A Emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF) acolheu, ao todo, 2.400 pacientes somente nos primeiros 15 dias deste ano. De acordo com os relatos das equipes do maior hospital da rede de assistência da Prefeitura de Fortaleza, muitas ocorrências tiveram relação com as chuvas registradas no período, que representam mais riscos de acidentes domésticos e colisões no trânsito, por conta do asfalto molhado e de pisos escorregadios.

As fraturas e lesões por quedas somaram aproximadamente 550 registros, sendo essa a principal causa de internação. As vítimas com mais de 60 anos de idade, geralmente, são as que necessitam de mais atenção das equipes de saúde, por conta, inclusive, de outras doenças associadas aos traumas, como hipertensão, diabetes, sobrepeso e osteoporose. A prevenção de situações e comportamentos de risco, o uso de calçados adequados, a iluminação das áreas de circulação e a aplicação de pisos antiderrapantes são de grande importância para evitar acidentes dessa natureza nos banheiros, cozinhas, quintais e calçadas.

Já as ocorrências de trânsito causaram a internação de 385 motociclistas, 48 ocupantes de carros, 48 pedestres e 45 ciclistas. Nesses casos, a adoção de uma postura consciente e responsável na condução dos veículos é indispensável, como a obediência aos limites de velocidade, uso dos itens de segurança obrigatório e a proibição do consumo de bebidas alcoólicas. Nos dias de chuva, quando o asfalto liso facilita as derrapagens, a presença de buracos não é percebida facilmente e até animais são mais presentes nas vias, a atenção dos condutores deve ser redobrada. Infelizmente, mesmo com todos os cuidados e regras sendo de conhecimento público, muitos ainda seguem se expondo ao perigo e colocando outras vidas em risco nas ruas e estradas.

Em funcionamento desde 1936, o Instituto Doutor José Frota (IJF) é o maior hospital do Ceará em número de leitos, sendo referência regional no socorro às vítimas de traumas de alta complexidade, queimaduras, intoxicações agudas e ingestão ou aspiração de objetos estranhos. Mais de 20 especialidades clínicas e cirúrgicas são disponibilizadas, em plantão 24 horas, para o atendimento de pacientes de Fortaleza e de outros municípios, por meio da Central de Regulação de Leitos.

Desde o início de janeiro, observando o crescimento do registro de infecções por Covid-19, o IJF reforçou os protocolos de controle dos riscos de contaminação no ambiente interno, reabrindo áreas de isolamento respiratório, reagendando cirurgias eletivas e reduzindo o número de visitantes em circulação nas enfermarias, além da reabertura do Ambulatório do Servidor, para a oferta de consultas médicas aos funcionários com sintomas gripais.

Mais de 40 leitos em Enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) estão reservados para pacientes acolhidos por quedas, ocorrências de trânsito e demais acidentes, mas que também testam positivo para o vírus. As Unidades Especiais Covid-19 também acolhem os pacientes com complicações graves por conta da doença, encaminhados por outras unidades municipais de saúde.

Riane Azevedo, superintendente do IJF, reforça a necessidade de mais cuidado das famílias, motociclistas e motoristas para que novas hospitalizações sejam evitadas, tanto por acidentes domésticos, de trabalho e de trânsito, como por Covid-19, tendo em vista a o momento de contingência. “Por conta do grande número de pacientes traumatológicos que também chegam contaminados pelo vírus, nós precisamos redirecionar insumos e profissionais para atuação em áreas de isolamento. Procedimentos cirúrgicos das vítimas de traumas contaminadas por Covid-19 precisaram ser suspensos, tendo em vista o controle dos riscos de complicação dos quadros clínicos, ampliando o tempo de permanência no hospital e de espera das famílias para o retorno de seus parentes ao lar”, explica a médica.

Publicado em Saúde

A direção do Instituto Doutor José Frota (IJF) divulga nova convocação de profissionais da saúde credenciados por meio do Edital 12/2021. Este é a segunda chamada deste ano para a atuação imediata de enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos de laboratório nas unidades especiais Covid-19 no Anexo IJF 2.

Os credenciados relacionados abaixo deverão apresentar a documentação exigida no formulário anexo nesta terça-feira (18/01), a partir das 08h30, no auditório do Bloco Hospitalar, com acesso pela recepção da Rua Barão do Rio Branco, 1816 – Centro.

Manual de Credenciamento

Lista de Credenciados Convocados

Relação de Documentos

Publicado em Saúde

A direção do Instituto Doutor José Frota (IJF), tendo em vista a necessidade de reforço no quadro de funcionários dedicados à assistência dos pacientes vítimas da Covid-19 em atendimento no hospital, está realizando a convocações de enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos de laboratório credenciados no Edital Nº 012/2021, para atuação imediata.

Os credenciados listados abaixo deverão se apresentar, com a documentação exigida no formulário anexo, neste sábado (15/01), a partir das 08h30, na Recepção do Bloco Hospitalar do IJF, na Rua Barão do Rio Branco, 1816 – Centro.


• Manual de Credenciamento

Lista de Credenciados Convocados

Relação de Documentos

Publicado em Saúde

Com a chegada das confraternizações de Natal e Réveillon e das férias escolares de dezembro e janeiro, a rotina de muitas famílias se transforma. Para aproveitar com segurança os momentos de lazer, alguns cuidados permanecem sendo indispensáveis, como a prevenção de queimaduras. 

De acordo com os dados do Instituto José Frota (IJF), aproximadamente 250 novos pacientes são acolhidos todos os meses na Emergência para o tratamento de lesões graves causadas, na maioria das vezes, por contato com alimentos e líquidos quentes, além de superfícies aquecidas, como fornos e chapas, e na explosão de substâncias inflamáveis. Dependendo a extensão dos ferimentos, as queimaduras podem resultar em cicatrizes profundas, limitação de movimentos, amputação de membros e até na morte da vítima.

Conforme relatos, muitas queimaduras envolvem o uso de panelas quebradas e o apoio em estruturas improvisadas ou desgastadas, como fogões, grelhas e fogareiros enferrujados. Os comportamentos de risco somados ao consumo abusivo de bebidas alcoólicas também são comuns entre as declarações dos pacientes que se envolvem em acidentes durante o preparo de churrascos, por exemplo, tendo em vista a redução da atenção quanto ao perigo e a utilização inapropriada de combustíveis para a queima do carvão, o que acaba resultando em explosões.

Outra condição de alerta aos pais e responsáveis é para o cuidado com as crianças nas cozinhas ou próximas às fontes de calor e chamas. Cozinhar alimentos com bebês no colo é totalmente contraindicado, pelo óbvio perigo de se derramar o conteúdo da panela sobre o corpo em um simples movimento. A equipe do Núcleo de Queimados do IJF também orienta para o posicionamento do cabo das panelas para o lado interno do fogão e para a atenção aos pratos, travessas, xícaras e até o pano de prato ou a toalha de mesa, que, por curiosidade, podem ser puxados pelos pequenos. Cozinha não é local para brincadeira e o acesso ao local deve ser controlado e orientado por adultos.

Outra tradição nas festas de fim de ano é a queima de fogos de artifício. Todas as legislações e normas para a fabricação, armazenagem, compra e acionamento devem ser seguidas. Também vale reforçar que é proibido uso de fogos de artifício e explosivos que causem barulho em eventos públicos e particulares na cidade de Fortaleza, conforme a Lei n° 11.140/2021.

Primeiros Socorros

Caso aconteça algum acidente com queimadura, a principal medida é lavar o local atingido apenas com água corrente e em temperatura normal, como em uma torneira ou chuveiro, até que ocorra a troca de calor. Nunca aplique qualquer medicamento ou substância no ferimento por conta própria, mesmo sendo um produto natural ou pasta de dente, que podem causar infecção e agravar o quadro. Não espere a situação piorar para procurar orientação médica. Queimaduras podem causar a morte e o tempo é um dos fatores mais importantes para o tratamento.

Publicado em Saúde

O Instituto Doutor José Frota (IJF), hospital de nível terciário da Prefeitura de Fortaleza, celebra 85 anos de serviços à população no próximo dia 13 de dezembro. Para comemorar a importância deste patrimônio e a dedicação de seus profissionais à saúde da população, a Direção do IJF realizará uma programação especial durante todo o ano de 2022.

A solenidade de hasteamento das bandeiras, nesta segunda-feira (13/12), a partir de 7h30, marca o início da celebração aos 85 anos do IJF. Durante o evento, que acontecerá na área de convivência do hospital da Rua Antônio Pompeu, a Direção também apresentará as ações que estão sendo programadas durante os próximos meses.

Entre os projetos que serão anunciados estão a divulgação da nova identidade visual alusiva ao aniversário, a produção de um Vídeo Documentário sobre a história do hospital e seu crescimento e modernização junto à cidade, a renovação do painel com ex-superintendentes e a publicação de um hotsite para a disponibilização de documentos, imagens, dados, revistas científicas, manuais, mapas virtuais, orientações sobre atendimentos, prevenção de acidentes e primeiros socorros, além podcasts e vídeos com depoimentos de  profissionais e usuários que fizeram e fazem parte do hospital.

Congressos, seminários e palestras também estão entre as atividades planejadas para a divulgação de projetos científicos e educacionais, em parceria com instituições de ensino e pesquisa.

Toda a agenda de comemorações dos 85 anos do IJF também será acompanhada por avanços na melhoria, reforma e ampliação das áreas de atendimento, admissão de servidores e abertura de novos serviços.

Referência Nacional

Dia 13 de dezembro de 1936 é a data em que foi sancionada a Lei que instituiu a primeira unidade de urgência e pronto atendimento da Capital, com a denominação de Assistência Municipal de Fortaleza. Somente em janeiro de 1970, o órgão foi renomeado em homenagem ao médico José Ribeiro da Frota, que foi um dos seus idealizadores e um dos seus primeiros diretores.

Acompanhando o perfil inovador que o consolidou como referência regional no socorro às vítimas de traumas de alta complexidade, o IJF seguiu avançando e é, atualmente, o maior do Estado e um dos maiores do País em capacidade de acolhimento, contando com 665 leitos para internações, mais de 20 especialidades clínicas e cirúrgicas em plantão permanente, 20 Salas de Cirurgia, Laboratório Clínico, Central de Esterilização de Material e Centro de Diagnóstico por Imagem.

A Emergência acolhe, aproximadamente, seis mil novos pacientes por mês, principalmente com fraturas e ferimentos graves decorrentes de quedas em acidentes domésticos e de trabalho; colisões de trânsito com motociclistas; engasgos, aspiração ou ingestão de moedas e outros objetos estranho; queimaduras por contato com líquidos quentes e explosão de substâncias inflamáveis; e acidentes com animais peçonhentos, como escorpiões e cobras.

Serviço
Celebração dos 85 anos do IJF
Hasteamento da Bandeira Nacional
Data:
13/12/2021 (segunda-feira)
Horário: 7 às 9h
Local: área de convivência do Instituto Doutor José Frota (IJF).

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza prossegue, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com a Campanha de Vacinação Antirrábica para cães e gatos até o dia 5 de dezembro, nas 10 Unidades de Vigilância de Zoonoses (UVZ) do Município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Aos sábados, domingo e feriados, a sede da Vigilância (Rua Betel, 2980 - Maraponga) estará aberta das 8h às 17h.

No último sábado (06/11), foi promovido o Dia “D” de vacinação, com 227 pontos espalhados em toda cidade. Cerca de 500 profissionais atuaram na estruturação da vacinação, seja vacinando ou na logística.

Foram vacinados 252.883 animais, o equivale a 69% de cães e 41% de gatos. Lembrando que o Ministério da Saúde (MS) preconiza que 80% dos cães sejam vacinados, anualmente, na cidade, e que não há metas preconizadas para gatos pelo MS. O intuito é atingir a meta dos cães ao longo deste mês por meio de busca ativa em abrigos e lares de pessoas que não podem comparecer.

Para o gerente da Célula de Vigilância Ambiental e Riscos Biológicos, Atualpa Soares, o Dia “D” teve um resultado positivo, mostrando a adesão e o cuidado da população com seus animas. O gerente também enaltece o trabalho da equipe que vem atuando direta e indiretamente na Campanha. “Queremos chegar o mais perto possível de meta preconizada pelo MS. Temos que lembrar que a raiva é uma doença 100% letal e que ainda temos casos de raiva em animais silvestres (morcegos, saquis ou raposas), daí a importância de vacinar nossos animais para trazer a segurança para eles de não desenvolver a doença, assim como preservar nossas famílias, em uma possível fonte de interação com esses animais doentes”, ressaltou. Em Fortaleza, o último caso de raiva humana ocorreu em 2003.

Vacinação

Para realizar a imunização dos seus animais de estimação, os tutores devem levar a carteira de vacinação do animal. Quem não possui o documento recebe a carteirinha no ato da vacinação, com o registro da aplicação.

Durante a vacinação, os protetores devem adotar algumas medidas de segurança: o cão deve estar devidamente com guia e coleira e, em caso de cão bravo, deve-se adotar a focinheira. Gatos precisam ser conduzidos em caixas específicas, para evitar fugas.

Informações úteis

A partir dos três meses de idade, cães e gatos, sem exceção, devem ser vacinados contra raiva todos os anos, incluindo lactantes, cadelas prenhes ou no cio;

– Ao sair com o animal, mantenha-o sob controle, utilizando coleira e guia;

– Nunca provoque um animal;

– Não toque em animais estranhos, feridos ou que estejam se alimentando;

– Não aparte brigas entre animais, nem mexa com fêmeas e suas crias.

Em caso de acidentes por mordedura ou arranhadura de cães e gatos: lavar o ferimento com água e sabão e procurar orientação médica;

Unidades de Vigilância de Zoonoses (UVZ)

Regional de Saúde I

BOX de Zoonoses João Medeiros – Av. Dom Aloísio Lorscheider, 982 - Vila Velha

Regional de Saúde II

BOX de Zoonoses Paulo Marcelo - Rua 25 de Março, 607 - Centro

BOX de Zoonoses Rigoberto Romero - Rua Alameda das Graviolas, 195 - Cidade 2000

BOX de Zoonoses Aída Santos - Rua Trajano de Medeiros, 813 - Vicente Pinzon

Regional de Saúde III

BOX de Zoonoses Autran Nunes- Avenida da Liberdade, 65 - Autran Nunes

Regional de Saúde IV

Unidade de Vigilância de Zoonoses (sede) - Rua Betel, 2980 - Maraponga (anexo à UECE).

Regional de Saúde V

BOX de Zoonoses José Walter – Avenida D, 300, 2ª etapa - José Walter (próximo a areninha)

BOX de Zoonoses Conjunto Ceará- Avenida A, s/ - Conj. Ceará (Próximo a UAPS Maciel de Brito)

Regional de Saúde VI

BOX de Zoonoses Messejana - Rua Coronel Dionísio Alencar, 264 - Messejana.

Publicado em Saúde

O Instituto Doutor José Frota (IJF), hospital de nível terciário da Prefeitura de Fortaleza, recebeu a autorização para o credenciamento do novo Programa de Residência em Medicina Intensiva junto a Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). A entidade, formada pelos Ministérios da Saúde, da Educação e da Previdência Social, e por entidades médicas, como o Conselho Federal de Medicina, é responsável para regulamentação dos critérios e acompanhamento da modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos. A formação em Medicina Intensiva dura três anos, período em que são amplamente abordadas as técnicas e processos para o cuidado de pacientes com diagnósticos delicados decorrentes de doenças ou agravos agudos à saúde.

“Com a Residência em Medicina Intensiva, o IJF atinge um novo nível de excelência, que é o de formação de profissionais capacitados para a atuação em situações que trazem risco à vida dos pacientes, capaz de lidar com situações de crise e de ser uma liderança dentro de sua equipe multidisciplinar, atuando em conjunto com os demais profissionais. Estamos muito felizes com esse salto na qualidade do serviço e assumimos esse novo compromisso com bastante responsabilidade”, declara o médico Gregório Fernandes, chefe das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do IJF.

Com o credenciamento do Programa de Residência pela CNRM, a Assessoria do Centro de Estudos e Pesquisas do IJF dará seguimento ao processo de acolhimento dos participantes, que serão admitidos por meio do Processo de Seleção Unificado para Residência Médica do Estado do Ceará (Surce).

O anúncio da conquista coincide com a comemoração do Dia do Médico Intensivista, que ocorre nesta quarta-feira (10/11), em celebração aos profissionais indispensáveis ao funcionamento das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e essenciais durante todo o enfretamento à Covid-19 pela dedicação aos pacientes com complicações causadas pela doença.

“Em um hospital da alta complexidade como o IJF, a categoria é uma das mais requisitadas na assistência aos adultos, idosos e crianças que chegam ao hospital e precisam de acompanhamento permanente para o tratamento das consequências graves de traumas e queimaduras, por exemplo. E também foram eles que estiveram à frente das unidades especiais para o acolhimento das vítimas do coronavírus”, relata a superintendente do IJF, Riane Azevedo, reforçando o protagonismo dos profissionais mesmo nas situações mais adversas.

Assistência e formação de profissionais da saúde

Além de referência regional na assistência às vítimas de traumas de alta complexidade, o IJF também é destaque na formação de profissionais da saúde. O novo programa de Residência Médica passa a integrar grade de oportunidades de capacitação mantidas pelo hospital, por meio das vagas de estágio em cursos de graduação e pós-graduação em diversas especialidades.

De acordo com a Assessoria do Centro de Estudos e Pesquisas do IJF, anualmente, uma média de quatro mil estudantes de graduação participam das turmas de estágio mantidas em convênio com instituições de ensino, nos cursos de Enfermagem, Medicina, Fisioterapia, Farmácia, Serviço Social e outros. Já os programas de Residência Médica e Residência Multiprofissional contam com mais de cem participantes. As oportunidades de especialização são em Anestesiologia, Cirurgia Básica, Cirurgia Geral, Traumatologia e Ortopedia, Neurocirurgia, Cirurgia Plástica, Medicina de Emergência e Radiologia.

Publicado em Saúde

O Instituto Doutor José Frota (IJF), hospital de referência para traumas de alta complexidade, integrado à rede de assistência da Prefeitura de Fortaleza, acolheu, entre janeiro e setembro deste ano, 6.442 motociclistas vítimas de quedas e colisões de trânsito. Ao chegar à Emergência, as fraturas de face estão entre as mais diagnosticadas e são decorrentes, principalmente, da falta do uso de capacete ou mesmo o uso inadequado do item de segurança obrigatório pelos condutores e passageiros dos veículos.

Nesta segunda-feira (25/10), é celebrado o Dia do Cirurgião-dentista, especialista que, no IJF, é responsável pelo tratamento das fraturas bucomaxilofaciais. Na rotina desses profissionais está o atendimento de homens, mulheres e também crianças provenientes tanto da Região Metropolitana de Fortaleza como de municípios do interior do Estado, onde o descumprimento às leis de trânsito é ainda mais evidente. Aproximadamente 30 procedimentos para reconstruções faciais são realizadas semanalmente no hospital.

Os membros do corpo clínico do IJF alertam para os riscos que os motociclistas estão expostos aos insistirem em transitar por ruas, avenidas e estradas sem a proteção do capacete, mesmo por curtas distâncias e em baixa velocidade. Além dos traumatismos cranianos, as lesões de face resultantes de ocorrências no trânsito podem comprometer diversos sentidos do corpo, como visão e olfato, prejudicar a respiração, a alimentação e a fala, assim como causar deformidades, mutilações e sequelas permanentes. O tratamento geralmente é demorado, doloroso e envolve diversas intervenções cirúrgicas delicadas para a aplicação de contenções, fixadores, enxertos e próteses.

Formação de Profissionais

O IJF também é referência na formação de profissionais em diversas áreas da saúde, por meio de seus programas de residência e estágio. O Programa de Residência Odontológica na Área de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial é um dos mais procurados e recebe até profissionais de outros Estados do Norte e Nordeste.

Publicado em Saúde

Usuários e profissionais do sistema de transporte nos terminais de ônibus estão sendo sensibilizados sobre a prevenção e detecção precoce ao câncer de mama. A ação da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), iniciou nesta sexta-feira (22/10) e segue nos próximos dias 25, 26 e 27 de outubro.

Em alusão ao Outubro Rosa, os terminais Lagoa, Papicu, Siqueira, Messejana e Parangaba recebem a equipe das Coordenadorias Regionais de Saúde (Cores) com a finalidade de mobilizar a população na identificação precoce dos sinais e sintomas do câncer de mama. A ideia é abordar os passageiros dos terminais a respeito da importância dos fatores de detecção precoce para que, caso haja algum sintoma, sejam tomadas as providências em tempo hábil para o tratamento adequado.

A abordagem contempla orientações para o autoexame e adoção de estilo de vida saudável, distribuição de panfletos educativos e tira-dúvidas. As equipes também estarão disponíveis para informar sobre o acesso aos serviços públicos de saúde, desde as primeiras consultas até o agendamento para a mamografia, por exemplo.

A ação nos terminais Outubro Rosa conta também com a parceria do Movimento Outubro Rosa do Ceará, a Unichristus, a UniNassau e a Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Cronograma

22 de outubro, 8h30 às 11h, terminal Lagoa

25 de Outubro, 13h30 às 16h30, terminal Messejana

26 de Outubro, 8h30 às 11h, terminal Parangaba

27 de Outubro, 8h30 às 11h, terminal Siqueira

27 de Outubro, 13h30 às 16h30, terminal Papicu

Publicado em Mobilidade
mascotes do ceará (vovô), fortaleza (leão e leoa) e ferroviário (tubarão) posam para a foto
Na manhã de quinta-feira (14/10), as crianças receberão as visitas de mascotes do Ceará Sporting Club (Vovô), do Ferroviário Atlético Clube (Tutuba) e do Fortaleza Esporte Clube (Juba e Stella)

Entre os dias 10 e 15 de outubro, o Instituto Doutor José Frota (IJF) realiza uma programação especial para a celebração da Semana da Criança, com ações voltadas aos pacientes e acompanhantes das enfermarias pediátricas da unidade, que integra a rede de assistência em saúde da Prefeitura de Fortaleza. A iniciativa tem como objetivo promover uma permanência mais confortável durante a hospitalização e também alertar os pais e responsáveis sobre os comportamentos e situações de risco, que podem resultar em traumas graves, sequelas permanentes e até em mortes por acidentes domésticos ou em ocorrências de trânsito, por exemplo.

Durante a Semana da Criança do IJF serão distribuídos materiais informativos, brinquedos, itens de higiene pessoal, livros e revistas em quadrinhos. Também serão realizadas exibições de filmes, oficinas de música, balões, pinturas de rosto e penteados, além das visitas de super-heróis, grupos culturais e projetos sociais para orientações sobre saúde bucal e nutricional. Ainda colaboram com as ações a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Biblioteca Pública Municipal Dolor Barreira.

Na tarde da terça-feira (12/10) está programada a sessão especial de Pet Terapia e, na manhã de quinta-feira (14/10), as crianças receberão as visitas de mascotes do Ceará Sporting Club (Vovô), do Ferroviário Atlético Clube (Tutuba) e do Fortaleza Esporte Clube (Juba e Stella).

Referência em Traumas de Alta Complexidade

O IJF é o maior hospital do Estado em capacidade de acolhimento e, atualmente, conta com 60 leitos pediátricos, entre Emergência, Enfermaria Traumatológica, Núcleo de Queimados, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Pós-operatório.

Durante o ano de 2020, aproximadamente 12.800 crianças, entre zero e 14 anos de idade, foram atendidas pelas equipes multiprofissionais especializadas no socorro aos traumas e lesões de alta complexidade, causados, principalmente, por Quedas (4.727), Ingestão ou Aspiração de Objetos Estranhos (1.835), como moedas, baterias, peças de brinquedos, sementes, arames e até pregos, Ocorrências de Trânsito (1.016), Intoxicações Agudas (684), Queimaduras (504) e Choques Elétricos (40).

Este ano, entre os meses de janeiro e agosto, a Emergência registrou mais de 8.450 pacientes pediátricos, sendo as causa mais numerosas as Quedas (3.124), Aspiração de Objetos Estranhos (999), Intoxicações Agudas (400), Queimaduras (335) e Choques Elétricos (34).

No mesmo período, as Ocorrências de Trânsito vitimaram 665 crianças, entre Colisões e Capotamentos de Carros (50), Atropelamentos de Pedestres (178), Quedas e Colisões em Motocicletas (202), sendo 113 delas com menores de 9 anos de idade, e Quedas de Ciclistas (235), que relataram, principalmente, à falta de manutenção nos freios, pneus e engrenagens ou mesmo imperícia na condução da bicicleta como causa.

Levando em consideração a pequena estrutura do corpo da vítima, por conta da idade, e os mecanismos de trauma, como o veículo, a velocidade e a falta de uso dos itens de segurança, as ocorrências de trânsito podem resultar em longos períodos de hospitalização, intervenções cirúrgicas de alto risco, sequelas limitantes e permanentes, como amputação de membros, lesões neurológicas e, dependendo da gravidade do quadro, no óbito do paciente.

Publicado em Saúde
Página 1 de 18