Agente de Endemias realizando vistoria de imóvel
A realização do mutirão neste momento é estratégica, pois antecede os meses de abril e maio, período em que o registro de arboviroses é maior

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta sexta-feira (16/03), mutirão com foco no combate ao Aedes aegypti, no bairro Bom Jardim. A atividade iniciará às 8h, com concentração na Praça Santo Amaro. A realização do mutirão neste momento é estratégica, pois antecede os meses de abril e maio, período em que o registro de casos de arboviroses - dengue, zika e chikungunya - é maior.

Ao longo da manhã, serão realizadas apresentações culturais e exposição educativa sobre o ciclo evolutivo do mosquito. Serão realizados também serviços de capinação, limpeza e recolhimento de pneus e outros objetos que são possíveis criadouros para o mosquito, e distribuídos sacos para o recolhimento do lixo.

Além das atividades desenvolvidas na Praça, os profissionais da Prefeitura vão desenvolver ações de tratamento focal, de controle químico e de mobilização e educação nas casas dos moradores dessa região, fazendo a identificação e a eliminação de criadouros, como também a aplicação de larvicidas; realizando a aspersão de inseticidas por meio das bombas costais; e buscando sensibilizar a população sobre a importância de cada pessoa cuidar do seu espaço. Além disso, haverá uma intensificação das brigadas de combate ao Aedes e do trabalho educativo, através de orientações, distribuição de materiais informativos e fixação de cartazes.

A operação é intersetorial e envolve, além da Secretaria Municipal da Saúde, equipes da Secretaria Regional V, Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, Agência de Fiscalização de Fortaleza e Ecofor.

O Bom Jardim possui é um bairro que apresentou números significativos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti nos últimos anos. Em 2017, foram confirmados 652 casos de dengue e 3197 de chikungunya. Neste ano, a área contabiliza três casos notificados de dengue e nove de chikungunya, de acordo com o Boletim Epidemiológico da SMS, divulgado na última sexta-feira (09/03).

A escolha dos locais que recebem os mutirões realizados pela Prefeitura é feita a partir de critérios epidemiológicos e entomológicos. Estas áreas apresentaram, nos últimos cinco anos, maior carga de transmissão de dengue, zika e chikungunya. O próximo bairro que receberá o mutirão de combate ao mosquito Aedes é o Mondubim.

Serviço
Mutirão de combate ao Aedes aegypti no bairro Bom Jardim
Data: Sexta-feira (16/03)
Horário: 8h
Local: Praça Santo Amaro - Rua Maria Júlia com Rua Pedro Martins, Bom Jardim

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza lança, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta quinta-feira (01/03), às 7h30, na Escola Municipal Professora Maria José Macário Coelho, no bairro Passaré, o plano de combate às arboviroses, que será executado na Rede Municipal de Ensino de Fortaleza em 2018.

Durante o evento, a secretária da Educação, Dalila Saldanha, apresentará o resultado das medidas já realizadas na Rede Municipal e anunciará as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, chikungunya e zika, que estão programadas nas escolas municipais e demais equipamentos vinculados à SME.

As novas iniciativas para este ano incluem a ação "Quarteirão Limpo, Vida Segura", que prevê a criação de brigadas formadas por pessoas da própria comunidade para o monitoramento dos focos nos quarteirões próximos às escolas. Também serão criadas as brigadas juvenis, que envolvem os grêmios escolares. Outra novidade é o lançamento do Selo "Turma Amiga da Saúde", que certificará as turmas com maior destaque na execução dos trabalhos de combate.

O plano de ações contemplará ainda o lançamento da 2ª edição do Selo "Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes", ação de reconhecimento às unidades que promoveram planos de ações estratégicas ao longo do ano de 2017 no combate às arboviroses; a ampliação do projeto "Detetives contra o Aedes", cujo objetivo é despertar nos alunos o espírito investigativo contra as arboviroses, com aproveitamento de conteúdos da disciplina de ciências; e a intensificação no trabalho das brigadas de vigilância, existentes em todas as unidades escolares.

Serviço
Lançamento do plano de combate às arboviroses na Rede Municipal de Ensino
Data: 1º de março (quinta-feira)
Horário: a partir de 7h30
Local: Escola Municipal Professora Maria José Macário Coelho
Endereço: Avenida Passaré, nº 530 - Passaré
(Próximo ao Supermercado Nossa Casa e atrás da Lagoa do Parque da Paz)

Publicado em Educação
Agente de endemias realizando vistoria em residência
O evento vai discutir alternativas que direcionem de maneira mais sustentável o controle da doença, a recuperação dos pacientes e a participação da sociedade

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretária Municipal de Saúde (SMS), realiza, nos dias 30 e 31 de janeiro, o I Seminário sobre Febre Chikungunya e outras Arboviroses do Nordeste. O evento acontecerá no auditório da Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), de 8h às 17h. A realização do Seminário é uma das ações prioritárias do município, para este ano, com foco no enfrentamento às arboviroses.

O Seminário promoverá intercâmbio de conhecimentos nas áreas clinica, de diagnóstico tratamento, vigilância e controle vetorial, pesquisas, inovações tecnológicas, comunicação, educação, além de capacitar o público participante. O evento tem como foco ainda discutir alternativas que direcionem de maneira mais sustentável o controle da enfermidade, a recuperação dos pacientes e a participação da sociedade.

Participarão do momento de capacitação e troca de informações gestores de saúde, técnicos das áreas de Assistência Médica, Vigilância, Controle Vetorial, Educação e Mobilização, além de professores e pesquisadores.

A programação conta com exposições dialogadas que abordarão “Vigilância e Controle Vetorial: Aprendizados, lacunas, cenários e perspectivas para o controle de Arboviroses no Brasil”; “Inovação tecnológica e Pesquisas: Dialogando com saberes interdisciplinares”; “Clínica, Epidemiologia, Diagnóstico e Manejo dos Pacientes: As dimensões de uma linha de cuidado focada na atenção integral”; e “Experiências bem-sucedidas, Educação Comunicação e Mobilização: A interface de cenários exitosos”.

Para discutir tais temáticas, o Seminário contará com a participação de diversos especialistas na área, além de gestores municipais, a exemplo do coordenador de Vigilância em Saúde de Fortaleza, Nélio Moais; do secretário executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandi Frutuoso; o coordenador de Vigilância e Resposta às Emergências em Saúde Pública do Ministério da Saúde, Márcio Garcia; da Coordenadora de Promoção e Proteção da Saúde do Estado do Ceará, Daniele Rocha; da representante da Vigilância Epidemiológica do Rio Grande do Norte), Maria de Lima; do representante da Fiocruz, Rivaldo Venâncio, entre outros palestrantes.

Saiba mais
Para 2018, a gestão municipal já apresentou e está executando um plano de ações prioritárias de enfrentamento às arboviroses, que envolvem a intensificação das atividades intersetoriais, mutirões em áreas com alta incidência de casos, realização de ciclos anuais de visitas domiciliares e do Liraa; inspeção quinzenal de pontos estratégicos, fortalecer e implantar as brigas em equipamentos públicos, ampliar o número de postos de saúde referência para atendimento às arboviroses, entre outras.

Serviço
I Seminário sobre Febre Chikungunya e outras Arboviroses do Nordeste.
Data: 30 e 31 (Terça-feira e quarta-feira)
Horário: 8 às 17 horas
Local: Auditório Deputado João Frederico Ferreira Gomes, da Universidade do Parlamento (6º andar) - Rua Barbosa de Freitas, 2709 - Aldeota

Publicado em Saúde
Os moradores do Vila União tiveram uma manhã divertida, lúdica e de aprendizado sobre como evitar a proliferação do Aedes aegypti , mosquito transmissor da dengue, zyka e chikunguya.  A praça do bairro reuniu cerca de 800 pessoas no dia "D" Regional IV de combate às arboviroses, doenças virais transmitidas pelo mosquito.
 
O evento foi promovido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Regional IV e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Reg. IV) e Distrito Técnico de Endemias.  
 
A iniciativa faz parte do plano de sustentabilidade para o controle do Aedes aegypti. Alunos de cinco escolas públicas e de escolas particulares realizaram caminhada e apresentações artísticas para alertar a comunidade sobre o perigo que o mosquito representa. No evento, casas que não tiveram focos durante todo ano, participaram de sorteio de brindes.
 
" Para que a prefeitura possa combater o Aedes aegypti,  é preciso o envolvimento de toda comunidade. Não adianta só poder público agir, todos precisam colaborar, já que a maioria dos focos está dentro das residências", ressaltou Francisco Sales, secretário da Regional IV.
 
 Na Regional IV já foram notificados, este ano, 10.513 casos de chikunguya. O bairro com maior índice é a Serrinha, com 1.781 notificações. Em relação à dengue foram 958 casos registrados. 
Publicado em Saúde
Visita de agente de endemias à residência
As atividades, realizadas pelos Agentes de Combate as Endemias (ACE) e do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS), ocorrem até dia 13 de outubro

A Prefeitura de Fortaleza reforça as ações de combate ao Aedes aegypti em 12 bairros da Capital até o próximo dia 13 de outubro. A Secretaria Municipal da Saúde, por meio dos Agentes de Combate as Endemias (ACE) e do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS), realiza ações como visitas domiciliares, distribuição de panfletos, palestras educativas em escolas e associações de moradores, além da “Operação Quintal Limpo” e formação de brigadas.

As atividades ocorrem nos bairros Pirambu, Jacarecanga, Vicente Pinzón, Bonsucesso, Dendê, Aeroporto, Parangaba, Siqueira, Parque São José, Barroso, Messejana, Palmeiras e Centro. Durante toda esta semana, a Operação Quintal Limpo será realizada, especificamente, no bairro Pirambu. A partir das 8h, os agentes percorrem as ruas do bairro orientando a população sobre os cuidados contra os possíveis focos do mosquito e vistoriando os domicílios. Nos demais bairros, acontece ainda a distribuição de sacos de lixo, afixação de cartazes em estabelecimentos comerciais e o recolhimento de materiais que podem acumular água. Haverá também a implantação de “Brigadas” na Companhia de Comando da 10º Região Militar de Fortaleza e no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Para o Coordenador de Vigilância em Saúde, Nélio Morais, é necessário conscientizar a população para os cuidados ao vetor. “As nossas ações têm o objetivo de conscientizar a população para os cuidados com o mosquito. Precisamos redobrar a atenção evitando que recipientes possam se tornar possíveis criadouros. A cada 10 focos encontrados oito estão nos domicílios. O ciclo reprodutivo do vetor, após o primeiro contato com a água, dura cerca de 15 dias. Por isso a importância de interromper e acabar com os criadouros”, destacou Nélio.

As atividades compõem o “Plano de sustentabilidade para o controle do Aedes”, que define uma série de ações estratégicas e preventivas que estão sendo implementadas em 30 bairros da capital, desde setembro, antecipando-se a estação chuvosa de 2018. O plano é desenvolvido pela SMS com a parceria de diversas áreas intersetoriais, a exemplo da Secretaria de Educação, que desenvolve um trabalho com foco no envolvimento dos alunos das escolas da rede municipal no combate ao vetor das arboviroses, por meio dos projetos “Escola Amiga da Saúde” e o “Detetive contra o Aedes”.

A programação do plano envolve ações de vigilância e o controle do vetor, bloqueio de novos casos, monitoramento de imóveis de grande fluxo de pessoas, inspeção de pontos estratégicos e a realização de mutirões com a população. Serão realizados dias “D” de educação, palestras, exposições do ciclo evolutivo do mosquito, além da formação de brigadas em parceria com diversos setores da sociedade.

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza lança nesta segunda-feira (11/09), às 14h, a cartilha "Detetives contra o Aedes", na Escola Municipal Antônio Sales. O evento contará com a presença do prefeito Roberto Cláudio. A publicação, uma parceria das Secretarias Municipais da Educação e da Saúde, tem o objetivo de orientar e conscientizar os alunos da Rede Municipal sobre a importância de combater o Aedes aegypti, vetor da dengue, chikungunya e zika, destacando a realização da faxina semanal para eliminar possíveis focos do mosquito.

No lançamento, o prefeito Roberto Cláudio vai empossar os alunos da escola com o título de “detetive”. O projeto vai envolver os estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental, que receberão a cartilha e uma lupa. A ação tem como metas o fortalecimento do protagonismo estudantil, desenvolvendo o espírito investigativo contra as arboviroses, a valorização do conteúdo já trabalhado em sala de aula na área de ciências, e a mobilização na comunidade escolar contra o mosquito. Nesta primeira etapa, o projeto será iniciado com uma escola por Distrito de Educação.

A cartilha é fruto do trabalho desenvolvido pelo grupo “Informação, educação e comunicação”, do Comitê Técnico de Combate às Arboviroses, instalado em maio deste ano e formado por especialistas, instituições de ensino, gestores e profissionais de saúde. O Comitê é dividido em grupos de trabalho e auxilia o município a entender melhor as características e consequências da chikungunya, além de sugerir ações com foco no tratamento do paciente.

O projeto “Detetives contra o Aedes” se soma a um conjunto de ações de combate às arboviroses que já vem sendo executado pela Rede Municipal de Ensino. Entre as iniciativas está o Selo “Escola Amiga da Saúde”, que teve 373 inscrições; a disciplina de educação patrimonial, ofertada no programa Novo Mais Educação, que destina uma hora da carga horária para reforçar as ações contra o Aedes; a formação de brigadas nos equipamentos educacionais para controle periódico de potenciais focos do mosquito, entre outras.

Serviço
Lançamento da cartilha “Detetives contra o Aedes”
Data: 11/09 (segunda-feira)
Horário: 14 horas
Local: Escola Municipal Antonio Sales (Rua Tavares Iracema, 675 - Rodolfo Teófilo)

Publicado em Educação
Ecoponto
População será incentivada a utilizar o Ecoponto São Bento

Os moradores das proximidades do Ecoponto São Bento se reunirão, nesta quarta-feira (12/07), para uma ação de combate ao Aedes aegypti. A atividade será realizada a partir das 9h, no Mosteiro São Bento, e é promovida pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), juntamente com o Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e a Secretaria Regional VI.                                                               

O objetivo é informar a população sobre a forma de reprodução do mosquito e alertar como os criadouros de larvas devem ser evitados. “As caixas d’água, os ralos e sanitários em desuso, materiais descartáveis acumulados no quintal e água armazenada em local sem vedação apropriada transformam-se em focos do mosquito nas residências, o que torna imprescindível a ação de todos no combate ao Aedes”, destaca Homero Silva, superintendente da Acfor. 

A ação de combate ao Aedes aegypti faz parte de um plano permanente do órgão, que formou uma brigada para incentivar a eliminação de focos do mosquito, seguindo orientações do Comitê Municipal de Políticas Públicas de Combate às Arboviroses. “A comunidade registrou vários casos de febre chikungunya e, por esse motivo, nossa brigada planejou essa mobilização, aproveitando o momento para divulgar os serviços que já são desenvolvidos pelo Ecoponto no local”, informa Eunice Lima, superintendente adjunta da Acfor, que lidera as ações dos brigadistas.

Ecopontos
Durante a semana, agentes do ciclomonitoramento, que percorrem as ruas para orientar a população sobre a forma correta de armazenamento e destinação dos resíduos sólidos, também vão incentivar a população a utilizar o Ecoponto São Bento.

Fruto da parceria entre a Acfor e a SCSP, os Ecopontos estão equipados com caçambas destinadas à coleta, além de estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento.

Além de proporcionar o descarte adequado de resíduos sólidos, o Ecoponto oferece à população as vantagens do Programa Recicla Fortaleza, no qual a Prefeitura recebe materiais com potenciais recicláveis em troca de descontos nas contas de água e de energia elétrica, além de crédito no Bilhete Único.

A Prefeitura já inaugurou 27 Ecopontos e a meta é entregar 50 equipamentos, em pleno funcionamento, até o fim do ano. “Procuramos estimular uma mudança de comportamento em relação ao lixo por meio desses incentivos, mas é importante destacar que Ecoponto só funciona onde a comunidade está engajada”, conclui Augustinho Moreira, Diretor de Resíduos Sólidos da Acfor.

Materiais que geram crédito no Recicla Fortaleza

Vidro
- Embalagens de vidro, café solúvel e maionese, e garrafas de cerveja, refrigerantes e aguardente.

Metal (exceto cobre)

- Ferros em geral, parafusos, latas de cerveja e refrigerantes, aço inox, antimônio, baterias de carro e moto, chumbo e bronze.

Papel
- Papelão, jornais, livros, cadernos, papel branco e papel misto.

Plástico
- Garrafas de refrigerantes (PET), filme, PVC, mangueira, sacolas, embalagens de água sanitária, margarina e detergente.

Outros
- Óleo de cozinha e embalagens Tetrapak (leite, sucos e achocolatados).

Serviço
Ação de Combate ao Aedes aegypti
Data: Quarta-feira (12/07)
Horário: 9h
Endereço: Rua João Fidélis 939 – Mosteiro São Bento

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), informa que as inscrições do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes foram prorrogadas até o dia 27 de maio. O prazo foi novamente estendido para contemplar um número maior de unidades escolares, atendendo a um pedido das próprias escolas. A SME comunica que, aquelas que já se inscreveram, devem iniciar suas atividades e ações estratégicas de combate às arboviroses.

Podem se inscrever creches conveniadas, escolas públicas e particulares, como também os Distritos de Educação e as demais instituições educacionais localizadas no município de Fortaleza.

Os interessados devem encaminhar para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ficha de inscrição devidamente preenchida, composição do comitê para coordenação das ações de mobilização e plano de ação de combate às arboviroses.

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações da SME já apreciado pelo Comitê Permanente de Combate às Arboviroses da capital, criado pela Prefeitura de Fortaleza.

As escolas ou instituições educacionais serão avaliadas por meio de indicadores quantitativos e qualitativos relacionados com os dois eixos: Avaliação de Impacto e Avaliação das Ações Estratégicas realizadas internamente e de Participação Social. Além disso, cada instituição participante deverá entregar um portfólio comprovando todas as ações desenvolvidas conforme o Plano de Ação apresentado.

Ao final da Edição 2017, em datas e locais a serem anunciados pela SME, as escolas e instituições aprovadas receberão uma placa, um certificado e a autorização para a utilização da logomarca do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes.

A Ficha de Inscrição e o Regulamento estão disponíveis no Portal da Prefeitura de Fortaleza.

Clique aqui para acessar a Ficha de Inscrição.
Clique aqui para acessar o Regulamento.

Publicado em Educação

A Secretaria Municipal da Educação (SME) informa que as inscrições do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes foram prorrogadas até o dia 14 de maio. A iniciativa faz parte de um conjunto de ações da SME já apreciado pelo Comitê Permanente de Combate às Arboviroses da capital, criado pela Prefeitura de Fortaleza.

Poderão se inscrever creches conveniadas, escolas públicas e particulares, como também os Distritos de Educação e as demais instituições educacionais localizadas no município de Fortaleza. Os interessados devem encaminhar para o email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ficha de inscrição devidamente preenchida, composição do comitê para coordenação das ações de mobilização e plano de ação de combate às arboviroses.

As escolas ou instituições educacionais serão avaliadas por meio de indicadores quantitativos e qualitativos relacionados com os dois eixos: Avaliação de Impacto e Avaliação das Ações Estratégicas realizadas internamente e de Participação Social. Além disso, cada Instituição participante deverá entregar um portfólio comprovando todas as ações desenvolvidas conforme o Plano de Ação apresentado.

Ao final da Edição 2017, em datas e locais a serem anunciados pela SME, as escolas e instituições aprovadas receberão uma placa, um certificado e a autorização para a utilização da logomarca do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes.

Clique aqui para acessar a Ficha de Inscrição

Clique aqui para acessar o Regulamento.

Publicado em Educação