Encerrando a programação da Semana da Mobilidade, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza uma ação de caráter exclusivamente educativo na Av. Paulino Rocha, nº 1343, para conscientizar condutores e pedestres sobre a importância de adotar comportamentos adequados para um tráfego seguro.  

A ideia é aproximar os agentes da população, esclarecendo os principais fatores de risco que contribuem para a ocorrência de acidentes, como o excesso de velocidade, a mistura perigosa de álcool e direção, ausência do capacete e do cinto de segurança, além do uso do celular ao volante. Ao final da abordagem, os motoristas ainda podem tirar dúvidas em relação às normas de cirulação viária.

Poluição Atmosférica Veicular
Em conjunto com o trabalho da AMC, a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) fará uma intervenção educativa acerca da Poluição Atmosférica Veicular. O objetivo é alertar a população sobre a importância de vivermos em uma cidade que respira um ar de boa qualidade.

A ação consiste em verificar a opacidade da fumaça emitida pelos veículos do ciclo diesel e avaliar se está dentro dos padrões permitidos, evitando, desta forma, poluição ambiental.

Durante a atividade, que contará com a participação do Programa Despoluir da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará (Fetrans), ocorrerá também a distribuição de brindes e mudas com o intuito de promover a arborização em Fortaleza. Com o plantio de mais árvores, há uma perspectiva de redução dos efeitos da emissão de carbono para a atmosfera, o que melhora o clima da Cidade.

Serviço
Ação educativa sobre Trânsito Seguro e Poluição Atmosférica Veicular
Data: Segunda-feira (25/09)
Horário: 9h
Local: Avenida Deputado Paulino Rocha, 1343 – Cajazeiras

 

Publicado em Mobilidade

Estão abertas as inscrições para o I Prêmio AMC de Mobilidade Urbana, que envolverá alunos da Rede de Ensino Municipal, com o propósito de estimular o exercício contínuo da cidadania e uma reflexão sobre o comportamento de cada um no trânsito. Os interessados devem se inscrever no Canal Mobilidade do Portal da Prefeitura de Fortaleza até o dia 20 de outubro.

Com a temática “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, o concurso é dividido em três categorias: desenho, poema e redação. Estão aptos a participar alunos do 1º ao 9º ano devidamente matriculados nas instituições municipais. A entrega dos trabalhos deve ser na própria direção da escola entre os dias 23 de outubro e 24 de novembro. O resultado será divulgado no dia 18 de dezembro.

Para estimular o conhecimento e as novas tecnologias, o primeiro colocado ganhará um notebook. O segundo, um tablet e o terceiro um smartphone. A iniciativa tende a contribuir com a educação para o trânsito à medida que incentiva, já a partir da infância, o cumprimento às regras de circulação viária e uma convivência urbana harmoniosa, cultivando o respeito aos agentes mais vulneráveis a acidentes, como pedestres, motociclistas e ciclistas.

Ao envolver os estudantes nesta causa, espera-se uma maior conscientização quanto à segurança viária, importante problemática que exige a atenção de todos. Embora Fortaleza tenha registrado neste primeiro semestre de 2017 o menor quantitativo de mortes no trânsito, os desafios ainda existem e a educação é um dos principais meios capaz de salvar e preservar vidas.

Fique atento:

TEMA
“Minha escolha faz a diferença no trânsito”.

QUEM PODE PARTICIPAR?
Estão aptos a participar do concurso alunos do 1º ao 9º Ano do Ensino Fundamental matriculados em 2017 nas escolas municipais.

CATEGORIAS
1) Desenho: poderão concorrer alunos do 1º ao 4º Ano mediante apresentação de um desenho.

2) Poema: poderão concorrer alunos do 5º ao 6º Ano mediante apresentação de um poema.

3) Redação: poderão concorrer alunos do 7º ao 9º Ano mediante apresentação de um texto dissertativo-argumentativo.

INSCRIÇÕES
18/09 a 20/10 

ENTREGA DOS TRABALHOS
23/10 a 24/11 na diretoria da própria escola

RESULTADO
18/12

Clique aqui para fazer a inscrição

Publicado em Mobilidade

As motocicletas ainda são os veículos mais vulneráveis a acidentes de trânsito fatais. Exemplo disso é que dentre as 121 mortes registradas no primeiro semestre deste ano, 45,8% correspondem a motociclistas. Com o objetivo de reverter este quadro e conscientizá-los sobre a importância de um tráfego seguro e responsável, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza mais uma ação da campanha educativa “Motociclista prudente: quem é consciente não se envolve em acidente”. A abordagem acontece nesta terça-feira (19/09), a partir de 14h30, na Av. Barão de Studart, nº 3100, no bairro Aldeota.

Durante a mobilização, os motociclistas serão orientados a cumprir a legislação de trânsito como forma de evitar acidentes. “Nosso propósito é educar e estimular o respeito às normas de circulação viária para preservar vidas. Queremos nos aproximar dos cidadãos fornecendo dicas sobre a importância de pilotar sempre com segurança, utilizando o capacete, a viseira de proteção e os calçados adequados”, esclarece Nertan Rocha, responsável pela Gerência de Educação do órgão.

O objetivo da atividade é promover uma pilotagem segura e combater os principais fatores de risco como a ausência ou uso inadequado do capacete. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o capacete, quando afivelado corretamente, reduz em até 40% o número de mortes e em 70% a probabilidade de lesões graves. 

Semana da Mobilidade
A ação integra a programação da Semana da Mobilidade, que começou nesta segunda-feira (18/09) e vai até o dia 25 de setembro. Pelos próximos dias, diversas atividades e ações culturais e educativas buscam chamar atenção da sociedade para a importância da prevenção de acidentes de trânsito. Estão previstas ainda uma série de intervenções: faixa exclusiva de ônibus no Centro, requalificação viária na Av. Desembargador Gonzaga, nova faixa em diagonal para pedestres, ciclofaixa, além de novos projetos que visam à ocupação do espaço público pelas pessoas. 

 

Publicado em Mobilidade

O desfile em homenagem à Independência do Brasil, realizado anualmente na Avenida Beira-Mar, contará, neste dia 7 de setembro, com operação especial da Prefeitura de Fortaleza para otimizar o acesso da população. Ao todo, um efetivo operacional composto por 160 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e 40 orientadores do Via Livre disciplinará o tráfego na região, assegurando o ir e vir dos pedestres.

O trabalho terá início às 23 horas da quarta-feira (06/09), quando os agentes de trânsito farão a coibição do estacionamento ao longo da Av. Beira-Mar, entre a Av. Rui Barbosa e o Mercado dos Peixes. A medida visa assegurar a tranquilidade do desfile e a segurança dos espectadores. Às 7 horas de quinta-feira (07/09), serão iniciados os bloqueios para auxiliar a chegada das tropas militares e dos alunos que participarão do cortejo.

A operação prevê o bloqueio das avenidas Pessoa Anta, Almirante Barroso, Historiador Raimundo Girão e Beira-Mar, no trecho compreendido entre a Av. Alberto Nepomuceno e o Mercado dos Peixes, além da Av. Abolição, desde a Frei Mansueto à Via Expressa. O percurso será dividido em área de concentração, área de cortejo e área de dispersão. A previsão é que a operação seja finalizada às 13 horas.

A área de estacionamento para quem quiser prestigiar o evento será nas vias transversais às avenidas Abolição e Monsenhor Tabosa, ressaltando que não pode estacionar nas esquinas ou em locais destinados à entrada e saída de veículos. Devido aos bloqueios, os semáforos da região serão ajustados para se adequar ao fluxo.

Durante o feriado, a Autarquia continuará realizando o atendimento às ocorrências, colisões e fiscalização nos principais corredores da cidade. O contato com a Central de Atendimento da AMC pode ser feito pelo 190.

Transporte Coletivo

Em virtude do desfile, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) reforçará a frota de ônibus com 42 veículos extras. 

Publicado em Mobilidade

Começou a funcionar nesta quinta-feira (31/08) um novo semáforo no cruzamento das ruas Cap. Aragão x Cap. Olavo, no bairro Aerolândia. A medida, implantada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), atende à solicitação de moradores da área visando à redução de acidentes.

O equipamento foi instalado após a realização de estudos e simulações de tráfego onde verificou-se a necessidade do semáforo em virtude da ocorrência de acidentes no local, além da dificuldade na travessia de pedestres.

Em 2016 foram registrados quatro acidentes com vítima neste ponto, sendo um atropelamento. "Não podemos tolerar nenhuma morte no trânsito. Por isso, estamos nos atentando prioritariamente para os trechos em que pessoas ficaram feridas ou morreram. O semáforo é uma alternativa segura para reduzir essa estatística", explica Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da AMC.

Com essa mudança, Fortaleza passa a contar com um total de 823 semáforos. Deste quantitativo, 461 (56%) são centralizados e 361 (44%) são convencionais. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é que os tempos são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Além disso, permite uma comunicação direta com o órgão de trânsito, permitindo a detecção de falhas de forma imediata e otimizando os serviços de manutenção.

Ampliação da rede semafórica

Indispensável para garantir a segurança de condutores e pedestres, contribuindo para a redução de acidentes com severidade, a rede semafórica vem crescendo significativamente em Fortaleza. Exemplo disso é que no final de 2012, um total de 599 semáforos controlavam o tráfego nos cruzamentos da cidade. Hoje já são 823 equipamentos, o que mostra uma ampliação de 36%.

Publicado em Mobilidade
Para aproximar os serviços da população, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa que se encontra em funcionamento desde a última quarta-feira (16/08) uma nova Central de Atendimento no Shopping Del Paseo. A iniciativa objetiva facilitar a resolução de toda e qualquer pendência relacionada ao órgão de trânsito, consolidando-se como mais um canal de comunicação com o usuário.
 
Com capacidade ampla, o espaço está localizado no Primeiro Andar do Subsolo (1º SS) do shopping. São disponibilizados diversos serviços: antecipação de penalidade, defesa de autuação, indicação de condutor, recurso à Jari e ao Cetran, credenciamento de idosos e deficientes, além de solicitações de sinalização, semáforo e fiscalização, dentre outros. 
 
Segundo o superintendente da AMC, Arcelino Lima, a ideia é descentralizar o atendimento. “Pretendemos chegar mais perto do cidadão, evitando grandes deslocamentos. Essa é mais uma opção de acesso aos serviços do órgão. Através dessa Central, moradores da Aldeota e adjacências poderão solucionar suas demandas com maior agilidade”, adianta.
 
Situado em um espaço com facilidade de estacionamento, o novo posto funciona de segunda a sexta-feira, de 10 às 17h30. Além dessa alternativa, os cidadãos ainda podem realizar os mesmos serviços na Central de Atendimento do Bairro de Fátima, no Shopping RioMar, no Vapt-Vupt de Messejana e do Antônio Bezerra. Já quem prefere maior comodidade, a opção é acessar ao site da Prefeitura de Fortaleza e efetuar o procedimento de modo online, através de uma simples tela de computador, sem sair de casa.
 
Publicado em Mobilidade

Como parte das atividades de fiscalização da campanha “Se beber, não dirija”, lançada pela Prefeitura de Fortaleza com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e a Guarda Municipal realizaram 2.571 testes de bafômetro, no período de 14 de julho a 15 de agosto, quando ocorreram 39 blitzen pelos agentes de segurança.

Dentre os testes efetuados, 22 motoristas foram flagrados dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica. Eles foram autuados, tiveram a habilitação recolhida e vão responder a processo administrativo e criminal. Outros 35 condutores se recusaram a fazer o exame e devem pagar uma multa de R$ 2.934,70, além de terem a habilitação recolhida e de perder o direito de dirigir por um ano, como preconiza o Art. 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Para o superintendente da AMC, Arcelino Lima, a tendência é que a prática arriscada de misturar álcool e direção reduza cada vez mais com uma fiscalização efetiva. “O nosso compromisso é o de salvar vidas e não permitir mortes no trânsito por conta da combinação álcool e direção. Somamos esforços diariamente para incentivar uma conduta responsável e segura”, afirma.

No Brasil, a tolerância ao álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima X 10 e se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar (no teste do bafômetro) ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo ainda será detido.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja, por exemplo, tem três vezes mais chance de morrer em um acidente do que um condutor sóbrio. Portanto, ao aplicar as leis de trânsito, espera-se promover uma maior conscientização da população e, o mais importante, preservar vidas.

Um estudo realizado pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) mostra que o álcool, além de comprometer as capacidades cognitivas, também reduz as chances de sobrevivência. Quanto mais a pessoa tiver bebido, maior sua chance de morrer; um mesmo impacto causa mais ferimentos numa pessoa que ingeriu álcool. O último levantamento da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), feito pelo Governo Federal, identificou que 24,3% dos motoristas em todo o País reconhecem dirigir mesmo após ter consumido álcool.

Durante a fiscalização com blitz, as equipes itinerantes percorrem pontos de maior concentração de bares e áreas de grande registro de acidentes para combater a prática irregular. As ações são contínuas, de segunda a domingo, por meio de um trabalho em conjunto que envolve a AMC, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Policiamento Ostensivo da Capital e Guarda Municipal.

Novos equipamentos reforçam fiscalização

A partir deste mês de agosto, a AMC também recebeu o reforço de sete novos etilômetros ou bafômetros como são popularmente conhecidos. Os equipamentos foram doados através da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global que também tem investido em capacitações para os agentes de trânsito. A parceria vem fortalecer a política de fiscalização que, em primeira instância, busca sempre preservar vidas.

“A fiscalização é importante porque além de punir quem não respeita a lei, também tem um caráter educativo” argumenta o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos da Prefeitura de Fortaleza, Luiz Alberto Saboia. A partir de agora, a AMC passa a contar com 14 bafômetros para as ações de fiscalização de alcoolemia.

 

Publicado em Mobilidade
AMC
Projeto é realizado em conjunto pelos núcleos de educação, operação e fiscalização da AMC

Com o retorno às aulas em agosto, a Prefeitura de Fortaleza intensifica as ações de trânsito no entorno das principais instituições de ensino para disciplinar a circulação e incentivar um maior respeito às normas de convivência urbana durante o embarque e desembarque dos alunos nos colégios. A ação é desenvolvida pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), devendo ser iniciada nesta terça-feira (01/08).

Intitulado “AMC nas Escolas”, o projeto é realizado em conjunto pelos núcleos de educação, operação e fiscalização do órgão. A novidade é a presença de orientadores de tráfego provenientes de empresas especializadas que também vão auxiliar no ordenamento do trânsito nos pontos considerados mais críticos, complementando a atuação dos agentes e educadores.

A abordagem acontece sempre nos horários de maior fluxo de veículos e pedestres, nos turnos da manhã e da tarde: entre 6h30 e 8h e de 11h às 12h30. Segundo o gerente de Operação e Fiscalização da AMC, Disraelli Brasil, a medida mescla o trabalho de orientação e educação com o de coibir as irregularidades. “A ação vai gerar impacto no tráfego de passagem, facilitando o deslocamento de pessoas que passam por esses locais e são muitas vezes prejudicadas pelo congestionamento gerado por quem estaciona indevidamente na porta das escolas”, reforça.  

O foco principal da abordagem são os pais, que devem receber orientações sobre as infrações que mais comprometem a fluidez viária e a segurança dos transeuntes. Estacionar em fila dupla, em local proibido ou nas esquinas, não utilizar o cinto de segurança ou transportar crianças sem observância das normas de segurança são posturas indevidas que precisam ser evitadas.

Para o gerente de Educação da AMC, Nertan Rocha, a atividade é uma maneira de se aproximar cada vez mais da população estimulando uma mudança de cultura nos condutores. “Ao presenciarem uma ação como essa, as crianças acabam cobrando dos próprios pais um comportamento mais adequado, sempre seguindo as diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB)”, pontua o coordenador.

Publicado em Mobilidade

Além da rotina diária de controlar o tráfego, coibir práticas irregulares de motoristas e prestar atendimento a acidentes, funções de inegável importância para a mobilidade das pessoas e da Cidade, os agentes de trânsito também ajudam a salvar vidas ao fornecer apoio para o transporte de órgãos entre hospitais de Fortaleza. Afinal, um minuto na vida de quem espera por um transplante faz toda a diferença.

De janeiro de 2016 até julho deste ano, 26 órgãos foram transportados com o suporte de motociclistas batedores da Autarquia Municipal de Trânsito e de Cidadania (AMC). Grande parte foi captada no Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Albert Sabin e Unimed, sendo encaminhada para o Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, mais conhecido como Hospital do Coração.

O suporte dado à realização de transplantes varia desde o auxílio ao trabalho de escolta com agentes realizando bloqueios provisórios nas vias transversais ao controle dos semáforos centralizados, que possibilitam maior fluidez do tráfego com a programação da “onda verde” durante os percursos. À medida que o comboio se aproxima dos equipamentos semafóricos, o tempo do sinal é alterado para permanecer no estágio verde. Com essa sincronia aliada ao apoio dos agentes, é possível otimizar os deslocamentos do Centro a Messejana, por exemplo, em até sete minutos.

Segundo o superintendente da AMC, Arcelino Lima, esse tipo de trabalho é fundamental para preservar vidas. “Uma atividade de escolta exige a atuação de profissionais bem treinados e capacitados. Por isso, estamos sempre investindo na qualificação profissional dos agentes de trânsito, tornando-lhes capazes de tomar decisões rápidas em situações de emergência. Muitas vidas já foram salvas pela atuação desses servidores, que não medem esforços para ajudar a quem precisa”, defende.

Dos 70 motociclistas operacionais que compõem o corpo técnico do órgão, cerca de 30 estão aptos a exercer esse tipo de função. “É gratificante saber que nosso trabalho é capaz de colaborar na recuperação de pessoas doentes, muitas vezes até desacreditadas. A sensação é ainda melhor quando chegamos ao hospital e encontramos a família daquele enfermo com um sorriso no rosto e o olhar cheio de esperança aguardando pelo órgão”, relata Agamenon Pergentino, mais antigo batedor da Autarquia e instrutor responsável pela formação dos demais companheiros. 

Para acionar esse tipo de serviço, após a família autorizar a doação do órgão, a Central de Transplantes deve entrar em contato com a AMC. Numa operação como essa, seis motociclistas batedores são suficientes para garantir a rapidez no trajeto e, consequentemente, dar nova chance de vida a quem necessita.

Transporte de coração
Em 90% dos casos, a AMC auxilia no deslocamento de coração, órgão que desde a retirada, o transporte e a implantação no paciente até voltar a bater não pode ultrapassar o tempo de quatro horas. Por isso, a agilidade é fator preponderante para o sucesso de um transplante.

Referência nacional no atendimento cardiovascular, o Hospital do Coração possui um serviço atuante de transplante cardíaco. A unidade também faz transplante de pulmão e atende pacientes dos 184 municípios cearenses e das regiões Norte e Nordeste do País.  

 
Publicado em Mobilidade

Consolidada como a maior micareta fora de época do País, o Fortal já integra o calendário cultural e turístico da Cidade trazendo grandes nomes do axé, sertanejo e forró em quatro dias de pura diversão. E neste ano, mais uma vez, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), dará todo o suporte operacional ao avento, controlando o tráfego e assegurando o ir e vir do público durante a festa.

Para facilitar o acesso dos foliões, um efetivo diário de 108 agentes e orientadores cidadãos atuará nas proximidades da Cidade Fortal. Quarenta e cinco ônibus extras reforçarão a frota de coletivos para atender a demanda, fazendo a ligação direta entre o Terminal do Papicu e o local do evento.

Trânsito
A operação de trânsito será iniciada a partir de meio-dia com o monitoramento do tráfego e coibição de estacionamento irregular na Av. Aldy Mentor e nos principais rotas de chegada e saída da Cidade Fortal. Agentes e orientadores cidadãos irão trabalhar em conjunto para otimizar o deslocamento do público.

Como não está prevista nenhuma interdição viária, os condutores poderão deixar seus veículos no estacionamento privado disponível no próprio local do evento. Dependendo da estimativa do público, a Autarquia poderá desviar o tráfego da Av. das Castanholeiras para a Av. Santos Dumont no intuito de desafogar o trânsito. Dois reboques estarão à disposição dos agentes, caso haja cometimento de infração.

A AMC orienta que os foliões utilizem táxi ou transporte coletivo para chegar à Cidade Fortal e alerta, aos que optarem por utilizar veículo particular, que não dirijam sob efeito de álcool, estacionem apenas em locais permitidos e saiam de casa com antecedência para evitar maiores transtornos.

Operação Cidadã
A organização do Fortal foi uma das primeiras a aderir a “Operação Cidadã”, que estabelece a contratação de orientadores de tráfego para auxiliar os agentes de trânsito durante eventos com grande demanda de público. Portanto, esses profissionais vão auxiliar a travessia de pedestres e o disciplinamento da circulação devidamente supervisionados pelos agentes da AMC.

Transporte Coletivo
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) intensificará a frota de ônibus com o acréscimo de 45 carros reservas que irão fazer a ligação direta do Terminal do Papicu ao local do evento. A operação começa a partir de 14h na próxima quinta-feira (20/07) e vai até domingo (23/07).

Nos dias do evento, a Etufor ampliará os horários de 11 linhas e prolongará o itinerário de três linhas em direção à Cidade Fortal: 831- Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000, 832- Papicu/Cidade 2000 e 833- Cidade 2000/Centro. Além disso, a linha Especial 840 - Papicu/Fortal entrará em operação a fim de atender a demanda, interligando o Terminal Papicu e a Cidade Fortal. Os ônibus da linha especial ficarão à disposição do controle operacional do Terminal do Papicu.

Durante o período do evento, a Divisão de Operações (Diope) da Etufor coordenará a operação dos carros reservas nos terminais. O atendimento ao evento será realizado por meio da ligação direta do Terminal de Integração do Papicu à Cidade Fortal e o prolongamento de onze linhas que interligam os Terminais de Integração, uma vez que o Sistema de Transporte Coletivo permite, por meio da integração física e tarifária, uma boa mobilidade.

Prolongamentos provisórios dos horários de 11 (onze) linhas nos dias de evento:

027 - Siqueira/Papicu/Aeroporto
028 - Antônio Bezerra/Papicu
030 - Siqueira/Papicu/13 de Maio
041 - Parangaba / Oliveira Paiva / Papicu
042 - Antônio Bezerra/Francisco Sá/Papicu
045 - Cj Ceará/Papicu/Montese
051 - Grande Circular I
052 - Grande Circular II
076 - Cj Ceará/Aldeota
092 - Antônio Bezerra / Papicu / Praia de Iracema
804 - Aldeota

Os veículos das linhas abaixo deverão cumprir o seguinte prolongamento de itinerário:

831- Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000
832- Papicu/Cidade 2000
833- Cidade 2000/Centro

Linhas Corujões que atendem no horário de 00h às 04h e integram no Terminal do Papicu:

023 – Corujão/Edson Queiroz/Papicu
034 – Corujão/Av. Paranjana I
035 – Corujão/Av. Paranjana II
036 – Corujão/Conjunto Ceará/Montese
037 – Corujão/Conjunto Ceará/Aldeota
048 – Corujão/Parangaba/Papicu
054 – Corujão / Praia do Futuro / Caça e Pesca
055 – Corujão / Grande Circular I
056 – Corujão / Grande Circular II

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 3