes modalidades:

- Categoria de 12 a 14 anos – Modalidades individuais: Atletismo, Natação, Badminton, Judô, Tênis de Mesa, Vôlei de Praia, Xadrez.
Modalidades Coletivas: Basquete, Futsal, Handebol e Voleibol.

- Categoria de 15 a 17 anos – Modalidades individuais: Atletismo, Natação, Badminton, Judô, Tênis de Mesa, Vôlei de Praia.
Modalidades Coletivas: Basquete, Futsal, Handebol e Voleibol.

Serão premiadas com troféus as escolas campeãs e vice-campeãs gerais por categoria (12 a 14 anos e 15 a 17 anos). Já para as modalidades coletivas e individuais: Medalhas de 1°, 2° e 3° colocados gerais de Fortaleza e troféu para a escola campeã de cada modalidade e categoria na etapa municipal.

A cerimônia de abertura dos jogos será realizada no dia, local e horário a confirmar pela coordenação e divulgado no site oficial ou através da Intranet SME.

Os Jogos Escolares 2022 - Etapa Fortaleza

A iniciativa tem por finalidade promover a ampla mobilização do segmento escolar, impulsionando o esporte como ferramenta de inclusão social, estimulando o protagonismo do aluno em atividades esportivas dentro da escola, além de contribuir na identificação e no desenvolvimento de novos talentos esportivos.

Mais informações pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Educação

A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta segunda-feira (18/04), o resultado da seleção dos alunos que atuarão como monitores do programa Bolsa Nota Dez neste ano letivo. Nesta etapa, foram selecionados 1.484 alunos, matriculados no 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e na última etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Além destes, 16 alunos finalistas da X Feira Municipal de Ciências e Cultura de Fortaleza, realizada em 2021, também serão monitores do programa, totalizando 1500 estudantes contemplados.

Os estudantes aprovados devem procurar a direção da sua unidade escolar para iniciar as atividades como monitor. Cada aluno selecionado receberá uma bolsa de R$ 200.

Os alunos foram selecionados por uma comissão formada por representantes da comunidade escolar (representação de professores, funcionários, pais) podendo ser o Conselho Escolar. Foram observados aspectos como frequência escolar e as notas obtidas nas avaliações diagnósticas e internas.

Bolsa Nota Dez

O Programa Bolsa Nota Dez tem o objetivo de potencializar o conhecimento dos alunos, por meio da monitoria de atividades desenvolvidas, voltadas para o fortalecimento das ações pedagógicas e de projetos das unidades escolares.

A ação, que já ofertou 2.000 vagas em 2021, é um compromisso assumido no Plano de Governo e tem como propósito fortalecer o aprendizado e conceder bolsas de monitoria aos alunos do Ensino Fundamental.

A monitoria é realizada por meio de atividades de ensino e aprendizagem, que contribuem para a formação integral do estudante e despertam o interesse por uma maior absorção de conhecimento, além de contribuir no desempenho estudantil do aluno monitor e do aluno monitorado, visando o compartilhamento de conhecimento e colaboração mútua e, ainda, criando um networking entre os próprios alunos.

As atividades de monitoria do Programa Bolsa Nota Dez ocorrem no turno que o aluno está regularmente matriculado e/ou no contraturno das aulas escolares, com duração máxima de 12 horas semanais.

Informações sobre o programa e o resultado da seleção


Publicado em Educação
Escola Amiga da Saúde

A Prefeitura de Fortaleza lança, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta quinta-feira (17/03), o plano de ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, que serão desenvolvidas pelas unidades da Rede Municipal de Ensino, dentro do projeto Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes. A solenidade, que contará com a presença dos gestores das unidades de ensino, acontecerá às 8h, na EM Manoelito Guimarães, no Ancuri. A iniciativa, desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, divulgado pelo prefeito Sarto no início deste mês.

A concessão “Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes” tem como objetivo fomentar a participação de alunos, pais, professores e toda a comunidade escolar dos seis Distritos da Educação, nas ações de mobilização, conscientização e prevenção às arboviroses, reconhecendo e divulgando as melhores iniciativas e trabalhos artísticos e culturais produzidos pelos alunos e educadores envolvidos nas ações ao longo do ano letivo.

As atividades, além do caráter preventivo e de promoção da saúde, também estimulam o protagonismo estudantil, valorizam os conteúdos trabalhados em sala de aula e fortalecem a integração com a comunidade em geral.

Todas as unidades da Rede Municipal - escolas, Centros de Educação Infantil e creches parceiras - estão automaticamente inscritas na edição do prêmio deste ano.

Publicado em Educação
OBMEP 2021

A Rede Municipal de Ensino foi destaque na 16ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2021), que contou com participação expressiva dos estudantes do município. Ao todo, os alunos conquistaram 18 medalhas, sendo 01 de ouro, 03 de prata e 14 de bronze, além de 279 menções honrosas na competição.

Medalha de ouro, Davi Ricardo Matos, na época aluno do 9º ano da Escola Municipal Santa Maria, no Henrique Jorge, destaca a alegria com a vitória e, sobretudo, o ganho de conhecimentos com a experiência. “Eu recebo essa conquista com muita felicidade, gratidão e orgulho. Ter participado dessa competição aperfeiçoou ainda mais meus conhecimentos em Matemática e nas outras matérias. Rendeu muitas aprendizagens, enquanto eu estudava e durante a realização das provas, pois fui aprendendo conceitos que não sabia antes. Foi uma oportunidade única”, enfatiza o medalhista.

“Esta conquista do Davi e dos demais nos motiva, cada vez mais, a desenvolver um trabalho focado nos bons resultados. Sentimos que é muito importante a participação dos nossos alunos nessa e em outras competições, pois é um processo de valorização dos estudos que contagia toda a escola e comunidade”, pontua Socorro Benício, diretora da Escola Municipal Santa Maria.

Incentivada pela Secretaria Municipal de Educação (SME), a participação das unidades escolares na Olímpiada tem crescido ao longo das últimas edições. Na OBMEP 2019, por exemplo, o município recebeu 198 menções honrosas. Já em 2021, a Rede de Ensino totalizou 279 menções. A edição 2020 da competição não ocorreu por conta da pandemia do coronavírus.

“Várias ações são promovidas com o intuito de contribuir para a realização da Olimpíada. Os bons resultados obtidos a cada edição são fruto do trabalho desenvolvido pela gestão, professores e alunos”, pontua Sandra Tavares, gerente da Célula de Avaliação da Aprendizagem, da Coordenadoria do Ensino Fundamental da SME.

Promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é um evento nacional, aberto à participação de escolas públicas e privadas, destinado aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, bem como aos respectivos professores, escolas e secretarias de educação.

Criada em 2005 pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), a olimpíada tem como metas estimular o estudo da Matemática, incentivar o ingresso nas áreas científica e tecnológica, além de promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

Publicado em Educação
projeto Cabide Literário
Reunindo a comunidade escolar em uma grande comemoração, a unidade lançou a publicação de textos produzidos pelos próprios estudantes no decorrer da ação

A leitura nos faz explorar o mundo sem sair do lugar, estimula a criatividade, amplia o conhecimento cultural e a capacidade da escrita. Mas como incentivar essa prática diante de tantas opções de entretenimento? Para responder essa questão, a Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Laís Rodrigues de Almeida (Distrito 6) criou o projeto Cabide Literário, uma ação que estimula o hábito de ler e traz aprendizagens acerca do universo da literatura no ambiente escolar.

Ao longo de dois meses, utilizando ferramentas lúdicas para envolver os alunos na atividade, os professores e gestão escolar promoveram práticas de redação e o estudo semanal de diferentes gêneros literários. “A leitura foi até o aluno. Uma ação direcionada onde procuramos aprimorar mais a aprendizagem, tendo como base aquilo que o professor estava desenvolvendo em sala de aula”, explicou a diretora da unidade, Renata Bezerra.

A primeira edição do projeto finalizou, na última sexta-feira (10/12), com o lançamento de um livro. Reunindo a comunidade escolar em uma grande comemoração, a unidade lançou a publicação de textos produzidos pelos próprios estudantes no decorrer da ação. Autor de uma das produções, Carlos Eduardo Nascimento, reconheceu a importância da iniciativa em seu processo de ensino. ”Eu pude aprender um pouco mais sobre cada gênero textual, além de conhecer palavras que ainda não tinha em meu vocabulário e aprimorar minha escrita”, disse entusiasmado durante a tarde de autógrafos.

O projeto Cabide Literário, no entanto, não existiria sem a presença de uma figura especial da unidade escolar, a professora Merysany Silva. Idealizadora do projeto, a regente da biblioteca teve sua ideia abraçada pelo corpo docente em uma promoção de vivências que traz grande orgulho para a profissional. “Esse projeto foi recheado de conquistas para toda nossa comunidade escolar. Estou muito feliz com a participação de todos, principalmente por perceber o quanto as crianças vivenciaram, aproveitam e se desenvolveram, não somente na leitura e na escrita, mas também para fora dos muros da escola”, destacou.

Prática bem-sucedida em seu primeiro lançamento, o Cabide Literário agora segue na unidade como um exemplo de sucesso que certamente ganhará outras edições. Aprofundando a experiência com o universo literário, o projeto compõe um conjunto de ações desenvolvidas pelas unidades da Rede Municipal, com o objetivo central de potencializar constantemente o ensino e a aprendizagem dos alunos da capital.

Publicado em Educação
Entrega de tablets para alunos da Rede Municipal
O benefício foi anunciado pelo prefeito Sarto dentro das ações do Pacote Volta às Aulas, divulgado no último mês de julho

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), a entrega de 28.500 tablets para os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino. O benefício foi anunciado pelo prefeito Sarto dentro das ações do Pacote Volta às Aulas, divulgado no último mês de julho. A entrega dos equipamentos tecnológicos aos estudantes é uma promessa do Plano de Governo.

Aluna do 5º ano da Escola Municipal Reitor Antônio Martins Filho, na Granja Portugal, Lívia Moura, comemora a entrega do equipamento e os benefícios que trará para o dia a dia na vida escolar. “Vai ajudar muito na nossa aprendizagem, possibilitando que a gente compreenda melhor os conteúdos. Estamos muitos empolgados. Meus amigos só falam nesse equipamento que recebemos”, comemora a estudante, que pontua ainda a ampliação do acesso à internet e as possibilidades de um futuro melhor. João Pedro Ripardo, aluno da mesma unidade escolar, também destaca o auxílio do tablet para a melhoria dos estudos, pesquisas e soluções de dúvidas.

Com o quantitativo destinado aos alunos do 5º ano, a gestão municipal contabilizará 50 mil tablets entregues aos estudantes da Rede Municipal. No primeiro semestre deste ano, 21.500 estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da última etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA), assim como todos os alunos matriculados na Rede Municipal atendidos nas Casas de Acolhimento, independentemente da série, receberam tablets. É importante destacar que ao final do semestre letivo, a Prefeitura doará os equipamentos aos alunos que atingirem sucesso escolar.

Também foi entregue, no primeiro semestre deste ano, 242 mil chips, com recarga mensal de 20 GB, para todos os estudantes matriculados na Rede e para os profissionais envolvidos nas ações de ensino e combate à evasão escolar.

"A inclusão digital tem sido uma estratégia adotada pela Rede Municipal para a recuperação do processo de aprendizagem dos estudantes, tendo em vista o enfrentamento da pandemia da Covid-19. Dessa forma, a entrega dos equipamentos fortalece de forma mais célere possível o ensino das nossas crianças", destacou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Entrega de tablets para alunos da Rede Municipal
Elaine Teixeira, mãe da aluna Clarisse, reconhece o benefício do tablet para o processo de aprendizagem dos estudantes

Para Daniela Ripardo, professora da Rede Municipal e mãe do aluno João Pedro, do 5º ano da Escola Municipal Reitor Antônio Martins Filho, a entrega dos tablets é de grande importância com o apoio tecnológico para a rotina escolar dos estudantes. “É um êxito os alunos estarem com esse tablet, porque oportunizam a realização de pesquisas discutidas em sala de aula, além de maior interação. Como professora, é uma alegria imensa ver os alunos felizes. Eles já tinham recebido o chip e agora checa o complemento com o tablet”, pontua.

A mesma opinião é compartilhada por Elaine Teixeira, mãe da Clarisse Teixeira, também aluna do 5º ano da Escola Municipal Reitor Antônio Martins Filho. “A iniciativa é super positiva, sobretudo nesse período, onde os alunos passaram pela experiência de terem aulas remotas. É uma ferramenta que vai ajudar sim, principalmente como estratégia para reverter o déficit de aprendizagem. Só vem a somar com a entrega dos chips”, explica.

Pacote Volta às Aulas

Para garantir a retomada das atividades presenciais, de forma gradual e segura para toda a comunidade escolar, a Prefeitura lançou, em julho, o Pacote Volta às Aulas, com estratégias focadas no enfrentamento ao abandono escolar, rastreamento dos casos de Covid-19 na Rede, alimentação dos estudantes e apoio tecnológico.

Foram selecionados mais de 1300 agentes escolares, que já estão atuando nas ações para integração dos alunos, identificação de possíveis situações de abandono e apoio à gestão na rotina escolar.

Também já está disponível e em funcionamento o sistema Rastreio Covid Fortaleza, que monitora casos suspeitos e positivos de Covid-19 na Rede Municipal de Ensino e realiza o rastreamento de todos os que tiverem contato com os infectados.

As estratégias contam ainda com a continuidade da entrega dos kits de alimentação, referentes aos meses de agosto, setembro, outubro e novembro, e a aquisição de 28.500 tablets para a Rede Municipal.

Publicado em Educação
aluna usando máscara
O Programa Bolsa Nota Dez tem o objetivo de potencializar o conhecimento dos alunos, por meio da monitoria de atividades desenvolvidas (Foto: Alcides Freire)

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), divulga, nesta sexta-feira (12/11), o resultado da seleção de alunos que atuarão como bolsistas do Programa Bolsa Nota Dez, por meio da atividade de monitoria nas unidades escolares que ofertam o Programa Integração Juventude Digital (JD 9º ano).

Os estudantes aprovados devem procurar a direção da sua unidade escolar para iniciar as atividades como monitor. Ao todo, foram selecionados 500 alunos, do 9º ano e última etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA), matriculados na Rede Municipal. Cada aluno selecionado receberá uma bolsa de R$ 200.

A seleção dos alunos foi realizada por uma comissão formada por representantes da comunidade escolar (representação de professores, funcionários, pais), na qual foram observados aspectos como frequência escolar e as notas obtidas nas avaliações diagnósticas e internas.

Mais informações: http://intranet.sme.fortaleza.ce.gov.br/

Bolsa Nota Dez

O Programa Bolsa Nota Dez tem o objetivo de potencializar o conhecimento dos alunos, por meio da monitoria de atividades desenvolvidas, voltadas para o fortalecimento das ações pedagógicas e de projetos das unidades escolares.

A monitoria será realizada por meio de atividades de ensino e aprendizagem, que contribuem para a formação integral do estudante e despertam o interesse por uma maior absorção de conhecimento, além de contribuir no desempenho estudantil do aluno monitor e do aluno monitorado, visando ao compartilhamento de conhecimento e colaboração mútua e, ainda, criando um networking entre os próprios alunos.

As atividades de monitoria do Programa Bolsa Nota Dez poderão ocorrer no turno que o aluno está regularmente matriculado e/ou no contraturno das aulas escolares, com duração máxima de 12 horas semanais.

Juventude Digital

O programa tem como foco a inclusão digital e a geração de emprego e renda. A meta é abrir 4 mil vagas para capacitação gratuita somente este ano e 12.500 por ano a partir de 2022. O programa é dividido em três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais, em parceria com o Sebrae-CE. Todos serão gratuitos e realizados nos formatos on-line, presencial e híbrido.

No caso do JD 9º ano, os conteúdos voltados à tecnologia digital serão aplicados nas próprias escolas, onde já funcionam as Salas de Inovação Educação, em parceria com a Google. O conteúdo digital entra como componente curricular para iniciar antecipadamente a preparação do jovem para o mercado digital.

 

Publicado em Educação
sarto cumprimenta uma mulher na frente da Escola Areninha
Sarto destacou que 320 alunos têm acesso ao ensino em tempo integral na Escola Areninha (Fotos: Marcos Moura)

O prefeito José Sarto entregou, nesta sexta-feira (22/10), dois importantes equipamentos para o esporte e a educação: a Areninha da Zeza e a Escola Areninha. A implantação dos dois equipamentos faz parte do complexo de obras de urbanização da Lagoa da Zeza, no Jardim das Oliveiras (Regional 6). As obras da nova Areninha, realizadas pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), contaram com investimento de R$ 1,1 milhão, sendo responsáveis pela revitalização do antigo campinho de areia do bairro, que recebeu cerca de 4 mil metros quadrados de grama sintética, além de arquibancadas, novos refletores, bancos de reservas e vestiário.

Com a entrega, o novo equipamento passa a ser assistido pelo Núcleo do Atleta Cidadão, projeto realizado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Secel) e Federação de Triathlon do Estado do Ceará (Fetriece), com a oferta de aulinhas de futebol gratuitas para os moradores da região. A praça esportiva recebeu novos passeios com piso intertravado, iluminação, vagas de estacionamento e, também, um núcleo da Escola Areninha com capacidade para atender 320 alunos da Rede Municipal.

“A urbanização da lagoa é um complexo de obras que beneficia toda a região, mas para mim, o que chama mais atenção é a Escola Areninha, pois o equipamento faz com que 320 alunos tenham o ensino em tempo integral. Fortaleza é, atualmente, a terceira capital brasileira em indicadores de oportunidades educacionais (IOEB) oferecidas para todas as crianças e jovens. E tenho certeza que ao final da gestão estaremos em primeiro lugar”, enfatizou o prefeito.

O projeto Escola Areninha é desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação (SME) e visa fortalecer a aprendizagem no contraturno escolar, ampliando a oferta de matrículas em tempo integral. De acordo com a titular da SME, Dalila Saldanha, a iniciativa é o resultado de duas políticas de sucesso da Prefeitura, o Tempo Integral e a Areninha, que além de aprimorar o processo dos conteúdos cognitivos por meio do reforço das matérias de português e matemática, também contribui com o desenvolvimento integral dessas crianças e jovens através do esporte e da cidadania.

“Além disso, elas trabalham um componente curricular muito importante que é o Educação Para a Vida, no qual ajudamos essas crianças a construírem seus projetos de vida desde agora. Junto a isso, o esporte também passa a ser praticado na Areninha, algo que a juventude e as crianças gostam muito”, completou a secretária da Educação.

Para o secretário da Infraestrutura, Samuel Dias, a região da Lagoa da Zeza é um caso de sucesso das várias obras executadas na mesma localidade para atender a grande população da área do Tancredo Neves. "Esse é um exemplo de políticas públicas vencedoras que irradiam para outras políticas, como a Escola Areninha. Esse tipo de iniciativa, além da educação, contribui para a segurança e para o futuro das crianças da nossa cidade", declarou.

Mais sobre a Escola Areninha

A Escola Areninha tem o objetivo de promover aos estudantes da Rede Municipal o acesso a práticas esportivas, fortalecer o aprendizado de língua portuguesa e matemática, além de contribuir para seu desenvolvimento pessoal, educacional e profissional. Participam do projeto alunos dos 6º, 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental das escolas municipais localizadas no entorno da Areninha.

As atividades acontecem no contraturno escolar, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 10h30 ou de 13h30 às 16h30. Além do turno e as disciplinas na escola, os alunos têm aulas de futebol de campo (6h/a), fortalecimento da aprendizagem em língua portuguesa (3h/a) e matemática (4h/a) e formação para cidadania (2h/a). A prática esportiva acontece na estrutura já disponível na Areninha.

prefeito cumprimenta um menino na areninha
A Areninha oferta aulinhas de futebol gratuitas para os moradores da região

As atividades referentes aos componentes curriculares são realizadas nos espaços modulares da Escola Areninha, disponibilizados pela Secretaria Municipal da Educação (SME) e instalados na área onde funciona a Areninha, com infraestrutura planejada e adequada para o desempenho das atividades. Para estes alunos com atividades no contraturno escolar participantes do projeto, a SME oferta almoço, lanche, fardamento, kit pedagógico, transporte, monitores e acompanhamento pedagógico.
Sobre a Lagoa

A Lagoa da Zeza recebeu diversas intervenções urbanísticas e ambientais, como a instalação de Ecoponto para resíduos recicláveis, construção de calçadas em todo o seu entorno, limpeza, dragagem e soltura de 2.000 alevinos da espécie caratilápia. As ações, coordenadas pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), contribuíram para a revitalização do espaço, além do equilíbrio e o bem-estar da fauna e flora local.

As obras de revitalização consistiram na criação de espaços para caminhada, reforma da quadra poliesportiva, recuperação de todo o muro de contenção do canal existente na região e o alargamento da Rua Francisco Pita, que se tornou uma importante via de acesso ao local.

Ecoponto da Lagoa da Zeza

A Prefeitura de Fortaleza entregou, em novembro de 2020, o Ecoponto da Lagoa da Zeza, passando a oferecer à população acesso ao programa Recicla Fortaleza, que gera desconto na conta de energia pela troca de resíduos recicláveis, como papelão, plásticos, vidros, metais e óleo de cozinha, assim como ao programa E-Carroceiro, que beneficia a população pelo descarte correto de entulhos, restos de poda e móveis velhos, gerando crédito para ser utilizado nos estabelecimentos comerciais cadastrados de cada região.

Atualmente, Fortaleza conta com 90 Ecopontos atendendo bairros de todas as Regionais da cidade. Todos os Ecopontos funcionam de segunda-feira a sábado, sempre de 8h às 12h e de 14h às 17h.

Confira a lista de Ecopontos.

Publicado em Educação
Sarto posa para a foto sorrindo
"Este é um compromisso de campanha para inserir o jovem no mercado de trabalho, principalmente nas áreas de programação, design e jogos eletrônicos", afirmou Sarto (Foto: Kiko Silva)

O prefeito José Sarto sancionou, nesta quarta-feira (13/10), o projeto que lei que cria o programa Juventude Digital como política pública permanente de Fortaleza. A iniciativa tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda por meio de cursos gratuitos nos formatos on-line, presencial e híbrido.

"Este é um compromisso de campanha para inserir o jovem no mercado de trabalho, principalmente nas áreas de programação, design e jogos eletrônicos. A meta é capacitar 40 mil jovens ao longo do mandato. Percebemos a importância da tecnologia da informação para a economia, e esses jovens serão beneficiados através de parcerias com uma rede de universidades e de escolas de tempo integral. Não tenho dúvidas de que vamos fazer de Fortaleza, dentro de uma década, a economia digital mais forte das capitais brasileiras", declarou Sarto.

O programa será dividido em três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais, em parceria com o Sebrae-CE.

Fruto da parceria da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude, da Secretaria Municipal de Educação (SME) e da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), o programa vai abrir 4.000 vagas para capacitação gratuita este ano e 12.500 por ano a partir de 2022.

O presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia, destaca que o Juventude Digital vai atuar na inclusão social e na geração de emprego e renda. "Vamos trabalhar a inclusão digital e social através da formação tecnológica com foco no aluno da escola pública. Temos, na nossa rede municipal de ensino, 22 mil jovens somente no 9º ano e 650 mil em toda a Capital. Tudo o que fazemos hoje envolve tecnologia, e por trás disso tem milhares de empregos sendo criados nas areas de tecnologia. As cidades que melhor se prepararem para isso poderão aproveitar essas oportunidades", afirmou.

Já a secretária municipal de educação, Dalila Saldanha, ressalta que os conteúdos voltados tecnologia digital serão aplicados nas próprias escolas. Dos 2 mil alunos do ensino fundamental participantes, 500 receberão o incentivo da Bolsa Nota 10, no valor de R$ 200,00. "Inicialmente, teremos 20 escolas polos onde já funcionam as Salas de Inovação Educacional, em parceria com a Google. O conteúdo digital entra como componente curricular na rede pública para iniciar antecipadamente a preparação do jovem para o mercado digital", enfatizou.

Mário Ítalo, de 23 anos, é estudante de Publicidade e Propaganda e aluno e monitor da Rede Cuca, onde já iniciou projetos de empreendedorismo digital. "Gerencio uma página de bairro e pretendo, através do Juventude Digital, pretendo criar aplicativos e sites. Esse é um momento muito importante para mim, esperei bastante esse tipo de oportunidade chegar em Fortaleza. Já pensei em me mudar para fazer cursos, mas hoje posso dizer que minha cidade tem tecnologia para que eu possa desenvolver essas ideias e impactar o mundo.

Inscrições

As inscrições para os primeiros cursos estão, a partir desta quarta-feira, disponíveis no site https://jd.fortaleza.ce.gov.br até o próximo dia 18. Os cursos ofertados são: JD 9º ano; Crie fácil seu site; Introdução à Robótica; Criando um aplicativo para Android; Introdução ao Mercado de jogos e suas oportunidades; e Como empreender com jogos digitais.

Os alunos do 9º ano podem se inscrever na própria escola da rede pública municipal ou pelo site. Já os demais cursos são voltados para jovens de 15 a 29 anos. As aulas começam no dia 20 de outubro.

Para o coordenador de juventude, Davi Gomes, a juventude é um caminho fundamental para a retomada econômica neste período de oandemia. "Queremos gerar essas oportunidades nas várias áreas contempladas que nos aproximam dos jovens por meio de capacitação, formação, eventos, curadoria e encaminhamento profissional. Dessa forma eles poderão, de fato, ingressar no mercado de trabalho", disse.

Publicado em Juventude