A partir desta sexta-feira (15/11), quem trafega pelo Papicu deve redobrar a atenção ao circular pelo bairro. As ruas Eduardo Sabóia e Prof. Silas Ribeiro terão seu sentido de circulação invertido para facilitar os deslocamentos no entorno do binário da Av. Santos Dumont e Rua Desembargador Lauro Nogueira. 

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção. A Rua Eduardo Sabóia concentrará o fluxo no sentido oeste/leste (centro/praia), enquanto a Rua Prof. Silas Ribeiro passará a operar no sentido leste/oeste (praia/centro). 

O condutor que trafega pela Rua Desembargador Lauro Nogueira deve continuar seu trajeto até a Av. Eng. Santana Júnior, realizar o laço de quadra à direita na Rua Eduardo Sabóia, à direita novamente na Rua Valdetário Mota e em seguida à direita na Rua Prof. Silas Ribeiro, prosseguindo para a Av. Dom Luís.

 

Em virtude das alterações, os semáforos serão reajustados de modo a atender a nova configuração viária. Deste modo, o movimento de conversão à esquerda que era feito na Rua Prof. Sila Ribeiro x Eng. Santana Júnior (sentido Centro/Praia) passa a ser realizado no cruzamento posterior na Rua Eduardo Sabóia x Av. Eng. Santana Júnior. 

Transporte Coletivo 

A alteração visa beneficiar o itinerário de 25 linhas de ônibus, que seguirão o desvio proposto pela AMC. São elas:  (016)Cuca Barra/Papicu, (027) Siqueira/Papicu/Aeroporto, (030) Siqueira/Papicu/13 de Maio, (031) Av. Borges de Melo I, (041) Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu, (050) Siqueira/Papicu/Washington Soares, (051) Grande Circular I, (053) Messejana/Papicu/Washington Soares, (054) Corujão/Praia do Futuro/Caça e Pesca, (055) Corujão/Grande Circular I, (066) Parangaba/Papicu/Aeroporto, (092) Antônio Bezerra/Papicu/Praia de Iracema, (127) Siqueira/Papicu/Aeroporto II, (141) Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu II, (151) Grande Circular I (VE), (166) Parangaba/Papicu/Aeroporto II, (192) Antônio Bezerra/Papicu/Praia de Iracema II, (231) Av. Borges de Melo I (VE), (627) Lagoa Redonda/Papicu, (813) Papicu/Praia do Futuro II/ED, (814) Papicu/Castelo Encantado, (841) HGF/Papicu/Riomar, (901) Dom Luiz, (903) Varjota, (913) Papicu/Serviluz/Varjota.

 As linhas que se dirigem ao Terminal do Papicu devem adotar o mesmo desvio dos demais veículos, seguindo orientações do órgão de trânsito. Já os coletivos que saem do Terminal e hoje seguem pela Av. dos Jangadeiros, Rua Prof. Sila Ribeiro, Av. Eng. Santana Jr. e Av. Alberto Sá terão seu itinerário alterado para Av. dos Jangadeiros, Rua Eduardo Sabóia, Av. Eng. Santana Jr. e Av. Alberto Sá. 

Publicado em Mobilidade

Dando continuidade às obras do binário da Av. Santos Dumont, um novo trecho da via compreendido entre a Av. Almirante Henrique Sabóia (Via Expressa) e Rua Valdetário Mota começa a operar com sentido único de circulação (Centro/Praia), a partir desta quarta-feira (13/11). Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção.

Em virtude da medida, os condutores que hoje transitam no sentido Praia/Centro para a Av. Dom Luís devem seguir direto pela Rua Lauro Nogueira, dobrar à direita na Av. Eng. Santana Júnior e realizar o laço de quadra no Hiper Bompreço pelas ruas Raimundo Oliveira Filho, Valdetário Mota e Eduardo Sabóia.

Confira o mapa

Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), as linhas de ônibus que utilizam as ruas Joaquim Lima, Valdetário Mota, Santos Dumont, Jangadeiros e Lauro Nogueira para acessar o Terminal do Papicu passarão a seguir um novo itinerário de acordo com as orientações da AMC. O percurso será: Rua Joaquim Lima, Av. Eng. Santana Júnior, Rua Raimundo Oliveira Filho, Rua Valdetário Mota e Rua Eduardo Sabóia. A partir daí, os coletivos acessam a Av. Eng. Santana Júnior e dobram à direita na Rua Lauro Nogueira, chegando ao Terminal.

As linhas (053) Messejana/Papicu/Washington Soares, (286) Expresso/Antônio Bezerra/Santos Dumont, (066) Parangaba/Papicu/Aeroporto, (050) Siqueira/Papicu/Washington Soares, (055) Corujão/Grande Circular I, (820) Papicu/Conjunto Alvorada, (753) Cidade 2000/Sargento Hermínio, (713) Cidade 2000/Sargento Hermínio, (713) Santos Dumont/Perimetral, (017) Inter Shoppings, (041) Parangaba/Oliveira Paiva/Papicu, (833) Cidade 2000/Centro, (150) Siqueira/Papicu/Washington Soares II, (166) Parangaba/Papicu/Aeroporto II, (627) Lagoa Redonda/Papicu e (019) Messejana/Papicu/Manibura serão impactadas com a alteração.

Obras

O trecho completo do binário tem início na Av. Santos Dumont, no trecho compreendido entre o Túnel Barros Pinho (Santos Dumont sob Via Expressa) até a R. Dr. Francisco Matos, tendo a R. Des. Lauro Nogueira como via alternativa ao bairro Aldeota.

Orçadas em R$ 8,5 milhões, as obras preveem a remoção do canteiro central, construção de sistema de drenagem, implantação de pavimentação asfáltica, ciclofaixas, calçadas padronizadas, sinalização viária, paisagismo, entre outras intervenções.

Com a implantação do binário, será solucionado um dos principais gargalos de tráfego na Av. Santos Dumont, por onde passam cerca de 1.500 veículos por hora de pico, no sentindo Centro/Praia. Já no sentido oposto, circulam em média 1.000 veículos por hora de pico. Este binário será uma extensão do modelo já implantado, em 2014, nas avenidas Santos Dumont e Dom Luís.

Publicado em Mobilidade

Como parte das obras de duplicação e requalificação da Av. Alberto Craveiro, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa uma nova etapa de desvio de tráfego para viabilizar as intervenções. Agentes do órgão darão suporte operacional à medida, que se inicia nesta segunda-feira (11/11) e vai até o dia 26/11. 

Em virtude dos serviços de drenagem e pavimentação, a Av. Alberto Craveiro será bloqueada no cruzamento com a Rua Pedro Dantas. A opção de desvio para quem segue na Av. Alberto Craveiro (sentido Aldeota/Dias Macedo) é dobrar à direita na Av. Sen. Carlos Jereissati, efetuar o primeiro retorno existente nesta avenida e entrar à direita na Rua Neném Gonçalves para acesso ao bairro. 

Já o condutor que se encontra no bairro Dias Macedo e deseja ir em direção ao Castelão, a alternativa é seguir pela Rua Pedro Dantas, dobrar à esquerda na Rua João Fonseca, à direita na Av. Senador Carlos Jereissati e à direita novamente na Av. Alberto Craveiro utilizando a alça lateral que será desbloqueada. Já quem precisa se deslocar com destino à Aldeota deve utilizar o viaduto da Av. Sen. Carlos Jereissati e acessar a Av. Raul Barbosa. 

Confira o mapa

Orientações

A AMC orienta que os veículos provenientes da Av. Dr. Silas Munguba, que utilizam a Av. Marechal Bittencourt para acessar a Av. Alberto Craveiro em direção à Aldeota, permaneçam na Av. Silas Munguba até a rotatória do Castelão. 

Durante o período das 6h às 21h, a Rua João Fonseca irá operar em sentido único de circulação (Bairro/Av. Senador Carlos Jereissati), seguindo a orientação dos agentes de trânsito. O sentido da Av. Alberto Craveiro (Castelão/Aldeota) permanece inalterado. 

Obras

Atualmente, a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) realiza os serviços de içamento das vigas do novo viaduto, além da drenagem na Av. Alberto Craveiro. As obras, que têm duração de 12 meses, consistem na duplicação do viaduto existente sobre a BR-116, que liga as avenidas Raul Barbosa e Alberto Craveiro, próximo ao Makro. No local está sendo construído um novo viaduto, ampliando o sistema viário do equipamento que, atualmente, possui quatro faixas de tráfego, com duas faixas por sentido. Com as obras, o viaduto passará a contar com oito faixas de tráfego, sendo quatro por sentido, além de ciclofaixa bidirecional e nova iluminação.

Publicado em Mobilidade
Em continuidade à implantação do primeiro trinário de Fortaleza, a partir desta terça-feira (05/11), a Av. Duque de Caxias passa a funcionar com sentido único de circulação Aldeota/Centro entre as ruas Nogueira Acioli e Padre Ibiapina. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção, orientando os condutores e pedestres nos principais cruzamentos. 
 
Como parte do projeto de sinalização, a velocidade também será readequada para 50 km/h, tendo em vista a quantidade de acidentes ocorridos ao longo da via. Segundo levantamento realizado pelo órgão, em dez anos foram registrados 2.560 acidentes, sendo 209 atropelamentos.
 
Fazendo o contrafluxo, as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar escoarão o trânsito no sentido Centro/Aldeota. Cerca de 300 mil pessoas devem ser beneficiadas diariamente pela novidade, que otimizará a circulação em vias secundárias. Quem cruzar o trinário deve ficar atento à sinalização e realizar apenas as conversões permitidas.
 
O próximo passo é a inversão de sentido da Av. Padre Ibiapina, que concentrará o fluxo no sentido praia/sertão no trecho compreendido entre as avenidas Duque de Caxias e Bezerra de Menezes. 
 
Faixas exclusivas para ônibus

Como fator preponderante do projeto do trinário, ao todo, foram implantados, 3,8 km de faixas exclusivas para ônibus. A Av. Duque de Caxias recebeu 2,2 km de deslocamento para o transporte público, no trecho entre a Rua Dona Leopoldina e a Avenida Padre Ibiapina. Já na Rua Meton de Alencar, também foi implantado 1,6 km de faixa exclusiva entre a Rua Princesa Isabel e a Av. Visconde do Rio Branco.
 
Infraestrutura cicloviária

Inicialmente, a região recebeu cerca de, pelo menos, 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária no entorno do trinário. Dessa forma, foram implantados aproximadamente 2,5 km de ciclofaixa unidirecional (sentido Aldeota/Centro) na Av. Duque de Caxias, entre a rua Nogueira Acioli e a Av. Padre Ibiapina.
 
Também serão implantados cerca de 850 m de ciclofaixa bidirecional na Padre Ibiapina, desde a Rua Guilherme Rocha até a Av. Bezerra de Menezes, interligando-se com a ciclovia já existente.
  
Ações para pedestres

Com o objetivo de reduzir a distância de travessia e proporcionar mais segurança aos pedestres no Centro, estão sendo implantadas duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de canteiro na Avenida Padre Ibiapina, semáforos na Avenida Duque de Caxias, com botoeiras de tempo exclusivo para pedestres, e prolongamentos de calçadas em alguns cruzamentos ou esquinas. Cada situação está sendo avaliada, levando em consideração o fluxo das vias e os raios de giro.
 
Novos semáforos

Em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Avenida Duque de Caxias, foi feita a reconfiguração semafórica de mais 50 equipamentos para atender melhor a demanda do novo fluxo. Também serão implantados seis novos semáforos nos seguintes locais:

- Avenida Duque de Caxias x Rua Teresa Cristina
- Avenida Duque de Caxias x Rua Jaime Benévolo
- Rua Meton de Alencar x Rua Princesa Isabel
- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Princesa Isabel
- Rua Bárbara de Alencar x Rua Dona Leopoldina
- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Jaime Benévolo
 
Reordenamento dos estacionamentos

Nas ruas que cruzam as principais vias do projeto, sendo elas a Avenida Duque de Caxias e as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, a sinalização foi renovada com demarcação de estacionamento onde atualmente já é permitido. A partir disso, está em avaliação a possibilidade de implantar prolongamentos de calçadas nas esquinas, como medida de segurança para o pedestre, reduzindo sua exposição e a distância da travessia.
 
Requalificação da iluminação e dos pontos de parada

Na região do trinário, compreendido pelo quadrilátero formado pelas avenidas Duque de Caxias, Padre Ibiapina e as ruas Meton de Alencar e Nogueira Acioli, haverá melhoria da iluminação pública. Os pontos de parada de ônibus também serão requalificados, seja por iluminação específica onde houver necessidade ou com a implantação de abrigos onde houver largura suficiente de calçada.
 
Recuperação asfáltica e de calçadas

O projeto prevê uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar. As vias secundárias que compõem o trinário receberam o serviço de recuperação asfáltica.
 
Lixeira subterrânea

Além da implantação de lixeiras de concreto no entorno do trinário, também foi implantada uma lixeira subterrânea na Avenida Duque de Caxias, entre as avenidas Padre Ibiapina e José Jatahy.
Publicado em Mobilidade

Para facilitar o acesso ao Centro da cidade, a Rua Floriano Peixoto está recebendo dois novos semáforos no cruzamento com as avenidas Duque de Caxias e Domingos Olímpio. O objetivo da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) é possibilitar um deslocamento seguro aos pedestres, além de facilitar o ir e vir dos motoristas servindo como suporte a outras vias como Barão do Rio Branco e Sólon Pinheiro. 

As intervenções fazem parte do reordenamento do Centro. “Com a abertura de canteiros e a implantação semafórica, a Rua Floriano Peixoto se consolida como um importante corredor no sentido sertão/praia, otimizando o percurso desde a Av. Treze de Maio até a Rua Dr. João Moreira”, explica a gerente da Central de Monitoramento de Tráfego do órgão, Juliana Coelho. 

Trinário

Além da Rua Floriano Peixoto, a Av. Duque de Caxias está passando por mudanças que incluem uma nova faixa exclusiva de ônibus e ciclofaixa. Até a próxima semana a via também passa a operar com sentido único de circulação Aldeota/Centro em toda sua extensão, no trecho compreendido entre as ruas Nogueira Acioli e Padre Ibiapina. Fazendo o contrafluxo, as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar concentram o fluxo no sentido Centro/Aldeota. 

O projeto prevê ainda melhoria na iluminação, requalificação das paradas de ônibus e uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Av. Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar. As vias secundárias que compõem o trinário também recebem o serviço de recuperação do pavimento. 

 

Publicado em Mobilidade

Dando continuidade às intervenções realizadas para a implantação do primeiro trinário da cidade, a Prefeitura de Fortaleza inicia, a partir desta sexta-feira (25/10), a sinalização da Av. Duque de Caxias. A via passa a operar com sentido único Leste-Oeste (Aldeota/Centro), enquanto as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar concentram o fluxo no sentido contrário (Centro/Aldeota). Cerca de 300 mil pessoas devem ser beneficiadas diariamente pela intervenção. 

A sinalização será realizada em cinco etapas para minimizar os impactos na circulação de veículos e pedestres. A primeira etapa, que começa nesta sexta-feira (25/10), compreende o trecho entre as ruas Tristão Gonçalves e Pe. Ibiapina. Agentes do órgão darão suporte operacional aos condutores, viabilizando a execução dos serviços. 

Durante a segunda etapa (29/10), a Av. Duque de Caxias será sinalizada entre as ruas Major Fecundo e Tristão Gonçalves. Na terceira etapa (31/10), entre Dom Manuel e Major Facundo. Na quarta etapa (05/11), será entre Nogueira Acioli e Dom Manuel, concluindo todo o trecho. 

Na última etapa, prevista para o dia 07 de novembro, as alterações envolvem a Av. Pe. Ibiapina, que terá sentido único (praia/sertão) entre as avenidas Duque de Caxias e a Bezerra de Menezes. 

Confira o mapa com todas as alterações. 

O projeto do trinário é elaborado pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA), Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor), Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (ETUFOR), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e sociedade civil. 

Faixas exclusivas para ônibus

Como fator preponderante do projeto do trinário, ao todo, serão implantados, inicialmente, 3,6 km de faixas exclusivas para ônibus. A Av. Duque de Caxias será beneficiada com 2,0 km de deslocamento para o transporte público, no trecho entre a Rua Dona Leopoldina e a Av. Padre Ibiapina. Já na Rua Meton de Alencar, também será implantado 1,6 km de faixa exclusiva entre a Rua Princesa Isabel e a Av. Visconde do Rio Branco.

Infraestrutura cicloviária

Inicialmente, a região receberá cerca de, pelo menos, 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária no entorno do trinário. Dessa forma, serão implantados aproximadamente 2,5 km de ciclofaixa unidirecional (sentido Aldeota-Centro) na Av. Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Av. Padre Ibiapina.

Também serão implantados em torno de 850 metros de ciclofaixa bidirecional na Av. Padre Ibiapina, desde a Rua Guilherme Rocha até a Av. Bezerra de Menezes, interligando-se com a ciclovia já existente.

 Ações para pedestres

Com o objetivo de reduzir a distância de travessia e proporcionar mais segurança aos pedestres no Centro, serão implantadas duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de canteiro na Avenida Padre Ibiapina, semáforos na Avenida Duque de Caxias, com botoeiras de tempo exclusivo para pedestres, e prolongamentos de calçadas em alguns cruzamentos e esquinas. Cada situação está sendo avaliada, levando em consideração o fluxo das vias e os raios de giro.

 Novos semáforos

Em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Avenida Duque de Caxias, será feita a reconfiguração semafórica de mais 50 equipamentos para atender melhor a demanda do novo fluxo. Também serão instalados seis novos semáforos nos seguintes locais:

- Avenida Duque de Caxias x Rua Teresa Cristina

- Avenida Duque de Caxias x Rua Jaime Benévolo

- Rua Meton de Alencar x Rua Princesa Isabel

- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Princesa Isabel

- Rua Bárbara de Alencar x Rua Dona Leopoldina

- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Jaime Benévolo

Reordenamento dos estacionamentos

Nas ruas que cruzam as principais vias do projeto, sendo elas a Avenida Duque de Caxias e as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, a sinalização será renovada, com demarcação de estacionamento onde atualmente já é permitido. A partir disso, está em avaliação a possibilidade de implantar prolongamentos de calçadas nas esquinas como medida de segurança para o pedestre, reduzindo sua exposição e a distância da travessia.

Requalificação da iluminação e dos pontos de parada

Na região do trinário, compreendida pelo quadrilátero formado pelas avenidas Duque de Caxias, Padre Ibiapina e as ruas Meton de Alencar e Nogueira Acioli, haverá melhoria da iluminação pública. Os pontos de parada de ônibus também serão requalificados, seja por iluminação específica onde houver necessidade, ou com a implantação de abrigos onde houver largura suficiente de calçada.

Recuperação asfáltica e de calçadas

O projeto prevê uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Avenida Duque de Caxias e nas Ruas Meton de Alencar e Clarindo de Queiroz. As vias secundárias que compõem o trinário receberão o serviço de recuperação asfáltica.

Lixeira subterrânea

Além da instalação de lixeiras de concreto no entorno do trinário, também será implantada uma lixeira subterrânea na Avenida Duque de Caxias, entre as avenidas Padre Ibiapina e José Jatahy.

Publicado em Mobilidade
Dando continuidade à política de redução de acidentes, a Prefeitura de Fortaleza desenvolve, neste mês de outubro, um pacote de intervenções para aumentar a segurança viária na Av. Dr. Silas Munguba (Regional IV). O conjunto de medidas tem o propósito de evitar conflitos veiculares e garantir aos pedestres uma travessia mais segura.
 
A partir desta quarta-feira (16/10), o semáforo situado no cruzamento da Av. Dr. Silas Munguba com Av. Bernardo Manuel passa a contar com estágio exclusivo para pedestres. O equipamento dispõe de botoeira sonora para facilitar o deslocamento de deficientes visuais. Também foi implantado um semáforo exclusivo para pedestres entre a Av. Bernardo Manuel e Rua Profa. Heloísa Ferreira.
 
Como parte das ações, foi feito ainda um prolongamento de calçadas e canteiro central de modo a reduzir a distância da travessia, amenizando os riscos aos transeuntes. “Aumentamos em 49% a área para pedestres neste cruzamento no intuito de diminuir sua exposição na via e possibilitar mais segurança”, explica Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).
 
Considerada uma das vias com maior taxa de acidentalidade, a Av. Dr. Silas Munguba registrou cerca de 1.000 acidentes entre os anos de 2016 e 2018, além de 74 atropelamentos. No total, 12 pessoas morreram e 759 ficaram feridas neste período, segundo dados da AMC. 
 
Por essa avenida circulam diariamente 25 mil veículos. Para o superintendente do órgão, Arcelino Lima, a via é um dos principais corredores da Cidade que merece atenção especial, não só pelo quantitativo, mas pela severidade dos acidentes. “Realizamos um estudo técnico que apontou os pontos críticos e, com base nesse levantamento, estamos executando as ações planejadas. Somente este ano, contabilizamos 43 acidentes e cinco atropelamentos ao longo da Av. Dr. Silas Munguba. Nossos esforços se concentram em diminuir esses números e proteger vidas”, reforça.
 
Projeto
 
O projeto contempla cinco novos semáforos, quatro inclusões de estágio para pedestres, um ponto de fiscalização eletrônica, fechamento de canteiros, além de prolongamento de calçada e canteiros centrais.
 
Os novos equipamentos estarão localizados nos seguintes cruzamentos: Av. Dr. Silas Munguba X Av. Bernardo Manuel; Av. Dr. Silas Munguba X Rua Duarte Pimentel; Av. Dr. Silas Munguba X Rua Antônio Teixeira Leite; Av. Dr. Silas Munguba X Rua Girassol; e Av. Dr. Silas Munguba X Rua Corumbá. O semáforo para pedestres irá operar na Av. Dr. Silas Munguba entre as ruas José Pedra e Afonso Lopes. 
 
Cronograma:
 
- Av. Bernardo Manuel x Av. Dr. Silas Munguba
Inclusão de estágio para pedestres com botoeiras sonoras
Prolongamento de calçadas e canteiros centrais
 
- Trecho entre a Av. Bernardo Manuel e Rua Profa. Heloísa Ferreira
Implantação de semáforo para travessia de pedestres
Abertura do canteiro central para passagem dos pedestres
Elevação de calçada dos dois lados para travessia
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Duarte Pimentel
Implantação de semáforo veicular com estágio para pedestres
Abertura do canteiro central
Realocação do poste de iluminação
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Bruno Valente
Fechamento de canteiro central
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Antônio Teixeira Leite
Implantação de semáforo veicular
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Girassol
Implantação de semáforo veicular com estágio para pedestres
Abertura do canteiro central
Realocação do poste de iluminação
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua do Fim
Fechamento de canteiro central
 
- Av. Dr. Silas Munguba x Rua Corumbá
Implantação de semáforo veicular com dois estágios
Prolongamento de canteiro central
Publicado em Mobilidade
A partir desta quinta-feira (17/10), um novo semáforo começa a funcionar no cruzamento da Via Expressa com Rua Juvêncio Vasconcelos, no bairro Vicente Pinzón. O objetivo da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) é disciplinar a circulação e possibilitar um tráfego seguro aos pedestres, além de melhorar o acesso dos moradores.
 
O novo equipamento contará com três tempos e permitirá que os condutores que trafegam em ambas as vias realizem conversões à esquerda, à direita e sigam em frente. A sinalização horizontal também será implantada contemplando faixa de pedestres. Trafegam diariamente na Via Expressa cerca de 78 mil veículos.
 
"Adotamos essa medida emergencial em virtude das obras do VLT no trecho. Para viabilizar a conclusão das estações, a Travessa Jangadeiros foi bloqueada, inviabilizando a saída dos moradores. Como opção de circulação para essas pessoas, indicamos que utilizem a Rua Juvêncio Vasconcelos para acessar a Via Expressa e Abolição", explica Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da AMC. 
 
Ampliação
 
Indispensável para garantir a segurança de condutores e pedestres e contribuindo para a redução de acidentes, a rede semafórica vem crescendo significativamente em Fortaleza. Exemplo disso é que no final de 2012, um total de 599 semáforos controlavam o tráfego nos cruzamentos da cidade. Hoje já são 961 equipamentos, o que mostra uma ampliação de quase 60%.
 
Desde que respeitado, o semáforo reduz a severidade de acidentes e até mesmo a estatística de vítimas fatais. Os equipamentos estão localizados em todas as Regionais, acompanhando a evolução demográfica do Município e o aumento da frota.
 
Requerimento 
 
Para solicitar um semáforo, o munícipe deve formalizar o pedido em uma das Centrais de Atendimento da AMC (RioMar, Shopping Benfca, Del Paseo, Vapt Vupt de Messejana e Antônio Bezerra). O requerimento será devidamente avaliado, considerando uma análise que abordará critérios como volume de veículos e pedestres, quantitativo de acidentes, condições geométricas, iluminação, visibilidade, entre outros.
Publicado em Mobilidade
Após receber serviços de requalificação asfáltica, a Rua Clarindo de Queiroz terá o sentido de circulação invertido como parte das intervenções previstas para o primeiro trinário da Cidade, composto pela Av. Duque de Caxias e Rua Meton de Alencar. A sinalização começa a ser implantada nesta terça-feira (15/10) e contará com o suporte operacional da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para viabilizar os serviços.
 
A Rua Clarindo de Queiroz passará a operar no sentido Oeste-Leste (Centro/Aldeota), no trecho compreendido entre as ruas Antônio Augusto e Pe. Ibiapina. Para este mês, ainda está prevista a implantação de dois novos semáforos nos cruzamentos das ruas Bárbara de Alencar com Dona Leopoldina e Clarindo de Queiroz com Princesa Isabel. 
 
A sinalização será dividida por etapas. Nesta terça-feira (15/10), a Rua Bárbara de Alencar (continuação da Rua Clarindo de Queiroz) começa a ser sinalizada no trecho entre R. Antônio Augusto e Av. Dom Manoel. Já no dia 17/10 (quinta-feira), a AMC irá sinalizar a Rua Clarindo de Queiroz no trecho entre a Av. Dom Manuel e a Rua Barão do Rio Branco. A partir do dia 22/11, será sinalizada a última etapa da Rua Clarindo de Queiroz no trecho entre as ruas Barão do Rio Branco e Padre Ibiapina.   
 
Os trabalhos seguem paralelamente nas demais vias. Na Rua Meton de Alencar, por exemplo, a sinalização já foi concluída e agora a via conta com nova faixa exclusiva de ônibus operando entre a Rua Princesa Isabel e a Av. Visconde do Rio Branco.
 
A Av. Duque de Caxias, por sua vez, passará a operar com sentido único de circulação Leste-Oeste (Aldeota/Centro) e terá o fluxo reordenado com uma faixa exclusiva de ônibus. Cerca de 300 mil pessoas devem ser beneficiadas diariamente pela novidade, que otimizará a circulação em vias secundárias.
 
O projeto prioriza a circulação de ônibus e a reordenação do tráfego, além de faixas elevadas para pedestres, recuperação asfáltica, infraestrutura cicloviária, melhorias na iluminação e nos pontos de parada. 
 
Entenda o trinário
 
Além da faixa exclusiva para ônibus na Avenida Duque de Caxias, o tráfego geral da via será reordenado com a implantação de sentido único Leste-Oeste (Aldeota/Centro) e de três faixas de tráfego misto no trecho entre a Rua Nogueira Acioli e a Avenida Padre Ibiapina. Fazendo o contrafluxo, as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar escoarão o trânsito no sentido Oeste-Leste.
 
Faixas exclusivas para ônibus
 
Como fator preponderante do projeto do trinário, ao todo serão implantados, inicialmente, 3,8 km de faixas exclusivas para ônibus. A Avenida Duque de Caxias será beneficiada com 2,2 km de deslocamento para o transporte público, no trecho entre a Rua Dona Leopoldina e a Avenida Padre Ibiapina. Já na Rua Meton de Alencar, também será implantado 1,6 km de faixa exclusiva entre a Rua Princesa Isabel e a Avenida Visconde do Rio Branco.
 
Infraestrutura cicloviária
 
Inicialmente, a região receberá cerca de, pelo menos, 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária no entorno do trinário. Dessa forma, serão implantados aproximadamente 2,5 km de ciclofaixa unidirecional (sentido Aldeota-Centro) na Avenida Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Avenida Padre Ibiapina.
 
Também serão implantados em torno de 850 metros de ciclofaixa bidirecional na Avenida Padre Ibiapina, desde a Rua Guilherme Rocha até a Avenida Bezerra de Menezes, interligando-se com a ciclovia já existente.
 
Ações para pedestres
 
Com o objetivo de reduzir a distância de travessia e proporcionar mais segurança aos pedestres no Centro, serão implantadas duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de canteiro na Avenida Padre Ibiapina, semáforos na Avenida Duque de Caxias, com botoeiras de tempo exclusivo para pedestres, e prolongamentos de calçadas em alguns cruzamentos e esquinas. Cada situação está sendo avaliada, levando em consideração o fluxo das vias e os raios de giro.
  
Novos semáforos
 
Em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Avenida Duque de Caxias, será feita a reconfiguração semafórica de mais 50 equipamentos para atender melhor a demanda do novo fluxo. Também serão instalados seis novos semáforos nos seguintes locais:
- Avenida Duque de Caxias x Rua Teresa Cristina
- Avenida Duque de Caxias x Rua Jaime Benévolo
- Rua Meton de Alencar x Rua Princesa Isabel
- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Princesa Isabel
- Rua Bárbara de Alencar x Rua Dona Leopoldina
- Rua Clarindo de Queiroz x Rua Jaime Benévolo
 
Reordenamento dos estacionamentos
 
Nas ruas que cruzam as principais vias do projeto, sendo elas a Avenida Duque de Caxias e as ruas Clarindo de Queiroz e Meton de Alencar, a sinalização será renovada, com demarcação de estacionamento onde atualmente já é permitido. A partir disso, está em avaliação a possibilidade de implantar prolongamentos de calçadas nas esquinas como medida de segurança para o pedestre, reduzindo sua exposição e a distância da travessia.
 
Requalificação da iluminação e dos pontos de parada
 
Na região do trinário, também haverá melhoria da iluminação pública. Os pontos de parada de ônibus serão requalificados, seja por iluminação específica onde houver necessidade ou com a implantação de abrigos onde houver largura suficiente de calçada.
 
Recuperação asfáltica e de calçadas
 
O projeto prevê uma operação para recuperar calçadas nos pontos mais danificados, fresagem e recapeamento asfáltico na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar. As vias secundárias que compõem o trinário receberão o serviço de recuperação asfáltica.
Publicado em Mobilidade
Na data em que é celebrada a sexta e última aparição de Nossa Senhora de Fátima, milhares de fortalezenses comparecem ao Santuário para agradecer por sua intercessão. Uma procissão, saindo da Igreja do Carmo (Centro) em direção à Igreja de Fátima, é um dos principais acontecimentos da comemoração, que contará com o suporte operacional de 110 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e operadores de tráfego.
 
A operação de trânsito começa às 6 horas com a coibição de estacionamento nas ruas Oswaldo Studart, Paula Rodrigues e Mário Mamede, no entorno da Igreja de Fátima. Esse esquema se repetirá nos três turnos para garantir a fluidez das principais vias.
 
O controle de tráfego para acompanhar a procissão terá início no mesmo horário, na Igreja do Carmo. Desde cedo não será permitido estacionar nas ruas Major Facundo, Meton de Alencar e Barão de Aratanha, deixando a área livre para a concentração e deslocamento do público.
 
Dentre as interdições provisórias, está previsto o bloqueio da Rua Major Facundo (lateral da Igreja do Carmo). Em seguida, os agentes se preparam para acompanhar a procissão durante o percurso até a Igreja de Fátima, passando pelas ruas Major Facundo, Meton de Alencar, Barão de Aratanha e Av. 13 de Maio. Os bloqueios durante o trajeto serão temporários e a saída está prevista para 18 horas.
 
Durante a realização da missa campal, após a procissão, a Av. 13 de Maio terá a pista nos dois sentidos bloqueada, entre a Rua Barão de Aratanha e o viaduto da Av. Pontes Vieira. A AMC orienta que os desvios sejam feitos pela Av. Luciano Carneiro e Rua Mário Mamede (sentido Bairro de Fátima/Aldeota) e pela alça do viaduto da Av. Aguanambi e Av. Eduardo Girão (sentido Aldeota/Bairro de Fátima).
Publicado em Mobilidade
Página 1 de 17