Além de ser exigência legal, o cinto de segurança é equipamento indispensável para reduzir o índice de severidade dos acidentes de trânsito. Em Fortaleza, o uso do dispositivo por adultos que estavam ocupando bancos da frente ou de trás aumentou de 68% a 94% nos últimos quatro anos, conforme pesquisa realizada pela Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, através da Universidade Johns Hopkins, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC). O estudo ainda apontou significativos incrementos por parte dos passageiros adultos que ocupavam os bancos traseiros, crescendo de 21% em outubro de 2015 para 47% em fevereiro deste ano.

Segundo o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Arcelino Lima, os cidadãos estão adotando um comportamento mais preventivo e seguro ao se deslocar pela cidade, o que também é reflexo das ações de educação e fiscalização desenvolvidas pelo órgão. “Deixar de usar o cinto de segurança é um dos principais fatores de risco que potencializam as lesões em um acidente de trânsito. Cientes disso, realizamos periodicamente abordagens nas quais verificamos a utilização deste equipamento obrigatório que, quando colocado corretamente, evita que o corpo seja arremessado para fora do veículo”, esclarece.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso do cinto de segurança reduz o risco de morte entre os motoristas e passageiros do banco da frente em até 50%, e de ferimentos leves e graves em até 20% e 45%, respectivamente. Já a utilização entre passageiros do banco traseiro reduz o risco de ferimentos fatais em até 25% e de ferimentos leves em até 75% em caso de acidentes.

“Muitas pessoas ainda pensam que não, mas o uso do cinto no banco traseiro é crucial, pois além da segurança para o passageiro, protege os que estão na frente. No caso de uma batida, por exemplo, o peso de corpos e objetos projetados dentro do veículo se multiplica, aumentando muito o risco de uma fatalidade”, explica o chefe do Núcleo de Operação e Fiscalização da AMC, Disraelli Brasil. No ano passado, em Fortaleza, foram registradas cerca de 65 mil autuações pelo não uso do cinto de segurança.

Também houve melhora no uso dos assentos infantis para crianças de até 11 anos incompletos na capital cearense. Em outubro de 2015, os pesquisadores observaram um percentual de apenas 29% de uso dos equipamentos, enquanto que em fevereiro de 2019 o índice subiu para 47%. A conclusão é de que apesar do avanço, ainda é preciso melhorar a proteção para as crianças – que pode ser a diferença em caso de acidentes.

O que diz o Código de Trânsito Brasileiro

De acordo com a legislação de trânsito no Brasil, não utilizar o cinto de segurança seja no banco dianteiro ou traseiro em qualquer circunstância, em áreas urbanas ou rurais, é uma infração de natureza grave, com multa no valor de R$ 195,23 e cinco pontos no prontuário do condutor. Já com relação aos assentos infantis, crianças de até um ano devem ser acomodadas em equipamentos do tipo “bebê conforto”; até quatro anos, em “cadeirinhas”, até os sete anos e meio em “assentos de elevação” e a partir daí com cinto de segurança – todos no banco traseiro. Caso o condutor de um veículo seja flagrado fazendo o transporte de crianças sem os equipamentos de segurança adequados para a idade, pode ser autuado por infração gravíssima, fica sujeito a multa no valor de R$ 293,47, com retenção do veículo até a regularização do caso e ganha 07 pontos na carteira de habilitação.

“Acompanhar esses estudos que apontam o comportamento da população sobre fatores de risco para acidentes de trânsito que podem ser a diferença entre a vida e a morte é crucial. Permite aos gestores orientar as políticas públicas de segurança no trânsito para prevenir cada vez mais mortes e ferimentos nas nossas ruas e avenidas” conclui o coordenador executivo da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global em Fortaleza, Dante Rosado.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza, de quarta-feira (29/05) até sexta-feira (31/05), o segundo leilão de veículos deste ano. A frota é composta de carros e motocicletas que se encontram apreendidos há mais de dois meses no depósito do órgão, sem manifestação dos proprietários, conforme previsão legal contida no Art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O leilão será realizado às 10h nas modalidades presencial no Pátio do Leiloeiro (Rua Coronel Zacarias José de França, 255A, no bairro Cajazeiras) e online por meio do site www.celsocunhaleiloes.com.br. As sessões ocorrem simultaneamente.

Poderão participar da concorrência pessoas físicas maiores de idade ou emancipadas que estejam portando documento de identidade, CPF e comprovante de endereço. No caso de empresas, é necessário que estas sejam devidamente inscritas no CNPJ e regulares junto ao INSS.

O lance varia de acordo com o tipo de veículo e condição do mesmo. Ao todo, serão leiloados 790 lotes, sendo 140 automóveis e 650 motocicletas. Os bens serão entregues no estado de preservação em que foram recolhidos, cabendo aos participantes estarem cientes das características dos mesmos.

Serviço:
Leilão Público da AMC (presencial)
Datas: 29 a 31/05 (quarta a sexta-feira)
Horário: 10h
Local: Rua Coronel Zacarias José de França, 255A - Cajazeiras

Publicado em Mobilidade

Na última semana alusiva ao Maio Amarelo, movimento voltado para a prevenção de acidentes, o Instituto Dr. José Frota (IJF) abre suas portas para uma manhã de conscientização sobre comportamento seguro no trânsito contando com a presença de agentes e educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Embora nos últimos anos Fortaleza tenha registrado uma redução de 40% no número de mortes, quando comparados  os dados de 2018 com 2014, os esforços são contínuos para que esse quantitativo reduza cada vez mais.

Como a maior parte dos acidentes tem o fator humano como causa principal, serão disseminadas orientações sobre como adotar uma postura segura ao se deslocar pela cidade, seja enquanto pedestre, ciclista, condutor ou motociclista, que é considerado o usuário mais vulnerável a acidentes fatais ou com alto índice de gravidade. Dentre as 226 mortes registradas no ano passado, 45,6% correspondem a ocupantes de motocicletas.

De acordo com o gerente de Operação e Fiscalização do órgão, Disraelli Brasil, haverá uma sensibilização com foco nos principais fatores de risco. “Sabemos que a maioria dos acidentes de trânsito podem ser evitados. Quatro comportamentos de risco são os principais responsáveis por ferimentos graves e mortes: dirigir em excesso de velocidade, conduzir sob os efeitos do álcool, deixar de usar o cinto de segurança ou assentos infantis e não usar corretamente o capacete ao conduzir ou ser conduzido por uma motocicleta”, pontua.

Paralelo a essa atividade, as crianças internadas também participarão de atividades lúdicas desenvolvidas pela Gerência de Educação da AMC. O intuito é incentivá-las desde pequeno a respeitar às normas de trânsito e conhecer ainda na infância os seus direitos e deveres enquanto pedestre.

Serviço:
Ação educativa alerta sobre comportamento seguro no trânsito
Data: 30/05 (quinta-feira)
Horário: 9h
Local: Instituto Dr. José Frota (Rua Barão do Rio Branco, 1816)

Publicado em Mobilidade

No intuito de estimular o respeito às vagas especiais de estacionamento destinadas a idosos e pessoas com deficiência, a Prefeitura de Fortaleza realiza ação educativa nesta terça-feira (21/05), a partir das 15 horas, na Praça das Flores. O objetivo da ação, que integra o calendário do Maio Amarelo, é promover uma maior conscientização dos condutores acerca do cumprimento às normas de circulação viária.

Quem tem direito?

Além de idosos com mais de 60 anos, toda pessoa com deficiência, seja física, mental, intelectual ou sensorial que cause comprometimento direto ou indireto de sua mobilidade, pode estacionar nestas vagas. Mas para fazer valer esse direito, quem se enquadra nesse perfil deve obter uma credencial junto à Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Como obter a credencial?

Para obter a credencial, basta que os interessados apresentem a identidade, o CPF e o comprovante de endereço atualizado informando que reside em Fortaleza. No caso do deficiente, é preciso acrescentar o laudo médico que ateste a deficiência. A emissão do documento é entregue na hora, podendo ser utilizado em qualquer veículo ocupado pelo beneficiário, seja na condição de motorista ou passageiro. O prazo de validade é de cinco anos.

O serviço vem sendo disponibilizado nas Centrais de Atendimento da AMC (nos shoppings RioMar, Benfica e Del Paseo) e no Vapt Vupt de Messejana e do Antônio Bezerra. O procedimento é simples e também pode ser realizado de forma online pelo aplicativo AMC Móvel.

Infração gravíssima

O desrespeito às vagas especiais de estacionamento se configura como infração de natureza gravíssima, sete pontos no prontuário do condutor e multa no valor de R$ 293,47, conforme preconiza o Art. 181 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Publicado em Mobilidade
Como parte da campanha “Maio Amarelo” e da “Semana de Segurança no Trânsito” da ONU, lançada pela Prefeitura de Fortaleza em parceria com a Bloomberg Philanthropies, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está intensificando a fiscalização para coibir a prática arriscada de misturar álcool e direção e também o uso incorreto de capacetes. A força-tarefa, que envolve AMC, Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Guarda Municipal, acontece nesta sexta-feira (10/05), a partir das 18h.
 
O objetivo é chamar a atenção dos condutores a respeito da Lei Seca. Mesmo uma pequena dose de bebida alcoólica pode comprometer os reflexos e a concentração do motorista, contribuindo para a ocorrência de acidentes graves e fatais. Ano passado, 226 pessoas morreram no trânsito de Fortaleza.
 
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja, por exemplo, tem três vezes mais chance de morrer em um acidente do que um condutor sóbrio. Portanto, ao aplicar as leis de trânsito, espera-se promover uma maior conscientização da população e o mais importante: preservar vidas.
 
Durante a fiscalização, equipes itinerantes percorrem áreas de grande acidentalidade viária coibindo a irregularidade. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência de álcool é uma infração de natureza gravíssima x10, multa no valor de R$ 2.934,70, recolhimento e suspensão da habilitação por 12 meses e retenção do veículo até apresentação de outro condutor habilitado apto a conduzir o veículo. Se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo ainda poderá ser preso. A pena varia de seis meses a três anos.
 
Já no caso do uso incorreto ou não uso do capacete, para os motociclistas, o Art. 244 do CTB, diz que conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo Conselho Nacional de Trânsito ou transportar o passageiro sem esse utensílio se configura como uma infração de natureza gravíssima, sete pontos no prontuário do condutor, multa no valor de R$ 293,47 e suspensão do direito de dirigir, além de recolhimento da habilitação.
 
História do Maio Amarelo
 
O movimento teve início por iniciativa do Observatório Nacional de Segurança Viária e desde então vem ganhando adeptos não só no Brasil, mas também em outros países. Assim como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul” que tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “Maio Amarelo” procura estimular ações voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito. A Prefeitura de Fortaleza é signatária do movimento desde 2015 e organiza ações de educação, mobilização, além de implementar infraestrutura de segurança em pontos estratégicos para prevenir acidentes de trânsito, principalmente com mortos e feridos.
 
Publicado em Mobilidade

A procissão de Nossa Senhora de Fétima, que sai da Igreja do Carmo em direção à Igreja de Fátima neste 13 de maio (segunda-feira), contará com o suporte operacional de 130 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e operadores de tráfego.

A operação de trânsito para começa às 6 horas com a coibição de estacionamento nas ruas Oswaldo Studart, Paula Rodrigues e Mário Mamede, no entorno da Igreja de Fátima. Esse esquema se repetirá nos três turnos para garantir a fluidez das principais vias.

O controle de tráfego para acompanhar a procissão terá início no mesmo horário, na Igreja do Carmo. Desde cedo não será permitido estacionar nas ruas Major Facundo, Meton de Alencar e Barão de Aratanha, deixando a área livre para a concentração e deslocamento do público.

Dentre as interdições provisórias, está previsto o bloqueio da Rua Major Facundo (lateral da Igreja do Carmo). Em seguida, os agentes se preparam para acompanhar a procissão durante o percurso até a Igreja de Fátima, passando pelas ruas Major Facundo, Meton de Alencar, Barão de Aratanha e Av. 13 de Maio. Os bloqueios durante o trajeto serão temporários e a saída está prevista para 18 horas.

Durante a realização da missa campal, após a procissão, a Av. 13 de Maio terá a pista nos dois sentidos bloqueada, entre a Rua Barão de Aratanha e o viaduto da Av. Pontes Vieira. A AMC orienta que os desvios sejam feitos pela Av. Luciano Carneiro e Rua Mário Mamede (sentido Bairro de Fátima/Aldeota) e pela alça do viaduto da Av. Aguanambi e Av. Eduardo Girão (sentido Aldeota/Bairro de Fátima).

Transporte Coletivo

Em virtude do evento, será realizado o desvio dos transportes coletivos no horário previsto de 17h às 22h, obedecendo às orientações da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor). Linhas impactadas: 011-Circular I, 012-Circular II, 029-Parangaba/Náutico, 030-Siqueira/Papicu/13 de Maio, 075-Campus do Pici/Unifor, 088-Antônio Bezerra/Albert Sabin, 099-Siqueira /Mucuripe/Br de Studart, 501-Bairro de Fátima, 504 - Av. 13 de Maio/Rodoviária II, 602- Parque Pio XII/Ana Gonçalves, 605- José Walter/ Br 116/ Av. I, 606- José Walter/Br 116/ Av. N, 625-Parque Manibura/Borges de Melo, 685 - Messejana/Rodoviária, 725- Parque Santa Maria/Liceu (STPC), 755 - Conjunto Alvorada/North Shopping (STPC) e 855- Bezerra de Menezes/Washington Soares.

Publicado em Mobilidade

Para dar mais fluidez e segurança no deslocamento dos cidadãos durante as comemorações dos 293 anos de Fortaleza, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizará uma operação especial de tráfego, neste sábado (13/04), a partir das 16h, no Aterrinho da Praia de Iracema.

Às 16h deste sábado, no Aterrinho, a operação será iniciada com a coibição de estacionamento na Av. Beira-Mar, a partir da Rua João Cordeiro até a Rua Arariús, e na própria João Cordeiro, no trecho compreendido entre as avenidas Historiador Raimundo Girão e Beira-Mar.

Além disso, serão realizados bloqueios no cruzamento da R. Idelfonso Albano com Av. Historiador Raimundo Girão e na Av. Historiador Raimundo Girão com R. João Cordeiro, para isolar o aterrinho, que receberá o palco das atrações. Cerca de 20 Operadores do Via Livre e Agentes da AMC orientarão o trânsito no local até a dispersão total do público.

AMC orienta que seja priorizado o transporte público para o trajeto nas imediações do Aterrinho. Para evitar o cometimento de infrações, a Autarquia informa que as sinalizações, bem como as leis de trânsito, deverão ser respeitadas durante o evento.

Publicado em Mobilidade
Ciclofaixa da Rua José Meneleu
O novo binário inclui nova sinalização, além de melhorias que geram mais segurança para os pedestres, novos semáforos e ciclofaixa

O prefeito Roberto Cláudio inaugura, nesta quarta-feira (13/03), às 9h, o novo binário da Cidade, envolvendo as ruas José Meneleu e Dr. Manoel Teófilo, beneficiando os bairros Itaperi, Parangaba, Maraponga e adjacências. O gestor e secretários municipais farão uma caminhada e apresentarão o projeto no local, partindo da Avenida Godofredo Maciel, esquina com a Rua Antônio Bandeira.

Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), o projeto do binário busca melhorar o tráfego da região, gerando mobilidade aos veículos que trafegam nas vias e segurança aos pedestres e ciclistas.

Além das intervenções viárias, o novo binário inclui nova sinalização e melhorias que geram mais segurança para os pedestres, novos semáforos e ciclofaixa.

Serviço
Inauguração do Binário das ruas José Meneleu e Dr. Manoel Teófilo
Data: Quarta-feira (13/03)
Horário: 9h
Local: Avenida Godofredo Maciel, esquina com a Rua Antônio Bandeira

Publicado em Mobilidade

Para viabilizar a montagem das arquibancadas e a realização do desfile de Carnaval, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizará a interdição provisória das faixas de tráfego junto ao canteiro central, nos dois sentidos, da Av. Domingos Olímpio a partir desta quinta-feira (14/02). Com isso, os equipamentos de fiscalização eletrônica instalados para coibir o desrespeito à faixa exclusiva de ônibus ficarão temporariamente desativados até o encerramento do período carnavalesco e essas faixas poderão ser utilizadas por todos os veículos.

A desativação ocorrerá nos dois sentidos, no trecho compreendido entre as avenidas Aguanambi e Universidade, onde será montada a arquibancada para o desfile carnavalesco. O funcionamento da fiscalização eletrônica no trecho será retomado na sexta-feira (08/03), após o período carnavalesco.

As opções de rota alternativa para o motorista que quiser evitar a Av. Domingos Olímpio são as avenidas Duque de Caxias, Pontes Vieira e 13 de Maio.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza realizará, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), o bloqueio do tráfego no viaduto da Av. Aguanambi, no sentido Centro/BR-116, entre 7h e 18h deste sábado (27/10), para a implantação da segunda camada da pavimentação asfáltica do equipamento.

Com o bloqueio do viaduto, os condutores que vêm do Centro da Cidade deverão utilizar a alça lateral para acessar a rotatória da Av. Aguanambi em direção à BR116. Agentes da AMC estarão no local para dar suporte e orientar os condutores.

Confira aqui o mapa do bloqueio

Além disso, o retorno de acesso à BR-116 pela R. Monsenhor Salazar, implantado temporariamente para a obra, será fechado definitivamente. Portanto, o motorista que vem na rua Monsenhor Salazar e deseja acessar a BR-116 em direção ao bairro Messejana deverá entrar à direita, acessar a rotatória da avenida Aguanambi e utilizar a alça para ter acesso à BR-116.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 14