A Prefeitura de Fortaleza realiza, neste domingo (04/02), mais uma edição da Ciclofaixa de Lazer. O tradicional evento ciclístico, que estimula o uso da bicicleta como meio de deslocamento seguro e sustentável, disponibiliza três rotas no horário de 6h às 12h e diversas atividades e atrativos ao longo dos percursos.

Os Xiringadores, que possibilitam mais conforto térmico aos ciclistas, estão disponíveis em quatro pontos das rotas: na rota leste, o dispositivo está localizado na Av. Beira-Mar próximo ao cruzamento com a Rua José Vilar e ao Hotel Gran Marquise; na rota oeste, na Av. Bezerra de Meneses com a Rua Padre Anchieta; e no ponto de apoio do Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy.

Já no ponto de apoio da Cidade da Criança, no Centro, as atrações são comandadas por agentes de trânsito e orientadores de tráfego que envolvem toda a família em brincadeiras como o Minicircuito de Bike Infantil. Bases do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também são disponibilizadas para os amantes de bikes em alguns trechos. Também são postos provisórios para os ciclistas a Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese; e o Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó.

Ainda como parte dos percursos, os usuários de bike têm livre circulação na Av. Desembargador Moreira, entre as avenidas Santos Dumont e Dom Luís, trecho que estará interditado para veículos motorizados.

A Ciclofaixa de Lazer é uma iniciativa da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da AMC, e conta com o apoio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

Rotas
- Rota Leste
Av. Sebastião de Abreu
Parque do Cocó
Av. Pe. Antônio Tomás
Av. Desembargador Moreira (entre a Av. Santos Dumont e a Praça Portugal, na Av. Dom Luís)
Av. Beira-Mar
Rua Carlos Vasconcelos
Cidade da Criança
Rua Pinto Madeira
Av. Desembargador Moreira
Av. Pe. Antônio Tomás

- Rota Sul
Av. Gomes de Matos
Rua Jorge Dummar
Rua Mal. Deodoro
Av. 13 de Maio
Av. da Universidade
Rua Sólon Pinheiro
Cidade da Criança

- Rota Oeste
Av. Domingos Olímpio
Av. Carlos Vasconcelos
Av. Beira-Mar

Publicado em Mobilidade
motobox
Também conhecida como "motobox", a sinalização mantém a distância entre motocicletas e carros nos primeiros instantes após a abertura semafórica, evitando ultrapassagens arriscadas e conflitos

Como parte das ações de mobilidade para reforço da segurança viária, a Prefeitura de Fortaleza já sinalizou 1.163 áreas de espera para motociclistas. A medida é implantada em cruzamentos semaforizados e delimitada por duas linhas de retenção. A área de aproximadamente cinco metros permite a parada de veículos de duas rodas no semáforo entre a faixa de pedestres e os automóveis, priorizando a largada quando o sinal abrir.

Por manter o distanciamento entre motocicletas e carros nos primeiros instantes após a abertura semafórica, a sinalização evita ultrapassagens arriscadas e conflitos, tornando o deslocamento mais seguro.

Um estudo da AMC revelou que o número de acidentes com vítima caiu 33,3% nos cruzamentos sinalizados com esse dispositivo. A análise considerou uma amostra de 250 interseções semaforizadas. O método visou isolar o efeito da faixa, que teve sua eficiência comprovada estatisticamente.

"Estamos comprometidos em tornar nossa cidade mais segura para todos os cidadãos. As áreas de espera para motociclistas surgiram como uma medida inovadora e hoje são eficazes para reduzir acidentes, proporcionando mais segurança para estes usuários que são um dos mais vulneráveis no nosso trânsito", destaca Antônio Ferreira Silva, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Também conhecidas como "motobox", o dispositivo beneficia não só os motociclistas, como também dá mais conforto para os automóveis à medida em que reduz a disputa por espaço e aglomeração de motos ao lado dos carros.

“Além de reduzir a probabilidade de colisões, a área de espera aumenta a visibilidade de motociclistas, melhora o fluxo do tráfego e proporciona mais eficiência nas interseções. É uma medida que ganhou a cidade, antes de mais nada, por proporcionar mais segurança nas vias e contribuir para a política de preservação de vidas nos nossos deslocamentos”, destaca André Luís Barcelos, gerente de Educação para o Trânsito da AMC.

Redução de mortes

Referência em segurança viária e mobilidade urbana, Fortaleza registrou redução no número de mortes no trânsito pelo oitavo ano consecutivo. Apesar do número de vítimas fatais seguir em queda nos últimos anos, os motociclistas ainda corresponderam a quase metade das mortes no trânsito em 2022, com 47%. Foram 96 mortes de condutores ou passageiros de veículos motorizados de duas rodas no ano passado, o que representa uma redução de 18% em relação a 2021, quando foram constatados 117 óbitos.

Para proporcionar mais segurança no deslocamento destes usuários, a AMC também investe em ações educativas. Além da realização de campanhas de conscientização e mobilizações nas ruas e vias, o órgão desenvolve em caráter permanente o curso de pilotagem segura.

A formação gratuita apresenta técnicas de pilotagem e permite aprimorar habilidades na condução segura da motocicleta para enfrentar qualquer situação no trânsito. Para participar, os interessados devem se inscrever no site ou aplicativo AMC Trânsito.

Publicado em Mobilidade

Durante o fim de semana (10 a 12/11), a Operação Lei Seca realizou 1.036 testes do etilômetro durante todos os turnos em ruas e vias da cidade. As abordagens resultaram em 54 autuações nas fiscalizações preventivas realizadas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

As blitze são realizadas no formato fixo e itinerante, que servem para sensibilizar um número maior de motoristas nas vias de Fortaleza. Do total de autuações, uma teve teste positivo para ingestão de bebidas alcoólicas. Outras 53 pessoas que recusaram o exame, conduta que gera suspeita de consumo, também foram autuadas.

Apesar de considerado elevado, o número é esperado diante da intensificação das blitze nas últimas semanas do ano. “Temos reforçado a presença dos agentes de trânsito nas ruas para reforçar a segurança viária neste período de aumento das festividades. É importante que a população compreenda os riscos de dirigir sob efeito de bebidas alcoólicas e que do começo do dia até a madrugada pode ser submetida a testes do etilômetro”, salienta Wellington Cartaxo, gerente de Operação e Fiscalização da AMC.

De janeiro a outubro deste ano, a AMC realizou 28.617 testes de etilômetro. 285 motoristas recusaram a se submeter ao exame - o que gera suspeita de consumo de bebidas alcoólicas - e oito deram positivo. Mais de 70 mil veículos foram abordados em 727 operações da Lei Seca.

Legislação

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir sob a influência de álcool é uma prática proibida e extremamente perigosa. A combinação entre bebida e direção aumenta significativamente o risco de acidentes, afetando negativamente a capacidade do motorista de tomar decisões e reagir rapidamente a situações de trânsito.

O teste de alcoolemia é expresso em miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões (mg/l). Como a tolerância a álcool é zero no Brasil, o condutor de veículos automotores não pode ingerir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas.

A infração é considerada gravíssima com resultado inferior a 0,3 mg/l, aplicação de multa multiplicada por 10 (R$ 2.934,70) e de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Em caso de recusa do teste de alcoolemia, são aplicadas as mesmas sanções. Já o resultado superior a 0,3 mg/l é crime de trânsito. Além das sanções já descritas, o motorista é conduzido à delegacia, onde a autoridade policial decidirá as medidas legais a serem adotadas.
Em todos estes casos, o condutor tem o veículo retido para apresentação de outro motorista habilitado e, caso contrário, poderá ter o veículo removido.

Publicado em Mobilidade

As fiscalizações preventivas para coibir e educar os condutores com relação à combinação perigosa entre álcool e direção resultaram em 61 autuações em outubro, o maior número do ano. A Operação Lei Seca, realizada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em ruas e avenidas de Fortaleza, é desenvolvida em parceria com a Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

No período, 3.509 testes de etilômetro foram realizados e 61 motoristas recusaram se submeter ao exame, o que gera suspeita de consumo de bebidas alcoólicas. Foram abordados mais de 8.574 veículos em 90 operações.

“Com a aproximação de eventos e confraternizações desta época do ano, a AMC reforçou a presença de agentes de trânsito nas vias com maior registro de acidentes e em polos geradores de tráfego. Fiscalizações preventivas, que incluem a Operação Lei Seca, além de abordagens educativas, são realizadas a qualquer momento e durante a madrugada com o intuito de reforçar a segurança nos deslocamentos”, explica o gerente de Operação e Fiscalização da AMC, Wellington Cartaxo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as fiscalizações promovidas pelos órgãos de trânsito podem reduzir em até 18% o número de mortes no trânsito.

Em 15 anos de vigência, a Lei Seca contribui para a mudança de comportamento e respeito às normas de circulação, além de reduzir o número de mortes quando associado ao reforço na fiscalização e a outras medidas de segurança viária. Entre 2008 e 2022, o quantitativo de óbitos em Fortaleza caiu 54%.

Balanço

De janeiro a outubro deste ano, a AMC realizou 28.617 testes de etilômetro. 285 motoristas recusaram a se submeter ao exame - o que gera suspeita de consumo de bebidas alcoólicas - e oito deram positivo. Mais de 70 mil veículos foram abordados em 727 operações da Lei Seca.

Legislação

No Brasil, a tolerância de álcool é zero, pois não existe um limite seguro desta substância no corpo para quem vai dirigir. Qualquer quantidade ingerida, por mínima que seja, diminui os reflexos e afeta as condições normais de direção. Além disso, o álcool diminui o tempo de reação, concentração e percepção.

A infração é considerada gravíssima com resultado inferior a 0,3 mg/l, aplicação de multa multiplicada por 10 (R$ 2.934,70) e de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Em caso de recusa do teste de alcoolemia, são aplicadas as mesmas sanções. Já o resultado superior a 0,3 mg/l é crime de trânsito. Além das sanções já descritas, o motorista é conduzido à delegacia, onde a autoridade policial decidirá as medidas legais a serem adotadas.

Em todos estes casos, o condutor tem o veículo retido para apresentação de outro motorista habilitado e, caso contrário, poderá ter o veículo removido.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) deu continuidade, neste fim de semana, à intensificação da Operação Lei Seca no período da madrugada em ruas e avenidas da cidade. A fiscalização preventiva, desenvolvida com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE), resultou na autuação de 15% dos condutores abordados por recusa ao teste do etilômetro.

Nas madrugadas de sexta para o sábado e de sábado para o domingo, 173 condutores foram abordados. Destes, 27 se recusaram a fazer o teste, que gera suspeita da combinação de risco de dirigir sob efeito de bebidas alcoólicas. As blitze foram realizadas no formato itinerante de modo a sensibilizar um maior número de motoristas durante as operações. Durante todos os turnos do fim de semana, foram realizadas 568 abordagens e 39 autuações por recusa.

“Seguimos vigilantes para coibir o comportamento de risco de condutores que insistem combinar a direção e o consumo de bebidas alcoólicas. A nossa atuação pode acontecer a qualquer instante, do começo do dia até a madrugada, e, portanto, possuem caráter educativo. Se contribuímos para a mudança de comportamento dos motoristas em respeitar as regras de circulação, conseguimos reduzir o risco e ocorrência de acidentes com severidade e até mortes”, destaca Wellington Cartaxo, gerente de Operação e Fiscalização da AMC.

Legislação

No Brasil, a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima X 10, multa no valor de R$ 2.934,70. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê que o condutor que recusar o teste sofre a mesma penalidade, já que a conduta gera suspeita da combinação de beber e dirigir.

Se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, além de serem aplicadas as mesmas sanções, o mesmo será encaminhado à autoridade policial que adotará as medidas legais.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. O álcool torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade visual, o que contribui para acidentes com alto índice de severidade.

Publicado em Mobilidade

A Ciclofaixa de Lazer estimula, neste domingo (05/11), o uso da bicicleta como meio de diversão e deslocamento seguro em mais uma edição. Os mais de 27 km de percursos para pedalar pela cidade em três rotas estarão disponíveis em horário alternativo, de 6h às 10h, por conta da realização do primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A medida tem o intuito de facilitar a locomoção dos estudantes nos dois domingos de aplicação do exame, visto que as ciclofaixas são montadas nos principais corredores da cidade.

Como ocorre tradicionalmente, o ponto de apoio da Cidade da Criança, no Centro, terá a presença de agentes de trânsito, que vão interagir com a garotada e estimular o respeito às regras de circulação com o Jogo Gigante de Tabuleiro do Trânsito e o Minicircuito de Bike Infantil. Também serão distribuídas plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas.

O local também receberá o projeto Vem Brincar, Fortaleza com ações recreativas com foco na diversão, educação, sustentabilidade por meio de uma programação diversificada, que inclui atrações musicais e muita brincadeira.

Já o trecho interditado na Av. Desembargador Moreira permite a livre circulação de pedestres e usuários de bike entre as avenidas Santos Dumont e Dom Luís.

Também haverá programação no Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy. No local, uma equipe da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) fará a entrega de 50 mudas medicinais e ornamentais. Boldos e ipês rosa estão entre as espécies que os frequentadores poderão escolher.

A prefeitura ainda oferece os Xiringadores em dois pontos dos percursos: na rota leste, o dispositivo está localizado na Av. Beira-Mar próximo ao cruzamento com a Rua José Vilar e, na rota oeste, na Av. Bezerra de Meneses com a Rua Padre Anchieta.

Os pontos de apoio do evento ciclístico ainda podem ser encontrados no Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó, e Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese.

Sobre o Vem Brincar, Fortaleza

O Vem Brincar, Fortaleza desenvolve ações de estímulo ao brincar em espaços públicos em contato com a natureza, com o objetivo de incentivar a ocupação do espaço público com atrações e serviços para as crianças e cuidadores. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi).

Sobre a Ciclofaixa de Lazer

A Ciclofaixa de Lazer é realizada há 9 anos pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), e o apoio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Seuma.

Confira as rotas:

- Rota Leste
Av. Sebastião de Abreu
Parque do Cocó
Av. Pe. Antônio Tomás
Av. Desembargador Moreira (entre a Av. Santos Dumont e a Praça Portugal, na Av. Dom Luís)
Beira-Mar
Rua Carlos Vasconcelos
Cidade das Crianças
Rua Pinto Madeira
Av. Desembargador Moreira
Av. Pe. Antônio Tomás

- Rota Sul
Av. Gomes de Matos
Rua Jorge Dummar
Rua Mal. Deodoro
Av. 13 de Maio
Av. da Universidade
Rua Sólon Pinheiro
Cidade da Criança

- Rota Oeste
Av. Domingos Olímpio
Av. Carlos Vasconcelos
Av. Beira-Mar

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) abordou 160 condutores em operações da Lei Seca em ruas e avenidas de Fortaleza nas madrugadas deste fim de semana. Do total, 28 motoristas foram autuados por recusa ao teste do etilômetro, que gera suspeita de consumo de bebidas alcoólicas. Um condutor acusou positivo no teste e também foi autuado. O número corresponde a quase 18% das abordagens realizadas com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Com a intensificação de eventos na cidade nos últimos dias, a AMC reforçou a presença de agentes de trânsito nas vias com maior registro de acidentes e em polos geradores de tráfego de sexta para sábado e de sábado para domingo. Para o gerente de Operação e Fiscalização da AMC, Wellington Cartaxo, a medida representa uma importante ação preventiva a ocorrência de acidentes.

"Atitudes inconsequentes que arriscam vidas podem ser inibidas com a simples presença dos agentes nas vias. É preciso que as pessoas adotem um comportamento seguro e tenham em mente que a qualquer local ou momento, do turno da manhã à madrugada, podem ser  submetidas ao teste do etilômetro", destaca Cartaxo.

O que diz a lei

O teste de alcoolemia é expresso em miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões (mg/l). Como a tolerância a álcool é zero no Brasil, o condutor de veículos automotores não pode ingerir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas.

A infração é considerada gravíssima com resultado inferior a 0,3 mg/l, aplicação de multa multiplicada por 10 (R$ 2.934,70) e de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Em caso de recusa do teste de alcoolemia, são aplicadas as mesmas sanções. Já o resultado superior a 0,3 mg/l é crime de trânsito. Além das sanções já descritas, o motorista é conduzido à delegacia, onde a autoridade policial decidirá as medidas legais a serem adotadas.

Em todos estes casos, o condutor tem o veículo retido para apresentação de outro motorista habilitado e, caso contrário, poderá ter o veículo removido.

Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que um motorista que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chances de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. O álcool torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade visual, o que contribui para acidentes com alto índice de severidade. Também de acordo com a OMS, as fiscalizações naa vias - como as operações Lei Seca - podem reduzir em até 18% o número de mortes no trânsito.

Em 15 anos de vigência, a Lei Seca contribui para a mudança de comportamento e respeito às normas de circulação, além de reduzir o número de mortes quando associado ao reforço na fiscalização e a outras medidas de segurança viária. Entre 2008 e 2022, o quantitativo de óbitos em Fortaleza caiu 54%.

Balanço

De janeiro a setembro deste ano, a AMC realizou 25.108 testes de etilômetro. 224 motoristas recusaram a se submeter ao exame - o que é indício de consumo - e oito deram positivo. Mais de 61 mil veículos foram abordados em 637 operações da Lei Seca.

Publicado em Mobilidade
crianças brincando
A Cidade da Criança terá a presença de agentes de trânsito que vão interagir com a garotada e estimular o respeito às regras de circulação com o jogo gigante de tabuleiro do trânsito e o minicircuito de bike infantil (Foto: Tainá Cavalcante)

A Ciclofaixa de Lazer chega a mais uma edição oferecendo aos ciclistas e familiares 27 km de percursos para pedalar pela cidade. A novidade deste domingo (22/10) será a realização do projeto Vem Brincar, Fortaleza na Cidade da Criança, no Centro, um dos cinco pontos de apoio do evento ciclístico.

A cada 15 dias, de 8h às 11h, o local oferecerá ações recreativas com foco na diversão, educação, sustentabilidade por meio de uma programação diversificada, que inclui atrações musicais e muita brincadeira em parceria com a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor). Haverá também prestação de serviço da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), como emissão de carteira de estudante e bilhetinho.

Como ocorre tradicionalmente, a Cidade da Criança terá a presença de agentes de trânsito que vão interagir com a garotada e estimular o respeito às regras de circulação com o jogo gigante de tabuleiro do trânsito e o minicircuito de bike infantil. Também serão distribuídas plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas.

Outros pontos de apoio

O ciclistas ainda podem contar com os pontos de apoio nos seguintes locais: Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy; Parque do Cocó, no Cocó; Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese; e no trecho interditado na Av. Desembargador Moreira, entre as avenidas Santos Dumont e Dom Luís, onde estará livre a circulação de ciclistas e pedestres.

Os ciclistas ainda podem aproveitar para se refrescar com os Xiringadores em dois pontos do percurso onde o equipamento está instalado: na Av. Beira-Mar, próximo ao cruzamento com a Rua José Vilar (rota leste) e Av. Bezerra de Meneses com Rua Padre Anchieta (rota oeste).

Sobre o Vem Brincar, Fortaleza

O Vem Brincar, Fortaleza desenvolve ações de estímulo ao brincar em espaços públicos em contato com a natureza, com o objetivo de incentivar a ocupação do espaço público com atrações e serviços para as crianças e cuidadores. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi).

Sobre a Ciclofaixa de Lazer

A Ciclofaixa de Lazer é realizada há 9 anos pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), e o apoio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

Serviço
Vem Brincar, Fortaleza + Ciclofaixa de Lazer
Data: 22/10 (domingo)
Horário:
6h às 12h (rotas)
8h às 11h (Vem Brincar, Fortaleza)
Local: Cidade da Criança (Av. Visconde do Rio Branco, 922 – Centro)

- Rota leste

Av. Sebastião de Abreu
Parque do Cocó
Av. Pe. Antônio Tomás
Av. Desembargador Moreira (entre a Av. Santos Dumont e a Praça Portugal, na Av. Dom Luís)
Av. Beira-Mar
Rua Carlos Vasconcelos
Cidade das Crianças
Rua Pinto Madeira

- Rota sul

Av. Gomes de Matos
Rua Jorge Dummar
Rua Mal. Deodoro
Av. 13 de Maio
Av. da Universidade
Rua Sólon Pinheiro
Cidade da Criança

- Rota oeste

Av. Domingos Olímpio
Rua Carlos Vasconcelos
Av. Beira-Mar

Publicado em Mobilidade

Na data em que é celebrada a última aparição de Nossa Senhora de Fátima, na próxima sexta-feira (13/10), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) preparou uma operação de tráfego para disciplinar a circulação durante a tradicional procissão de católicos. Um efetivo composto por 150 agentes e orientadores de tráfego disciplinará a circulação, garantindo um ir e vir mais seguro aos fiéis.

A operação de trânsito começa às 6 horas do sábado com a coibição de estacionamento nas ruas Oswaldo Studart, Paula Rodrigues e Mário Mamede e seguirá nos três turnos para garantir a fluidez das principais vias de acesso à Igreja de Fátima. No mesmo horário terá início o controle de tráfego para acompanhar a procissão no Centro. Desde cedo não será permitido estacionar nas ruas Clarindo de Queiroz e Barão de Aratanha, deixando a área livre para a concentração do público.

Dentre as interdições provisórias, está previsto o bloqueio do cruzamento das vias Major Facundo e Duque de Caxias. Em seguida, os agentes se preparam para acompanhar o percurso que compreende as ruas Major Facundo, Clarindo de Queiroz, Barão de Aratanha e Av. 13 de Maio. Os bloqueios durante o trajeto serão temporários e a saída está prevista para 18 horas.

Durante a realização da missa campal, após a procissão, a Av. 13 de Maio terá a pista nos dois sentidos bloqueada, entre a Rua Barão de Aratanha e o viaduto da Av. Pontes Vieira. A AMC orienta que os desvios sejam feitos pela Av. Luciano Carneiro e Rua Mário Mamede (sentido Bairro de Fátima/Aldeota) e pela alça do viaduto da Av. Aguanambi e Av. Eduardo Girão (sentido Aldeota/Bairro de Fátima).

Transporte coletivo

Em virtude do evento, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) orienta as empresas de ônibus a seguirem o desvio de transporte coletivo, proposto pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

As linhas devem circular prioritariamente pela Rua Mário Mamede, Av. Eduardo Girão e Av. Luciano Carneiro, evitando trafegar em frente à igreja.

O desvio temporário de itinerário será implementado nas seguintes linhas: 011 - Circular I, 012 - Circular II, 029 - Parangaba/Náutico, 030 - Siqueira/Papicu/13 de Maio, 065 - Siqueira/Assembleia/Expresso, 075 - Campus do Pici/Unifor, 088 - Antônio Bezerra/Albert Sabin (ida), 099 - Siqueira /Mucuripe/Barão de Studart (volta), 501 - Bairro de Fátima (ida), 602 - Parque Pio XII/Ana Gonçalves (volta), 605 - José Walter/ BR-116/ Av. I (volta), 606 - José Walter/BR-116/Av. N (volta), 625 - Parque Manibura/Borges de Melo (volta), 685 - Messejana/Rodoviária (ida), 725 - Parque Santa Maria/Liceu (STPC) (ida), 755 - Conjunto Alvorada/North Shopping (STPC) e 855 - Bezerra de Menezes/Washington Soares.

Publicado em Mobilidade

A mistura de álcool e direção é um dos principais fatores de risco para a mortalidade no trânsito. Ciente dos perigos da prática, a Prefeitura de Fortaleza está intensificando a Operação Lei Seca em ruas e avenidas da cidade. O objetivo é promover uma maior conscientização dos condutores quanto à importância de respeitar as normas de circulação viária, prevenindo acidentes.

Coordenadas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), as blitze acontecem diariamente em todos os turnos e têm o formato itinerante para sensibilizar a um número maior de motoristas. "É importante que a população saiba que a todo momento pode ser fiscalizada. Do começo do dia até a madrugada, seremos vigilantes para coibir esse tipo de comportamento que mata e deixa sequelas muitas vezes irreversíveis", reforça Wellington Cartaxo, gerente de Operação e Fiscalização do órgão.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. A bebida alcoólica torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade de reação.

Legislação

No Brasil, a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima X 10, multa no valor de R$ 2.934,70 e, se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo será encaminhado à autoridade policial que adotará as medidas legais.

De janeiro a julho deste ano, o órgão realizou 19.929 testes de etilômetro. 202 motoristas recusaram se submeter ao exame - o que é indício de consumo - e sete deram positivo. Mais de 28 mil veículos foram abordados em 268 operações de Lei Seca.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 15