BSB
Um dos modelos oferecidos pelo projeto, a bicicleta dupla pode ser pedalada por duas pessoas

Consolidado no calendário de esporte, promovendo lazer e inclusão para pessoas com deficiência física, mobilidade reduzida ou autismo em Fortaleza, o projeto Bike Sem Barreiras chega à 20 edição neste sábado (02/07). A ação é desenvolvida desde setembro do ano passado por meio de uma parceria da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) com a Uninassau, que idealizou e coordena as ações em outras cidades do país, como Rio de Janeiro, Natal e Salvador.

Os passeios inclusivos ocorrem quinzenalmente, de 8h às 12h, ao lado do Centro Cultural Belchior e em frente ao projeto Praia Acessível, na Praia de Iracema. Para participar, os interessados devem realizar o cadastro diretamente no local, sem necessidade de agendamento prévio, apenas apresentando documento de identificação com foto.

A iniciativa promove a inclusão e a saúde por meio do exercício físico, por meio de três modelos de bicicletas adaptadas disponibilizadas: uma handbike, triciclo adaptado para ser pedalado com as mãos; uma bicicleta dupla, pedalada por uma pessoa com deficiência visual e pelo monitor ou acompanhante; e a "The Duet", uma bicicleta adaptada com uma cadeira de rodas no lugar da roda dianteira.

“Nossa cidade é referência no uso da bicicleta como meio de transporte. Somos a capital onde a população vive mais próxima à malha cicloviária, que hoje se estende por 412.5 km. Com o Bike sem Barreiras, incluímos as pessoas, que por algum motivo não podiam pedalar, na prática de esporte e aproveitando o nosso espaço público”, destaca Antônio Ferreira Silva, superintendente da AMC.

Os passeios são acompanhados e monitorados por profissionais e alunos dos cursos de Fisioterapia da Uninassau, que prestam apoio e orientação aos usuários das bikes adaptadas.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) vai destinar um efetivo de 30 agentes e orientadores, nesta quinta-feira (30/06), para garantir o ordenamento de tráfego e o acesso seguro de torcedores à Arena Castelão, palco da partida entre Fortaleza e Estudiantes, válida pelas oitavas de final da Libertadores.

A AMC recomenda a chegada dos torcedores com duas horas de antecedência, mas já a partir do meio-dia o planejamento começará a ser executado com o controle de circulação nas avenidas do Contorno, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e rotatória do Castelão.

Redutores de velocidade serão instalados junto às faixas de pedestres para facilitar a travessia no entorno da arena. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) também atuará em apoio.

Para facilitar o fluxo de saída dos torcedores do Castelão, o canteiro central da Av. Paulino Rocha estará aberto. A medida adotada nas últimas partidas com maior concentração de público tem como objetivo melhorar o fluxo dos condutores que seguem em direção à BR-116, Cidade dos Funcionários e Aldeota, evitando passar pela rotatória que já recebe um volume alto de veículos.

A operação deve seguir até meia-noite, horário previsto para dispersão total da torcida.

Respeito às leis de trânsito

Os condutores devem atentar às normas de circulação viária e não estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros, e reduzir a velocidade devido ao fluxo de pedestres.

Viaturas estarão no entorno coibindo irregularidades. O monitoramento das vias também se dará em tempo real pelas câmeras da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito.

A população pode solicitar atendimento de ocorrências, como irregularidades ou sinistros no trânsito, à AMC pelo número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

Publicado em Mobilidade
ciclista numa ciclofaixa
Atualmente, são 412.5 quilômetros de infraestrutura cicloviária que estimulam a utilização do modal, sendo 64 km implantados na gestão do prefeito José Sarto

Uma nova pesquisa do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP) apontou que Fortaleza lidera o ranking das cidades onde as pessoas vivem mais próximo à infraestrutura cicloviária, com cerca de 51% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia ou ciclofaixa. Vitória, no Espírito Santo, aparece na segunda posição, com 33.2%, seguido por Belém, no Pará, com 31%. As demais capitais brasileiras não ultrapassaram a marca de 30%.

O resultado é reflexo da constante expansão de espaços exclusivos para circulação de bicicletas. Atualmente, são 412.5 quilômetros de infraestrutura cicloviária que estimulam a utilização do modal, sendo 64 km implantados na gestão do prefeito José Sarto. A expectativa é alcançar os 500 km até 2024.

“Todo esse investimento da Prefeitura na malha cicloviária vem oferecendo cada vez mais segurança e conforto para os ciclistas fortalezenses. Muitos deles utilizam esse modal para se locomoverem até o trabalho e do trabalho para casa, e também como lazer, então a gestão vem fazendo o seu papel incentivando esse meio de transporte, que é benéfico não só para o cidadão, mas também para o nosso planeta”, ressaltou Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

Dentre as últimas implantações, estiveram a da Rua Barbosa de Freitas e a do Parque Rachel de Queiroz. Ainda está prevista uma próxima implantação que compreenderá a Rua Cônego Lima Sucupira, na Parangaba.

"Além de sustentável e econômica, a bicicleta é um meio de transporte que tem se tornado cada vez mais seguro com a expansão das ciclofaixas e ciclovias. Em 2013, tínhamos apenas 68 km de malha dedicada a esse modal. Hoje, esse número é seis vezes maior, o que acaba incentivando as pessoas a deixarem o carro em casa e optarem pela bike", reforça Antônio Ferreira, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

A bicicleta é um modo de transporte barato, sustentável e eficiente. Infraestruturas seguras para a circulação de ciclistas podem incentivar a substituição de modos mais poluentes e caros pelo uso de bicicletas. “Quanto mais pessoas próximas de infraestruturas para pedalar com segurança, mais teremos ciclistas nas ruas”, reforça o superintendente.

Incentivo ao modal cicloviário

As políticas públicas de incentivo ao modal cicloviário seguem avançando em Fortaleza. O Bicicletar, sistema público de bicicletas compartilhadas, tem 192 estações em diversos bairros da cidade, somando mais de cinco milhões de viagens desde o início de suas atividades, em dezembro de 2014. Há ainda a versão infantil do projeto, o Mini Bicicletar, com 11 estações, e o Bicicletar Corporativo, que é voltado exclusivamente para os servidores municipais.

Além dessa iniciativa, quem pedala também pode desfrutar todos os domingos da Ciclofaixa de Lazer percorrendo diversos pontos turísticos da cidade em três rotas disponíveis. As pessoas com deficiência, por sua vez, podem vivenciar a experiência de pedalar com equipamentos acessíveis por meio do programa Bike sem Barreiras, realizado em parceria com a Uninassau.

Fortaleza dispõe ainda de 859 para paraciclos pela cidade, quatro bicicletários nos terminais de integração e 20 parapés, elementos inovadores que servem como suportes de pé e mão para o ciclista se apoiar ao parar em um semáforo.

Publicado em Mobilidade

Como parte da programação do Mês do Meio Ambiente, a Prefeitura de Fortaleza preparou uma série de atividades culturais e educativas para a edição de domingo (26/06) da Ciclofaixa de Lazer. Como ocorre tradicionalmente, também serão disponibilizados 26 km em três rotas para a população pedalar de 6h às 12h.

A Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) organizou o Pedal Ecológico, com distribuição de camisas e água ao longo de 11 km de percurso. Todo o trajeto será acompanhado por batedores e motociclistas da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

O passeio de bike – com inscrições abertas na plataforma Sympla - vai seguir por parte da rota oeste do evento ciclístico a partir de 7h30, saindo da Cidade da Criança, no Centro, com ponto de hidratação na Praça Otávio Bonfim e chegada no trecho 6 do Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy. No local, participantes e comunidade recebem atividades educativas, entrega de mudas, apresentações culturais e DJ. Às 10h, o passeio retorna ao ponto de origem.

Já na Cidade da Criança haverá jogos educativos, oficinas criativas – como origami e pinturas -, e doação de mudas. As atividades serão promovidas de 8h às 11h pela Rede Cuca, por meio do programa Cuca Ambiental.

Educação para o trânsito

Agentes e orientadores da AMC também estarão na Cidade da Criança para interagir com a família e a garotada com atividades lúdicas que incentivam o respeito às normas de circulação viária. Entre as atrações estão o Minicircuito de Bike Infantil e o jogo de tabuleiro gigante para o trânsito. Haverá ainda distribuição das plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas nas versões adulto e infantil. A ação também terá início às 8h.

Nas três rotas do evento, os ciclistas contam com o suporte de agentes da AMC, da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar - ciclovia paisagística - pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza oferta à população e aos amantes de bike 26 km de percurso em mais uma edição da Ciclofaixa de Lazer. A programação deste domingo (19/06) disponibiliza três rotas de 6h às 12h e atividades educativas no Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, a partir de 8h.

Entre as principais atrações do ponto de apoio do evento está o Minicircuito de Bike Infantil, que simula um trânsito compartilhado com sinalização vertical e horizontal. Dirigida aos pequenos, a atividade é conduzida por educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e pode ser acompanhada pelos pais. O objetivo é estimular a compreensão das normas de circulação desde a infância.

No local também haverá distribuição das plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas nas versões adulto e infantil. O Anfiteatro do Parque do Cocó, a Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese, e a Cidade da Criança, no Centro, também são pontos de apoio do evento ciclístico.

Nas três rotas os ciclistas contam com o suporte de agentes da AMC, da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar - ciclovia paisagística - pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

Para garantir um deslocamento mais seguro aos ciclistas e conectividade à malha cicloviária de Fortaleza, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) inicia a sinalização de uma nova ciclofaixa. A Rua Cônego Lima Sucupira será contemplada pela infraestrutura, que começou a ser sinalizada nesta terça-feira (14/06).

Com um quilômetro de extensão, a sinalização é localizada no lado esquerdo da via entre a Av. Germano Franck e a Rua Dr. Justa Araújo, e interligará os bairros Serrinha, Itaoca e Parangaba.

Com a conclusão, a infraestrutura será conectada com a ciclovia da Av. Germano Franck e com as ciclofaixas das ruas Governador João Carlos e Dr. Justa Araújo. Além disso, será integrada à rede de ciclofaixas em implantação no bairro Serrinha e entorno.

Via com sentido único

A Rua Cônego Lima Sucupira também terá renovada toda a sinalização horizontal e vertical. A medida também contempla a mudança da via para sentido único oeste-leste (Parangaba-Serrinha), entre Rua Iara e Rua Dr. Justa Araújo.

“A ideia é melhorar o ordenamento do tráfego e a segurança na travessia de pedestres e ciclistas, além de reduzir os conflitos nos cruzamentos”, destaca Antônio Ferreira Lima, superintendente da AMC.

Para quem trafegava no sentido oposto (Serrinha-Parangaba), a nova opção é utilizar o corredor formado pelas Ruas Dr. Justa Araújo/Júlio Verne. A nova configuração do corredor e a complementação do binário também se apresentam como rota alternativa ao tráfego de passagem da Avenida Silas Munguba.

Malha cicloviária

Com essa implantação, Fortaleza passa a ter 412,5 km de malha cicloviária, sendo 130,9 km de ciclovias, 268,2 km de ciclofaixas, 11,7 km de ciclorrotas e 1,7 km de passeio compartilhado. A meta do prefeito José Sarto é finalizar a gestão com um total de 500 km de malha cicloviária.

De acordo com o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária. Mais de 50% dos habitantes moram a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado.

Publicado em Mobilidade
AMC_Escolas
AMC nas Escolas promove uma aula diferente para conscientizar estudantes sobre segurança e respeito no trânsito

Essencial para preservar vidas e reduzir os sinistros nas vias, a educação para o trânsito é um dos pilares da atuação da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Por conta disso, a Escola Municipal Professora Maria do Socorro Ferreira Virino, localizada no bairro Conjunto Palmeiras, receberá o projeto AMC nas Escolas nesta terça e quarta-feira (07 e 08/06).

As boas práticas serão repassadas em sala de aula por meio de abordagens lúdicas, como jogos de tabuleiro, teatro de fantoches, além de atividades pedagógicas que reforçam os cuidados adotados ao se deslocar.

O projeto AMC nas Escolas tem como objetivo reforçar, desde a infância, os direitos e deveres no trânsito, alertando para a segurança viária e o respeito entre os diversos modais.

“Além de incentivarmos as crianças a se portarem de forma adequada nas vias, elas também se tornam multiplicadoras de boas práticas que todos nós devemos ter no trânsito”, destaca o superintendente da AMC, Antônio Ferreira Silva.

Projeto AMC nas Escolas
Data:
Terça-feira (07/06) - de 13h30 às 17h
Quarta-feira (08/06) - de 7h30 às 11h
Local: Escola Municipal Professora Maria do Socorro Ferreira Virino (Rua Modesta, 44 - Conjunto Palmeiras)

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), abre as inscrições para o Seminário de Preservação de Vidas no Trânsito. O evento, que visa apresentar estratégias e soluções em segurança viária, acontece nos dias 26 e 27 de maio, no Cuca Pici. Os interessados devem se inscrever gratuitamente no canal Mobilidade Fortaleza.

O seminário é voltado a técnicos de órgãos e secretarias de trânsito do estado, universitários e especialistas em mobilidade urbana. "Vai ser um momento enriquecedor de intercâmbio de informações com palestras e debates sobre as boas práticas de redução de acidentes. Fortaleza é referência no assunto por reduzir a cada ano o índice de mortes no trânsito", ressalta Antônio Ferreira, superintendente da AMC.

Dentre os temas, serão apresentadas ações de educação e fiscalização preventiva com foco nos principais fatores de risco, otimização dos semáforos inteligentes na gestão de tráfego, desenho urbano e sinalizações inovadoras, além da perspectiva global de segurança no trânsito.

Na oportunidade, será lançado também o Relatório Anual de Segurança Viária e haverá a entrega do Prêmio AMC de Mobilidade Urbana voltado a alunos da Rede Pública de Ensino.

Preservação de vidas

Fortaleza obteve uma redução histórica no número de mortes no trânsito no primeiro quadrimestre de 2022, sendo o menor índice desde 2001. Entre janeiro e abril deste ano foram registradas 37 mortes em vias da capital. O índice representa uma queda de 62,8% em relação à média do mesmo período das últimas duas décadas.

Em 2021, a Capital chegou ao sétimo ano seguido com redução de óbitos no trânsito. Foram 184 mortes registradas nas vias da cidade ou uma taxa de mortalidade de 6,8 para cada 100 mil habitantes. O número é 51% menor em relação ao ano de 2014, que contabilizou 377.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) implanta, na noite desta quarta-feira (18/05), sentido duplo na Rua Tereza Hinko, no trecho compreendido entre a Rua Senador Machado e Av. Beira-Mar, no Mucuripe. Agentes do órgão darão suporte operacional à intervenção enquanto os serviços são realizados.

O objetivo da medida é facilitar os deslocamentos e o acesso dos moradores. Cabe aos motoristas ficar atentos e respeitar as novas regras de circulação, contribuindo para um trânsito mais seguro.

Para solicitar sinalização horizontal, vertical e semafórica, os munícipes devem formalizar o pedido de forma on-line pelo site amctransito.com.br ou aplicativo AMC Trânsito. Caso prefiram o atendimento presencial, os canais presenciais são a Central de Atendimento do órgão, que fica na Cidade dos Funcionários, Vapt-Vupt de Messejana e Antônio Bezerra, Casa do Cidadão do Shopping Iguatemi Bosque e Central da Cidadania na Câmara Municipal de Fortaleza.

Publicado em Mobilidade
ciclistinha
A versão infantil das plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas também serão distribuídas (Foto: Rodrigo Carvalho)

A Prefeitura de Fortaleza realizará diversas atividades educativas no Parque Rachel de Queiroz, um dos pontos de apoio da Ciclofaixa de Lazer. O evento ciclístico chega a mais a 338ª edição neste domingo (15/05) com três rotas para passeio de bike de 6h às 12h.

Os ciclistas que passarem pelo parque localizado no bairro Presidente Kennedy poderão receber as plaquinhas que incentivam o respeito aos usuários do modal. A novidade é a plaquinha “Respeite o Ciclistinha”, voltada para as crianças. Para receber os itens, que também serão distribuídas nas versões para adultos, é só comparecer com a bicicleta a partir de 8h.

Educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) também montarão no local o Minicircuito de Bike Infantil e jogo de tabuleiro gigante para o trânsito, atividades que estimulam os pequenos a respeitarem as normas de circulação viária. Já a Secretaria Regional 3 ofertará ainda diversas outras atividades para a população.

Agentes da AMC, da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal de Fortaleza darão suporte aos usuários de bike ao longo das três rotas, que estarão disponíveis de 6h às 12h.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Dr. João Moreira, Rua Floriano Peixoto, Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, Av. Domingos Olímpio - onde se conectará com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), Rua Carlos Vasconcelos, Rua General Sampaio, Rua Pedro Pereira seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 7