A Prefeitura de Fortaleza divulga o resultado final da chamada pública para a seleção de artistas e profissionais da Dança e do Audiovisual, que participarão de atividades de cunho cultural, artístico e turístico, entre os dias 3 e 11 de outubro, durante a realização do projeto Urban Films Festival, em Paris, na França.

Os selecionados deverão apresentar ao ICI, no prazo de 48 horas da publicação do resultado final, a seguinte documentação: cópia de RG e CPF, documento de comprovação de endereço (emitido nos últimos três meses antes da data de publicação do edital) e passaporte válido.

Confira o resultado final

Link do edital

A iniciativa ocorre com o apoio do Consulado Geral da França em Recife. Os selecionados vão receber as passagens aéreas de ida e volta, transporte terrestre, hospedagem, alimentação (café da manhã, almoço e jantar), ingressos das atividades programadas, seguro viagem e seguro-saúde.

A seleção se deu por análise de portfólio e vídeo de apresentação. Foram, ao todo, seis pessoas escolhidas: quatro artistas e profissionais da dança e dois artistas e profissionais ligados ao campo do audiovisual. Todos foram estudantes ou professores na Vila das Artes ou em um dos equipamentos da Rede Cuca.

Os selecionados desembarcam em Paris em outubro. Lá, participam de uma série de atividades, como uma imersão na escola francesa de danças de rua Thony Maskot, visitas a pontos turísticos da cidade e a instituições ligadas à cultura hip hop.

Entre os dias 8 e 9 de outubro, eles participam do festival “Urban Films”, o primeiro festival francês voltado para curtas-metragens relacionados às culturas urbanas. A viagem encerra no dia 11.

Rede municipal de formação artística

A Rede Cuca é uma estratégia de proteção social e oportunidades formada pelos Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas), mantidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, e geridos pelo Instituto Cuca.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e administrado pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Serviço
Consulta do resultado final: Vila das Artes e Instituto Iracema
Data da imersão: de 03 a 11 de outubro
Dúvidas e informações: (85) 3105-1404 (85) 3252-1444 / e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Cultura

Arte gráfica

A programação do Giro Cultural deixa a Cidade mais animada neste fim de semana, de sexta-feira a domingo (23 a 25/09). Mercado Cultural dos Pinhões, Centro Cultural Casa Barão de Camocim e Parque Rachel de Queiroz estão no roteiro cultural livre e grauito.

Na sexta-feira (23/09), às 19 horas, o Mercado Cultural dos Pinhões vira um espaço musical, tendo como atração Micaela Gomes.

No domingo (25/09), a programação no Parque Rachel de Queiroz é dividida para públicos adulto e infantil, a partir das 17 horas. A agenda do espaço recebe uma oficina de Circo com a Cia. Plural de Teatro e Chuáá em "Palhaceando Por Aí" e, às 18 horas, a Banda Coda começa seu show.

Salão de Abril
O 73º Salão de Abril recebe visitação de terça a sexta-feira, sempre das 10h às 17h, e aos sábados, das 10h às 16h, com acesso gratuito. Para esta edição do Salão de Abril, 33 projetos artísticos foram selecionados. O evento ocupa a Casa do Barão de Camocim, no Centro da Capital.

Serviço
Mercado Acústico
Data: sexta-feira (23/09)
Horário: 19h
Atração: Micaela Gomes
Local: Mercado Cultural dos Pinhões (Praça Visconde Pelotas, s/n - Centro)

Programação infantil no Parque Rachel de Queiroz
Data: domingo (25/09)
Horário: 17h
Atrações:
Oficina de Circo com a Cia. Plural de Teatro
Chuáá em: Palhaceando Por Aí
Banda Coda
Local: Parque Rachel de Queiroz (Pres. Kennedy)

Salão de Abril
Visitação
Horários: de 10h às 17h (terça a sexta-feira) e de 10h às 16h (sábados)
Local: Centro Cultural Casa Barão de Camocim (Rua General Sampaio, 1632 - Centro)

Publicado em Cultura

Salão de Abril

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) realiza, em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI), o Seminário do 73º Salão de Abril. A programação ocorre nos dias 21 e 28 de setembro, além de 05 de outubro, com debates on-line gratuitos, abertos ao público, simultaneamente, por meio dos canais da Secultfor, Instituto Iracema e Vila das Artes na plataforma de vídeos YouTube. Com a temática “Ainda é moderno? O transbordamento do ontem nas artes contemporâneas”, o simpósio busca visibilizar camadas da discussão acerca dos anos 1922 e do modernismo, contribuindo não apenas para uma leitura crítica sobre o evento, mas, sobretudo, para uma especulação de suas reverberações contemporâneas. 

Os debates trarão a oportunidade de pensar o modernismo para além do evento histórico. Para abrir os caminhos, Fernanda Meirelles, escritora, artista visual e educadora, e Ed Ferrera, artista visual, professor de arte, produtor cultural e curador independente, são responsáveis pela mesa “O artista transitório ou o que acontece quando a arte política não combina com seu sofá”, direcionada à construção do artista no sistema de arte. O momento terá mediação do curador desta edição do Salão Jared Domício e acontece no dia 21/09, às 19h.

Na semana seguinte, dia 28/09, também às 19h, Xan Marçall - multiartista amazônida,  Kaabok de Mairi do Pará - e Helena Vicente - psicóloga e pesquisadora que investiga a clínica psicanalítica a partir de epistemologias Travesti, Transfeministas - guiam a mesa “A retomada da palavra, subjetividade trans e as notícias do futuro: o Brasil está preparado para o moderno?”. A mesa terá mediação da também curadora desta edição do Salão de Abril Ué Prazeres e propõe diálogos sobre autocriação enquanto possibilidade de pleitear o mundo pondo em jogo a precariedade do pensamento cisgênero, abrindo caminhos para novas formulações modernas.

A última mesa ocorre no dia 10 de outubro, também às 19h. A temática "O instante do olhar como tempo de compreender: evocando presenças no ensino das artes" será ministrada por Ana Raylander Mártis, artista e pesquisadora, que possui atuação em projetos no campo das artes visuais no Brasil e no exterior; e Juliana dos Santos - artista visual, pesquisadora em arte/educação e rupturas dos paradigmas hegemônicos como foco na descolonização das práticas educativas. O momento terá mediação do terceiro curador da 73ª edição do Salão, Rafael Domingos Oliveira. Eles refletirão sobre os desafios no ensino das artes em diferentes contextos educativos no Brasil contemporâneo, chamando atenção para artistas e linguagens que não couberam na visão mítica da Semana de Arte Moderna.

Semana de Arte Moderna

A Semana de Arte Moderna foi uma agenda de manifestação artístico-cultural, na qual grupos artísticos tinham a ideia de renovar as artes e linguagens, promovendo um rompimento do passado e a criação de um novo conceito de “brasilidades”. A Semana de 22 era vista, de acordo com alguns, como um grande e poderoso movimento disruptivo, vanguardista e único.

O evento foi objeto de críticas e reflexões nas últimas décadas e este Seminário busca visibilizar camadas da discussão em torno de 1922 e do dito “moderno”. Por isso o evento intitula e questiona “ainda é moderno?”, e traz também em seu contexto outro questionamento “quais sujeitos, saberes e contradições estão na borda da efeméride neste tão complexo 2022?”.

Confira abaixo a programação dos Seminários do 73º Salão de Abril

Os seminários podem ser acompanhados nos canais de YouTube da Secultfor, do Instituto Iracema e da Vila das Artes.

Mesa  – O artista transitório ou o que acontece quando a arte política não combina com seu sofá: o debate gira em torno da construção do artista no sistema de arte e da sua dissolução. Trazendo o caráter transitório do artista em relação ao mercado e a manutenção das instituições. Quais as estratégias de uma produção artística que corre à margem de uma lógica funcional das artes?
Data: 21/09
Hora: 19h
Mediação: Jared Domício - curador da 73ª edição do Salão de Abril. É artista visual do Ceará, tem interesse nas relações entre arte e natureza no meio urbano e atualmente pesquisa vertentes do meio digital, é mestre em Artes pela Universidade Federal do Ceará, já expôs em inúmeras instituições nacionais e internacionais e, inclusive, foi premiado no 61º Salão de Abril (2010). 
Palestrantes: 
Fernanda Meireles - é escritora, artista visual e educadora. Graduada em Letras, especialista em Arte-Educação e mestre em Comunicação, na linha de Mídia e Práticas Sociais. Produz zines e eventos de publicações alternativas desde 1996. Facilitou inúmeras oficinas de zine e tem a cidade de Fortaleza como um dos temas recorrentes em sua obra, investigando as relações corpo-casa-cidade e trabalhando a linguagem manuscrita em diversos suportes. Cria e circula com a Loja Sem Paredes, ateliê e loja itinerante, em Fortaleza e mundo afora.
Ed Ferrera - artista visual, professor de arte, produtor cultural e curador independente. É Mestrando em Arte pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Especialista em Arte-Educação pela Universidade Estadual Vale do Acaraú –UVA, Graduando em Arte Visuais pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), e graduado em Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). É Artista visual, com participação em diversas exposições individuais e coletivas e possui obras em acervos culturais como Museu Dom José e Memorial da Educação Superior de Sobral - MESS.

Mesa -  A retomada da palavra, subjetividades trans e as notícias do futuro: O brasil está preparado para o moderno?: serão abordados temas como feitiços, memórias, desejos, fricções, encantamentos e as notícias do futuro através da produção intelectual e material de subjetividades trans. A mesa propõe diálogos sobre autocriação enquanto possibilidade de pleitear o mundo pondo em jogo a precariedade do pensamento cisgênero, abrindo caminhos para novas formulações modernas.
Data: 28/09
Hora: 19h
Mediação: Ué Prazeres - curadora da 73ª edição do Salão de Abril. Ué Prazeres é artista e curadora independente de Paulista (Pernambuco), desenvolve pesquisa em artes visuais sob o eixo decolonial e perspectivas da América Latina, é acadêmica de Artes Visuais pela Universidade Federal do Paraná, foi crítica de arte no circuito universitário da Bienal de Internacional de Curitiba e já realizou inúmeras exposições em diferentes localidades do país.
Palestrantes: 
Xan Marçall - multiartista amazônida,  Kaabok de Mairi do Pará. O seu trabalho é atravessado pela ancestralidade e cosmovisões kaabokas e indígenas na Amazônia Paraense, as trava-ancestralidades na América Latina e Brasil e os processos do morrer e da morte como poética de vida. Cineasta e mestranda em Antropologia, tem se dedicado às relações entre identidades de gênero e sexualidades dissidentes  nas práticas mítico, imaginárias e político religiosas das Encantarias Kaabokas.
Helena Vicente - graduanda em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná, psicanalista em formação e pesquisadora do Laboratório de Psicopatologia Fundamental da UFPR. Investiga a clínica psicanalítica a partir de epistemologias Travesti, Transfeministas.

Mesa – "O instante do olhar como tempo de compreender: evocando presenças no ensino das artes": as convidadas refletem sobre os desafios no ensino das artes em diferentes contextos educativos no Brasil contemporâneo, chamando atenção para artistas e linguagens que não couberam na visão mítica da Semana de Arte Moderna e, por isso mesmo, ficaram à margem da história da arte brasileira. 
Data: 05/10
Hora: 19h
Mediação: Rafael Domingos Oliveira - curador da 73ª edição do Salão de Abril. Historiador e educador. Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo, é membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Afro-América e coordenador do Núcleo de Acervo e Pesquisa do Theatro Municipal de São Paulo. Foi professor da educação formal, educador popular e arte-educador em instituições culturais, coordenou o Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil.
Palestrantes: 

Ana Raylander Mártis - Em sua prática procura estabelecer um diálogo entre a história coletiva e a sua própria história, o que tem chamado de prática em coralidade, envolvendo grupos de pessoas para colaborações e experiências de aquilombamento. Com formação em palhaçaria, bacharelado em Artes Visuais pela Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil) e Arte e Multimédia pela Escola Superior Gallaecia (Portugal), entende sua atuação como um fazer interdisciplinar e transversal. Vem recorrendo com frequência aos saberes da educação, escrita, performance e brincadeira como forma de compor um maquinário verbal, corporal e ético para discutir suas urgências em projetos de longa duração. Foi contemplada com uma residência de pesquisa no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (2021), de arte contemporânea na Adelina Instituto (2019) e com o Prêmio de Residência EDP nas Artes, do Instituto Tomie Ohtake (2018). Realizou o projeto Coral de Choros, no Programa de Exposições do CCSP (2018) e o projeto tão perto, tão longe, pela Apexart de Nova York (2021). Participou de mostras coletivas na Oficina Cultural Oswald de Andrade, Galeria Aura, Centro Cultural UFMG, XIX Bienal Internacional de Cerveira e Novas Poéticas. Realizou mostras individuais no Brasil e Espanha. Em 2020 fez o primeiro levantamento de artistas transmasculinos e não-binários nas artes visuais, reunindo 90 nomes. Vem atuando também com acompanhamento de projetos e cursos de formação, como o Lab Cultural, no BDMG Cultural (2020) e o Curso de História da Arte, na Pinacoteca do Estado de São Paulo (2020).
Juliana dos Santos - Artista visual, mestre em arte/educação e doutoranda em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista UNESP. Vem realizando exposições coletivas com trabalhos em instalação, vídeo, pintura, performance, fotografia e multimídia. Tem investigado a cor Azul da flor Clitória Ternátea como possibilidade da cor como experiência sensível no processo de expansão dos sentidos. Sua pesquisa se dá na intersecção entre arte, história e educação, com interesse pela maneira como artistas negrxs se engajaram em práticas para lidar com os limites da representação. Como artista residente, ministrou aulas no departamento de Pintura Contextual na Academia de Belas Artes de Viena, Áustria (2018). Artista selecionada no 31° Programa de Exposição do Centro Cultural São Paulo (2021) e na Temporada de Projetos do Paço das Artes - São Paulo/SP  (2019).  Participou da 12 edição da Bienal do Mercosul sob curadoria de Fabiana Lopes e Andrea Giunta. No ano 2021 passou a ter  obras integrando o acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo com a exposição “Enciclopédia Negra”, do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo e do Centro Cultural São Paulo.

Publicado em Cultura

Arte gráfica

A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor), da Secretaria Municipal da Juventude, do Instituto Cultural Iracema (ICI) e da Rede Cuca, com o apoio do Consulado Geral da França em Recife, chamada pública para a seleção de artistas e profissionais da dança e do audiovisual, que participarão de atividades de cunho cultural, artístico e turístico, entre os dias 3 e 11 de outubro, durante a realização do projeto Urban Films Festival, que acontecerá nos dias 8 e 9 de outubro, em Paris (França). As inscrições seguem até esta sexta-feira (16/09), por meio de formulário no site da Vila das Artes ou no site do Instituto Iracema

Acesse o edital

Acessar a ficha de inscrição

São, ao todo, seis vagas. Quatro delas se destinam a artistas e profissionais da dança e as outras duas são para artistas e profissionais ligados ao campo do audiovisual. Interessados deverão ter no mínimo 18 anos e disponibilidade para viajar, entre os dias 3 e 11 de outubro. Além disso, é necessário ter sido estudante ou professor na Vila das Artes ou de um dos equipamentos da Rede Cuca (ver detalhamento abaixo).

“A política pública para a cultura deve atuar, entre outras frentes, na promoção de boas oportunidades para que profissionais e estudantes tenham condições de desenvolver-se no mercado de trabalho em que atuam. A experiência de um intercâmbio é única e absolutamente complementar ao que é promovido na rede pública de Fortaleza”, comentou Elpídio Nogueira, secretário municipal da Cultura de Fortaleza.

"Trata-se de uma oportunidade ímpar que contempla grande parte dos artistas da cidade, uma vez que muitos certamente passaram, seja como aluno, seja como professor, das atividades promovidas por esses dois grandes centros formativos, que são a Vila das Artes e a Rede Cuca", enfatizou Cássia Campos, diretora-presidente do Instituto Iracema.

Candidatos ligados à dança deverão ter, necessariamente, um mínimo de dois anos de experiência artística em danças urbanas. Além de ter sido professor ou estudante de cursos ofertados pela Escola Pública de Dança da Vila das Artes (três vagas) ou professor/estudante de ações promovidas por equipamentos da Rede Cuca (uma vaga).

Candidatos ligados ao qudiovisual deverão ser, necessariamente, concludentes de uma das duas últimas turmas finalizadas do Curso de Realização da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes (uma vaga) ou terem sido estudante ou professor em alguma ação de equipamentos da Rede Cuca (uma vaga).

Confira no edital todo o detalhamento sobre os processos de inscrição e de seleção. Dúvidas e informações: (85) 3105-1404 (85) 3252-1444 e e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Rede Cuca é uma rede de proteção social e oportunidades formada pelos Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas), mantidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, e geridos pelo Instituto Cuca.
A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e administrado pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Inscrição
As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet, por meio de formulário eletrônico disponibilizado no site da Vila das Artes, até às 23h59 de sexta-feira (16/09). Além de dados pessoais do candidato, o formulário exige envio de portfólio artístico com as devidas comprovações e vídeo de apresentação relatando um pouco da própria trajetória e as motivações para participar da seleção. Poderão também ser anexados vídeo, fotos e materiais relacionados a outros trabalhos realizados.

Atividades
O roteiro das atividades de que os participantes da imersão participarão abrangerá, em linhas gerais, ações ligadas ao Festival de Cinema Urbano, visita e participação em oficina na escola de dança Thony Maskot, visitas a pontos turísticos de Paris, visitas a instituições ligadas a cultura hip hop, entre outros. O Urban Films Festival (UFF), primeiro festival francês de curtas-metragens consagrado às culturas urbanas, é dedicado à cidade e às práticas e estilos de vida que dela emanam.

A Escola Thony Maskot foi a primeira instituição francesa de formação profissional em dança de rua, criada em 1999. Thony Maskot, ex-Panteras Negras, dançarino, coreógrafo, diretor artístico é o patrono e fundador da escola. A escola é patrocinada por Pop'N Taco, fundador do hip hop. A formação de Thony juntou-se à escola de dança Kim Kan em 2007.A formação ocorre ao longo de dois anos. Inclui aprender todos os principais estilos de hip hop bem como uma preparação para o ensino dessas disciplinas e prática de palco para futuros bailarinos profissionais.

Serviço
Inscrições: até sexta-ferira (16/09)
Local de inscrição site da Vila das Artes ou site do Instituto Iracema 
Período da imersão: de 03 a 11 de outubro
Dúvidas e informações: (85) 3105-1404 (85) 3252-1444 e e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Cultura

Andamento dos Editais

O resultado final do Edital de Credenciamento de Pareceristas foi divulgado em ata pela Central de Licitações da Prefeitura de Fortaleza (CLFor) nesta quarta-feira (14/09). O resultado ainda será homologado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), o que deve ocorrer na próxima semana, após a publicação no Diário Oficial do Município (DOM). Já o IX Edital das Artes encontra-se em análise dos recursos.

A chamada pública Imersão em Arte Urbana em Paris está com inscrições abertas até o dia 16 de setembro de 2022. O edital prevê a seleção de artistas e profissionais da Dança e do Audiovisual, que participarão de atividades de cunho cultural, artístico e turístico, durante a realização do projeto Urban Films Festival, que acontecerá em outubro em Paris, na França. A chamada é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza por meio das Secretarias da Cultura (Secultfor) e da Juventude (Sejuv), do Instituto Cultural Iracema (ICI) e da Rede Cuca, com o apoio do Consulado Geral da França. 

São, ao todo, seis vagas. Quatro delas se destinam a artistas e profissionais da dança e as outras duas a artistas e profissionais ligados ao campo do audiovisual. Interessados deverão ter no mínimo 18 anos e disponibilidade para viajar, entre os dias 3 e 11 de outubro, e ter sido estudante ou professor na Vila das Artes ou de um dos equipamentos da Rede Cuca.

Já o edital Pontos de Corte 2022 – Formação de Cineclubistas e Exibidores Independentes da Escola Pública de Audiovisual está nos últimos dias de inscrições, podendo ser realizadas até o dia 15 de setembro.

O Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências - Residência na escola de circo portuguesa Chapitô da Escola Pública de Circo segue com inscrições abertas até o dia 25 de setembro.

Serviço

Edital de Credenciamento de Pareceristas - resultado divulgado pela CLFor
(acesse o resultado direto)

IX Edital das Artes - em análise dos recursos

Pontos de Corte 2022 – Formação de Cineclubistas e Exibidores Independentes da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes - inscrições até esta quinta-feira (15/09)

Imersão em Arte Urbana em Paris - inscrições até sexta-feira (16/09) no site da Vila das Artes 
Dúvidas e informações: (85) 3105-1410 / (85) 3252-1444 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências - Residência na escola de circo portuguesa Chapitô da Escola Pública de Circo da Vila das Artes - inscrições até 25/09
E-mail tira-dúvidas: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Cultura

A Secretaria da Cultura de Fortaleza promove, sexta-feira e sábado (16 e 17/09), a VII Conferência Municipal de Cultura de Fortaleza, que ocorrerá no Teatro Municipal São José. O evento fará uma revisão do Plano Municipal de Cultura de Fortaleza, que completa 10 anos em 2022. Artistas, produtores culturais, gestores e pesquisadores da área podem participar das discussões. As inscrições para participar da VII Conferência irão até terça-feira (13/09) e devem ser realizadas por meio formulário virtual.

Acesse o formulário

Eixos, focos e metas foram discutidos nos dias 19 e 20 de agosto, durante a Pré-Conferência Municipal de Cultura de Fortaleza, em que artistas, produtores culturais, gestores e pesquisadores da área participaram das discussões, discutindo cada ponto do plano decenal. Neste 2022, a Pré e a Conferência Municipal de Cultura executam a revisão do Plano, que culminará ainda na produção de um novo documento, que será farol para políticas públicas na área de cultura nos próximos 10 anos.

“Este é um momento importante, para, juntos, construirmos uma política pública fortalecida para a Cultura de Fortaleza”, reforça o secretário municipal da Cultura de Fortaleza, Elpídio Nogueira. “O Plano terá validade de 10 anos, sendo um legado que podemos deixar para a Cidade. A participação ativa de profissionais como artistas, produtores, pesquisadores, professores e trabalhadores da cultura é muito importante”.

Programação

Na sexta-feira (16/09), às 8h, o dia começa com a entrega de crachás e material didático, durante o credenciamento. Entre 9h e 10h, terá início a solenidade de abertura, com leitura dos objetivos da VII Conferência e formação da mesa de honras. De 10h às 12h, será a elaboração e análise das ações e propostas das metas por eixo temático de cada um dos cinco Grupos de Trabalho (GTs). Após intervalo para almoço, entre 14h e 18h, ocorrerá a elaboração e análise de ações e propostas das metas por eixo temático.

Os trabalhos da Conferência seguem no sábado (17/09), com início às 8h, quando ocorrerá o receptivo aos participantes. De 8h30 até 12h, haverá a apresentação das metas por eixo temático. Após intervalo, de 14h às 17h30, ocorrerá um momento para apresentação das metas por eixo temático, culminando na cerimônia de encerramento, às 18h.

Serviço
VII Conferência Municipal de Cultura de Fortaleza
Datas: 16 e 17/09 (sexta-feira e sábado)
Horário: Das 8h às 18h
Local: Teatro Municipal São José
Inscrições: até 13/09 (terça-feira)

Dia 16/09 (sexta-feira)
- 8h: credenciamento (entrega de crachás e material didático)
- 9h às 10h: início da solenidade de abertura, leitura dos objetivos da VII Conferência e formação da mesa de honra
- 10h às 12h: elaboração e análise das ações e propostas das metas por eixo temático
- 12h às 14h: intervalo para almoço
- 14h às 18h: elaboração e análise das ações e propostas das metas por eixo temático - grupo de trabalho

Dia 17/09 (sábado)
- 8h: receptivo aos participantes
- 8h30 às 12h: apresentação das metas por eixo temático / relatoria - plenária
- 12h às 14h: intervalo para almoço
- 14h às 17h30: Apresentação das metas por eixo temático / relatoria / votação - plenária
- 18h: cerimônia de encerramento

Publicado em Cultura

Andamento dos editais

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) divulga, nesta sexta-feira (09/09), o andamento dos editais da pasta. O edital Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências - Residência na escola de circo portuguesa Chapitô, da Escola Pública de Circo da Vila das Artes, equipamento da Secultfor, foi reaberto e novo prazo se estende até 25 de setembro. 

Já o edital Pontos de Corte 2022 – Formação de Cineclubistas e Exibidores Independentes, da Escola Pública de Audiovisual, teve as inscrições prorrogadas até 15 de setembro e passou a ter abrangência nacional, ou seja, grupos ou coletivos culturais de outros estados também podem se inscrever.

Já o IX Edital das Artes encerrou o período de contrarrazões no dia 05 de setembro e divulgou os pedidos de recursos que estão sendo avaliados. O edital para Credenciamento de Pareceristas teve a análise dos recursos da avaliação técnica realizada e o resultado se encontra na Central de Licitações da Prefeitura de Fortaleza (CLFor) para publicação.

Andamento dos editais da Secultfor

IX Edital das Artes - encerrou o período de contrarrazões e divulgou os pedidos de recursos que estão sendo avaliados

Credenciamento de Pareceristas - resultado da análise dos recursos da avaliação técnica está na CLFor para publicação

Pontos de Corte 2022 – Formação de Cineclubistas e Exibidores Independentes - inscrições prorrogadas até 15 de setembro 

Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências - Residência na escola de circo portuguesa Chapitô - inscrições até 25 de setembro (e-mail para mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

Publicado em Cultura

Salão de Abril

O evento de lançamento do 73º Salão de Abril ocorre nesta segunda-feira (05/09), às 17h30, no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim. Na ocasião, o público poderá conhecer os 33 projetos artísticos selecionados para a mostra. Também est]ao previstas as seguintes atrações: performance de Yasmin Salvador, espetáculo “Leões” da Escola Pública de Dança da Vila das Artes e show musical de Luiz José e seu cavaquinho de seis cordas. O evento é gratuito e aberto ao público. O período de visitação tem início a partir de quinta-feira (08/09).

Com mais de sete décadas de história, o Salão de Abril é um dos mais longevos eventos culturais do Brasil, sendo uma ação da Prefeitura de Fortaleza, executada por meio da sua Secretaria da Cultura e do Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação da abertura

Yasmim Salvador é atriz, performer, bailarina, figurinista, artesã, decoradora, maquiadora e produtora artística. Integrou por quatro anos o grupo Centro de Experimento em Movimento (CEM), dirigido pela bailarina e atriz Silvia Moura. Também fez parte dos espetáculos “De volta para casa”, “Indigentes”, “Diversiman”, “Corpos Aprisionados” e “Coisas Encalhadas”, além de documentários e turnê pelo Brasil com o “Coletivo Artístico as Travestidas”, dirigido pelo ator, diretor e artista musical Silvero Pereira, coletivo em que faz parte atualmente. Participa também do grupo “Automatismo” que pesquisam a performance em tempo real com método “Tune” e as interseções da mímica, jazz, hip hop e a desconstrução dos movimentos automáticos. Yasmin também fez parte da produção de elenco no reality show “Caravana das Drags”.

Luiz José idealizou o cavaquinho de seis cordas em 2008, tendo o aprimorado em 2011 com JB Luthier. Luiz toca cavaquinho desde cedo e junto com a paixão pelo instrumento veio a dedicação ao estudo da música popular brasileira, principalmente a instrumental. É integrante do grupo de choro “Cordas que Falam”, com atuação em programas de rádio e TV. Já participou de apresentações com nomes de destaque da música brasileira, entre eles: Bezerra da Silva, Paulo César Pinheiro, Ataulfo Alves Junior e Orquestra Eleazar de Carvalho com o solista Jorge Cardoso. Além de sua participação com grandes músicos do gênero choro, tais como: Hamilton de Holanda, Alencar 7 Cordas, Pablo Fagundes, Zé Menezes, Ronaldo do Bandolim, Zé da Velha e Silvério Pontes, Zé Calixto, Adelson Viana, Carlinhos Patriolino (CE) e Macaúba (CE).

Exercício trabalhado na disciplina de Ateliê de Repertório do Curso de Formação Básica da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, "Leões" é uma coreografia inspirada em um trecho da obra “Until The Lions”, da Akram Khan Dance Company, e foi desenvolvida a partir do espaço do jardim do Centro Cultural Casa do Barão de Camocim. Na ocasião, apresentam-se os alunos do turno da tarde do 5º ano do curso, com a orientação da professora, diretora e coreógrafa Alda Pessoa, que desenvolve pesquisa artística de forma híbrida.

Serviço
Vernissage do 73º Salão de Abril
Data: segunda-feira (05/09)
Horário: 17h30
Atrações: performance de Yasmin Salvador espetáculo de dança “Leões” do curso de dança da Vila das Artes e show musical de Luiz José e seu cavaquinho de 6 cordas
Aberto e gratuito para o público
Local: Centro Cultural Casa Barão de Camocim - Rua General Sampaio, 1632 - Centro

Visitação
A partir de quinta-feira (08/09, às 10 horas
Horários: terça a sexta, das 10h às 17h, e aos sábados das 10h às 16h

 

Publicado em Cultura

Andamento dos Editais

 

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) divulga, nesta quinta-feira (01/09), o andamento dos cinco editais da pasta que encontram-se em processo: IX Edital das Artes, Edital para Credenciamento de Pareceristas, Pontos de Corte 2022, Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências e Seleção de assistente de coordenação para a Escola Pública de Circo da Vila das Artes.

O IX Edital das Artes está em período de contrarrazões. O processo teve início na última terça-feira (30/08) e se estende até o dia 5 de setembro. Já o edital para Credenciamento de Pareceristas está em análise dos recursos da avaliação técnica, a Secultfor já recebeu as documentações da Central de Licitações da Prefeitura de Fortaleza (CLFor), fez a análise e está em fase final de emissão dos pareceres jurídicos. Finalizando esse processo, a Secultfor enviará a decisão para que a CLFor publique.

Outros três editais referentes ao equipamento Vila das Artes também encontram-se em processo. O edital Pontos de Corte 2022 – Formação de Cineclubistas e Exibidores Independentes teve inscrições prorrogadas até o dia 15 de setembro e, agora, tem abrangência nacional. Grupos ou coletivos culturais de outros estados também podem se inscrever.

O edital Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências para residência artística em parceria com a escola circense portuguesa Chapitô - Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espectáculo (EPAOE) encerrou as inscrições na última quarta-feira (31/08).

Por fim, a seleção de assistente de coordenação para a Escola Pública de Circo da Vila das Artes teve o resultado final divulgado na última terça-feira (30). Mais informações sobre esses últimos três editais podem ser acessadas através do site da Vila das Artes.

Editais em processo

- IX Edital das Artes - em período de contrarrazões até dia 5 de setembro
- Edital para Credenciamento de Pareceristas - em análise dos recursos da avaliação técnica
- Pontos de Corte 2022 - Inscrições prorrogadas até 15 de setembro
- Programa Fomento a Laboratórios, Pesquisas e Residências - Inscrições encerradas na última quarta-feira (31/08)
- Seleção de assistente de coordenação para a Escola Pública de Circo da Vila das Artes -  Resultado final publicado na última terça-feira (30/08)

Editais lançados em 2022

- Edital para Credenciamento de Artistas
- Festejos Juninos 2022
- Salão de Abril
- Licitação para a realização do XIV Festival de Teatro de Fortaleza
- Licitação para aquisição de equipamentos para espaços culturais dos Maracatus

Vila das Artes
- Convocatória Telas Abertas 2022 (audiovisual)
- Convocatória Fortaleza em Movimento 2022 (audiovisual)
- Curso de Formação Básica em Dança (vagas remanescentes - turno manhã) 
- Credenciamento de Propostas Formativas em Artes Circenses

Publicado em Cultura

Com mais de sete décadas de história, a edição de 2022 do Salão de Abril abre para visitação do público no próximo dia 8 de setembro, às 10h. Esta é a 73ª edição do evento de artes visuais. A iniciativa é uma ação da Prefeitura de Fortaleza, por meio da sua Secretaria da Cultura e do Instituto Cultural Iracema (ICI). O Salão ocorre no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim e ficará aberto para visitação de terça a sexta-feira, sempre das 10h às 17h, e aos sábados das 10h às 16h. O acesso é gratuito. 

“O Salão de Abril é um espaço de ousadia, de arte de vanguarda. Um evento que acolhe diversas ideias e formatos para contar uma história de arte, conduzida através do olhar sensível e experiente da equipe curatorial", contextualiza o secretário municipal da Cultura de Fortaleza, Elpídio Nogueira, que convida: “todos os anos, o Salão se torna um espaço importante de diálogo com o que ocorre no Ceará e no País, quando se fala em artes visuais. É um evento imperdível. Convidamos a todos os fortalezenses e turistas para prestigiarem as artes plurais que estarão expostas”. 

Edição número 73

Para a diretora-presidente do Instituto Cultural Iracema, Cássia Campos, ao longo da sua existência, o Salão de Abril tem se consolidado enquanto espaço plural de fruição, que ajuda a projetar e conectar as diversas produções no campo das artes visuais no Ceará. “É uma alegria imensa poder contribuir para com uma das mostras mais importantes e antigas do Brasil, que atua como um catalisador da arte sempre em diálogo com o que ocorre no país", completa.

Para esta edição do Salão de Abril, 33 projetos artísticos foram selecionados, sendo 30 do estado do Ceará e outros três dos estados: Piauí, Paraíba e Bahia. Compuseram a equipe curatorial: o cearense Jared Domício, a pernambucana Ué Prazeres e o paulista Rafael Domingos.

“A temática nos requer, enquanto equipe curatorial, um cuidado minucioso para não reproduzirmos os mitos e fundamentos de certas produções modernas que foram criadas e difundidas por e para um grupo muito específico do sudeste do Brasil”, contextualiza Ué Prazeres. Para o curador Jared Domício, o formato desta mostra de arte é diferenciado: “ao contrário do que muita gente pensa, um salão não está relacionado com um aval de trabalhos bons ou ruins, até porque com a quantidade de projetos inscritos, em cada salão, seria até ingênuo pensar que ótimos trabalhos não ficam de fora”.

Sobre os diferentes olhares no processo de seleção dos trabalhos, Rafael, terceiro curador desta edição, aponta a importância da diversidade e a pluralidade: “para mim, o mais importante é a diversidade e a pluralidade. Há critérios estabelecidos, que são incontornáveis, como a coerência conceitual, a qualidade formal e poética, e o caráter inovador dos trabalhos. Somado a isso, considero fundamental que a curadoria assegure uma seleção plural, em todos os sentidos, que seja capaz de apresentar ao público não apenas um, mas muitos perfis diferentes”.

Confira aqui a lista de artistas de trabalhos selecionados

Homenagens

A temática desta edição dialoga com o centenário de um dos períodos disruptivos da cultura brasileira, a Semana de 22, e homenageia também os centenários de Antônio Bandeira (1922 - 1967) e Aldemir Martins (1922 - 2006). Marco histórico, polêmico e que, nesta homenagem, receberá uma abordagem diferenciada e propositiva, o movimento cultural ocorreu em São Paulo, entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 1922, no Theatro Municipal da Cidade. 

O evento reuniu artistas das mais diversas linguagens e abordagens, como Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Heitor Villa-Lobos, Di Cavalcanti, entre outros. A Semana de 22, ou Semana de Arte Moderna, reverbera até hoje, sendo um movimento que abriu possibilidades para movimentos como a Tropicália. 

Entre os homenageados cearenses, Bandeira foi um dos maiores artistas visuais do Estado e do Brasil, figura que dialoga com o Salão desde sua origem, tendo sido o primeiro vencedor da mostra, no ano de 1943. Bandeira, junto de outros artistas da época, como o também artista plástico cearense Aldemir Martins, grande nome das artes no País e no exterior, integravam a Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP), que, em 1946 assumiu a realização do Salão de Abril. 

Aldemir foi pintor, gravador, desenhista e ilustrador, atuou em diversas frentes, mobilizando artistas e abrindo frentes. Teve participação em eventos nacionais e internacionais em países como Espanha, Peru, Suécia, Paris, Suíça e Japão.

O Salão ficará aberto para visitação durante todo o mês de setembro e em parte de outubro, indo até o dia 22 deste mês. Os catálogos de outras edições do evento, bem como o mapeamento de artistas e obras que já participaram estão disponíveis no site do Salão de Abril.

Serviço
Abertura: 08/ de setembro
Horário: 10h
Funcionamento: de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados das 10h às 16h
Local: Centro Cultural Casa Barão de Camocim: Rua General Sampaio, 1632 - Centro
O acesso é gratuito

Publicado em Cultura
Página 1 de 25