O adesivo azul com o desenho do cadeirante indica os veículos que possuem acessibilidade (Foto: Queiroz Neto)

O bem estar e a mobilidade das pessoas com deficiência é uma preocupação frequente da Prefeitura de Fortaleza. Diariamente novos ônibus acessíveis entram em circulação em Fortaleza e, somente em 2013, 86 novos veículos com elevadores foram colocados à disposição da população.

Atualmente, 60,2% da frota de ônibus da Capital está apta para receber cadeirantes e possuem assentos especiais. Dos 1.923 existentes, 1.158 veículos estão dentro dos padrões exigidos pelo decreto presidencial que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida. Até dezembro de 2014, a  Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) pretende atingir a meta de tornar todos os coletivos de Fortaleza acessíveis.

A população pode contribuir com o atendimento às pessoas com deficiência repassando informação para a Etufor. O órgão disponibiliza uma central de atendimento ao público através do número (85) 3452-8722, onde, por meio das demandas, é possível intensificar a fiscalização nos casos de mau atendimento ao usuário, além de agilizar a análise de reforço de novos veículos acessíveis em determinadas linhas.

 

Publicado em Mobilidade
Até 2014, a Prefeitura de Fortaleza pretende tornar toda a frota de ônibus acessível

Representantes da Comissão Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Fortaleza estiveram na sede da Empresa de Transporte Urbanos do município (Etufor) na tarde de hoje (11). Durante o encontro, a equipe conheceu os modelos de acessibilidade existentes e foi informada sobre como é feita a capacitação dos motoristas e cobradores para a utilização dos equipamentos e recepção de pessoas com deficiência nos coletivos. Atualmente, a frota de Fortaleza possui 4.392 táxis credenciados, sendo 40 veículos acessíveis. Já a frota de ônibus possui 1.923 veículos, sendo 1.132 acessíveis. Até 2014, a Prefeitura de Fortaleza pretende tornar toda a frota de ônibus acessível e ampliar o nível de acessibilidade, alcançando outros tipos de deficiência, como a visual, por exemplo.

Presente à reunião, o deficiente visual Pascoal Neto explicou que reconhece os esforços da prefeitura em relação ao tema acessibilidade, mas ainda sente a necessidade de mais avanços para essa parcela da população. “Sugerimos a criação de linhas especiais na região da Av. Bezerra de Menezes e uma campanha educativa para que a população respeite mais as necessidades das pessoas com deficiência”. O chefe da divisão de planejamento da Etufor, Miguel Guimarães, afirmou que o órgão avaliará as duas solicitações e está disponível para contribuir na melhoria da acessibilidade dos veículos e na comunicação com os demais usuários do transporte. O presidente da Comissão, Thauzer Fonteles, ressaltou que o respeito à pessoa com deficiência e o envolvimento da sociedade com a questão da acessibilidade devem ser algo menos técnico e mais humanitário, pois isso fará a diferença no tratamento e na mobilidade dessas pessoas.

Publicado em Infraestrutura
Os ônibus contam com elevador acoplado, área para cadeirantes e assentos preferenciais para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida (Arquivo)

Nos dois primeiros meses deste ano, 50 ônibus acessíveis foram incorporados à frota de transporte coletivo de Fortaleza. A ampliação se deve ao esforço que a administração municipal, por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), vem fazendo para garantir que até 2014 todos os coletivos estejam completamente adaptados às pessoas com limitações de locomoção, conforme determina o Decreto Federal 5.296, de 2 de dezembro de 2004.

Com a inclusão dos novos veículos, a cidade passa a ter 1.128 ônibus totalmente acessíveis, o que representa 58,65% da frota total, hoje composta por 1.923 coletivos cadastrados. “Esse aumento significativo é reflexo do compromisso da atual gestão em assegurar um serviço de qualidade a todos os passageiros, independente de suas condições de mobilidade, exigindo das empresas concessionárias investimentos para que a tecnologia veicular melhore cada vez mais”, explica o diretor técnico do órgão, Antônio Ferreira.

Equipados com elevador acoplado, área para cadeirantes e assentos preferenciais para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, esses ônibus vão proporcionar maior comodidade e conforto aos usuários, devendo ser distribuídos nas linhas do sistema de acordo com as solicitações das comunidades e avaliação técnica da Etufor, que considera os bairros com maior número de pessoas nessas condições.

A acessibilidade veicular também está em permanente ampliação nos outros modais de transporte público, oferecendo mais opções de deslocamento a este segmento. Hoje, das 320 vans que circulam em Fortaleza, 137 portam plataforma elevatória, além de 40 táxis que prestam um serviço diferenciado e inclusivo à população cobrando a mesma tarifa dos táxis convencionais.

Publicado em Mobilidade
Página 2 de 2