Fachada do equipamento cultural Vila das Artes
A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor)

A Vila das Artes promove, ao longo da próxima semana (de 18 a 23 de março), extensa programação para interessados em atividades ligadas à dança. Conduzidas por nomes de destaque do segmento artístico, como Wilemara Barros, Gerson Moreno, Gyl Giffony e Daniela Cantillo, as atividades terão as vagas preenchidas por ordem de chegada. A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Na segunda-feira (18/03), ocorrem as oficinas “Viewpoints: Tempo e Espaço” (parte da programação do VIII Temporal – Encontros de Dança Contemporânea e Composição em Tempo Real, realizado pela Universidade Federal do Ceará), com Gyl Giffony, e “Manutenção Artística – Técnica Clássica”, com Wilemara Barros – esta com duração até sexta-feira (22/03). O programa Conversa de Academia recebe, na tarde de sexta-feira (22/03), o bailarino Gerson Moreno, que conduz também a residência artística “Giras de Criação em Dança: Narrativas Ancestrais, Comunitárias e Territoriais” na noite do mesmo dia e na manhã do dia seguinte. No sábado (23/03), o programa Aulas Abertas traz a coreógrafa colombiana Daniela Cantillo com a oficina “Movimento Contínuo / Corpo Improvisado”.

“É uma programação que faz a dança marcar presença em março, mês conhecido por destacar atividades ligadas ao Dia Internacional do Teatro e do Circo”, comenta a coordenadora da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, Marina Carleial. “A variedade chama atenção, vai do clássico ao contemporâneo, e passa por discussões ligadas a danças negras e indígenas”, complementa.

Serviço
Oficina “Viewpoints: Tempo e Espaço ”, com Gyl Giffony
Data: Segunda-feira (18/03)
Horário: 18h30
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Programa Aulas Abertas – “Manutenção Artística – Técnica Clássica”, com Wilemara Barros
Data: Segunda a Sexta-feira (18 a 22/03)
Horário: 11h30 às 13h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Conversa de Academia – “Proposições de ensino/criação em danças contemporâneas: território, ancestralidade e narrativas comunitárias”, com Gerson Moreno
Data: Sexta-feira (22/03)
Horário: 15h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Residência Artística “Giras de Criação em Dança: Narrativas Ancestrais, Comunitárias e Territoriais”, com Gerson Moreno
Data: Sexta-feira e Sábado (22 e 23/03)
Horário: das 18h às 20h (Sexta-feira) e das 9h às 13h (Sábado)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Programa Aulas Abertas “Movimento Contínuo / Corpo Improvisado”, com Daniela Cantillo
Data: Sábado (23/03)
Horário: das 8h às 12h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
Fundo branco com foto da palestrante em menor tamanho do lado direito. Texto:

A Vila das Artes realiza, na quinta-feira (28/02), a primeira edição do programa Conversa de Academia de 2019. A convidada é a bailarina e pesquisadora Janaína Bento, que compartilhará o processo de pesquisa de sua dissertação “Desenhar a Dança | Dançar o Desenho: traçando possíveis em composição coreográfica na dança contemporânea”. O evento tem início às 15h, na Vila das Artes, equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

A conversa é norteada pelo processo de criação da pesquisadora, que conecta dança e desenho, temas que são palavras-chave na pesquisa desenvolvida por ela no Mestrado Acadêmico em Artes da Universidade Federal do Ceará (UFC). “É uma forma de criar partilhada, cada um vê o desenho e dança segundo a própria imaginação, sem certo ou errado, tendo o desenho como um disparador de movimento”, explica Janaína.

Segundo a coordenadora da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, Marina Carleial, a apresentação trará os avanços de Janaína dentro do tema, já apresentado anteriormente em outra edição do Conversa de Academia. “Quando ainda na graduação, Janaína apresentou o que viria a ser o seu trabalho de conclusão de curso. Agora, teremos a oportunidade de acompanhar os desdobramentos que serão apresentados como pesquisa de mestrado”, comenta.

O programa Conversa de Academia tem como objetivo compartilhar o resultado de trabalhos acadêmicos com temas ligados à dança e estimular a visibilidade desses estudos criando um ciclo contínuo de diálogos.

Sobre a ministrante
Bailarina, coreógrafa, diretora e pesquisadora de dança, Janaína Bento trabalha com composição coreográfica com foco na decomposição e recomposição de movimentos para criação em dança e também com a utilização de desenhos como recurso para composição coreográfica. É mestranda em Artes pela Universidade Federal do Ceará (UFC), bacharela em dança pela mesma instituição (2015), técnica em Dança pelo Porto Iracema das Artes (2017), licenciada em História pela Universidade Estadual do Ceará (2003), e especialista em Metodologia do Ensino das Ciências Sociais e Humanas pela Universidade Federal do Ceará (2010).

Serviço
Conversa de Academia – Desenhar a Dança | Dançar o Desenho: traçando possíveis em composição coreográfica na dança contemporânea”, com Janaína Bento
Data: Quinta-feira (28/02)
Horário: 15h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
Ao fundo, a imagem de um rosto de homem barbado e cabelos curtos (o ministrante da oficina) com o texto em destaque

A Vila das Artes e a Associação de Bailarinos, Professores e Coreógrafos de Dança do Ceará (Prodança) realizam, a partir do dia 27 de fevereiro, a oficina de dança “Corpo, Som e Composição Generativa”, com o coreógrafo Alejandro Ahmed. A atividade gratuita, que terá duração de três dias, oferece 25 vagas. Inscrições devem ser realizadas online por meio do formulário disponibilizado abaixo. A atividade integra o programa Aulas Abertas, da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Clique aqui para acessar a ficha de inscrição

A oficina tem o intuito de exercitar a instrumentalização do corpo para a observação e o exercício crítico do movimento em seus acionamentos relacionais com sons e objetos, na busca de um controle apurado das dramaturgias que tais relações podem propor.

Serão explorados exercícios sobre como lidar com o peso do próprio corpo, com o objetivo de aprimorar a consciência de vetores em ações relacionais com objetos e instrumentos, tomando como partida a inabilidade para percurso de novas experiências.

Sobre o ministrante
Alejandro Ahmed é coreógrafo, diretor artístico e bailarino do Grupo Cena 11 Cia. de Dança. Com 17 obras estreadas entre 1994 e 2018 junto ao Grupo Cena 11, tem sido reconhecido pela singularidade nas suas propostas e criações em Dança, tendo agraciado com 4 prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), um Prêmio Bravo, o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia, Itaú Transmídia e Itaú Rumos Dança. Destacam-se os trabalhos Violência, SkinnerBox e Protocolo Elefante. Suas investigações atuais estão situadas em novas definições para o conceito de coreografia. Termos como situação coreográfica, coreografia imaterial e dança generativa nomeiam os campos de interesse aos quais tem se dedicado.

Serviço
Programa de Aulas Abertas – Workshop “Corpo, Som e Composição Generativa”
Número de vagas: 25
Inscrições: até 14/02
Ficha de Inscrição: https://bit.ly/2Glscu4
Resultado: 20/02
Período de Realização: 27, 28/02 e 01/03
Horário: das 9h às 13h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
Ao fundo, fotografia de alunos do curso dançando. Na frente, informações sobre as inscrições.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), informa que o prazo para inscrições do Curso de Formação Básica em Dança 2019 da Escola Pública de Dança da Vila das Artes se encerra nesta quinta-feira (31/01). A documentação necessária (ver edital) deve ser entregue Vila das Artes, das 8h às 12h e das 14h às 20h.

Confira aqui o Edital
Confira aqui a Ficha de Inscrição

Serão admitidos alunos para a nova turma do primeiro ano, com idade mínima de oito anos e máxima de 10 anos, e para as turmas em andamento (segundo, terceiro e quarto ano), com idades entre 09 e 13 anos. Serão 40 vagas para a turma do primeiro ano, 35 vagas para as turmas em andamento e 20 vagas para alunos suplentes.

Após o período de inscrições, será realizada a etapa de seleção, que vai do dia 04 ao dia 15 de fevereiro de 2019. A etapa consiste na avaliação de alguns critérios para admissão final como motivação, criatividade, coordenação motora, aptidão física e nível técnico. Este último para alunos que irão concorrer as vagas remanescentes das turmas em andamento.

Curso de Formação Básica em Dança
Fundado no ano de 2011, o Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes possui duração de seis anos. O conteúdo é formado por Dança Contemporânea, Dança Clássica, Danças Tradicionais e Populares, Ateliê de Repertórios, Elementos da Música, Ateliê de Experimentação e Composição, Ateliê de Análise e Estudo de Obras Coreográficas, Introdução à História da Dança e Introdução à Análise do Movimento.

Serviço
Edital de Formação Básica em Dança 2019
Inscrições: 14 de novembro de 2018 a 31 de janeiro de 2019
Audição: 04 a 15 de fevereiro de 2019
Divulgação Resultado Preliminar: 21 de fevereiro de 2019
Recurso: 22 a 28 de fevereiro de 2019
Resultado Final: 01 de março de 2019
Matrículas novos alunos e início das aulas: 11 de março de 2019

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes promove a residência coreográfica “Habitar a Cidade com Mono-blocos”, com o facilitador Vanilton Lakka. As inscrições começam nesta segunda-feira (21/01) e ficam disponíveis até o dia 10/02, no site da instituição. A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Ficha de inscrição

A atividade ocorrerá entre os dias 18 e 22/02, das 14h às 17h, e no dia 23/02, das 9h às 13h. O público-alvo consiste em bailarinos envolvidos com dança contemporânea, com performances e/ou com artes visuais, que tenham acima de 16 anos de idade.

A residência propõe dois momentos. Inicialmente, os bailarinos terão uma vivência técnica em sala de aula, trabalhando movimentos de manifestações culturais e dança contemporânea e, num segundo momento, desenvolverão esse trabalho técnico em espaços urbanos abertos, compreendendo a mudança da movimentação a partir da relação com o espaço público. A culminância da residência é a reflexão a respeito da conexão entre corpo e cidade e entre dança e espaço.

Vanilton Lakka é doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia (PPGAC-UFBA), mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), bacharel em Ciências Sociais e professor no Bacharelado em Dança pela mesma universidade. É criador-intérprete premiado pela Associação Paulista de Críticos de Artes (2005), além de atuar com produção cultural, criação e pesquisa em dança desde 1991.

Residência coreográfica “Habitar a Cidade com Mono-blocos”, com Vanilton Lakka
Ficha de inscrição
Período de inscrição: 21/01 a 10/02
Período de realização: 18 a 22/02, das 14h às 17h e no dia 23/02, das 9h às 13h
Local: Vila das Artes – Rua 24 de Maio, 1221, Centro

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Escola Pública de Teatro da Vila das Artes abre vagas, nesta sexta-feira (18/01), para a oficina gratuita “Teatro/Dança: Um Só Corpo”, com a bailarina e atriz Silvia Moura. As inscrições ficam disponíveis no site da instituição até o dia 31 de janeiro. A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Confira aqui a ficha de inscrição

“Teatro/Dança: Um Só Corpo” terá período de realização entre os dias 4 e 11 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 14h às 16h30. O público-alvo é de pessoas acima de 16 anos, atores, bailarinos, artistas em geral e interessados na linguagem dramatúrgica dentro da dança.

O objetivo da oficina é proporcionar ao aluno o contato com processos de elaboração de cenas a partir da criação de movimentos. Jogos de improviso e criação de imagens serão ferramentas utilizadas para o desenvolvimento de um vocabulário corporal próprio na encenação, além de estimular o aluno a se relacionar com o entorno (espaço e objetos) a partir disso.

Silvia Moura é bailarina, coreógrafa e atriz. Atua em dança e teatro desde 1976. Tem formação como coreógrafa pelo Colégio de Dança do Ceará e dirige o Centro de Experimentações em Movimentos (CEM), desde 2002. Coordena a Mostra de Solos e Duos, além de ser membro atuante do Fórum de Teatro.

Serviço
Oficina “Teatro/Dança: Um Só Corpo”, com Silvia Moura
Ficha de inscrição
Período de inscrição: 18 a 31/01
Período de realização: 04 a 11/02, 14h às 16h30
Local: Vila das Artes – Rua 24 de Maio, 1221, Centro

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes realiza a oficina gratuita e aberta ao público “Técnica de Dança Contemporânea Flying Low (voando baixo)”, com a bailarina e coreografa cearense Clarice Lima. A oficina faz parte do programa Aulas Abertas, que tem o objetivo de promover aulas gratuitas com professores de dança renomados nacionalmente e internacionalmente. A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

A atividade, que ocorrerá entre os dias 14 e 18 de janeiro, das 10h às 12h, é aberta ao público, sem necessidade de inscrição prévia. Os interessados precisam ser maiores de 16 anos e terem experiência em dança ou práticas corporais, sendo estudantes ou bailarinos profissionais.

A atividade pretende utilizar os princípios da técnica de Flying Low para colocar o corpo em movimento constante. O corpo em espiral, a coesão e a expansão e a relação do centro com as extremidades serão trabalhadas em frases coreográficas com o objetivo de mover o corpo no espaço de forma ativa e atenta.

Flying Low (Voando Baixo) é uma técnica de dança contemporânea criada por David Zambrano (Venezuela/ Bélgica) e trabalha a relação do bailarino com o chão de forma ágil e dinâmica.

Clarice Lima é cearense, bailarina e coreografa. Estudou no Colégio de Dança do Ceará; na Folkwang Hoschuler, em Essen, Alemanha; e se formou em dança no Modern Theater Dance, em Amsterdam, Holanda. Estudou Flying Low e Passing Through com David Zambrano e trabalhou com coreografos como Cristian Duarte, Jan Fabre e Andréa Bardawil.

Serviço
Oficina “Técnica de Dança Contemporânea Flying Low (voando baixo)”
Data: 14 e 18/01, das 10h às 12h
Inscrição: Gratuita, aberta ao público e sem necessidade de inscrição prévia.
Local: Vila das Artes – Rua 24 de Maio, 1221, Centro

Publicado em Cultura
O rosto do bailarino ministrante da palestra dentro de um quadrado circundado de informações sobre o evento. O nome

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes realiza mais uma edição do programa Conversa de Academia. O convidado deste mês é o artista, professor e pesquisador Rubéns Lopes, que abordará o ensino/aprendizagem em dança negra contemporânea, no dia 10 de dezembro. O evento é aberto ao público e gratuito.

A atividade consiste em um momento dedicado ao diálogo e debate sobre a pesquisa de Rubéns, que fala sobre o ensino/aprendizagem em dança negra contemporânea, apostando na movimentação do torso e ativando memórias corporais das ancestralidades africanas e afrodiaspóricas.

O programa Conversa de Academia tem como objetivo compartilhar o resultado de trabalhos acadêmicos desenvolvidos sobre dança e estimular a visibilidade desses estudos criando um ciclo contínuo de diálogos.

Rubéns Lopes é artista, professor e pesquisador em dança, formado pelo Curso Técnico em Dança do Ceará. Foi bailarino de escolas e companhias de dança em Fortaleza e da Decidedly Jazz Danceworks (Calgary/Canadá). Atualmente é professor de Dança Moderna/Contemporânea na EDISCA, diretor da Cia Anagrama, Graduando de Licenciatura em Dança na Universidade Federal do Ceará, além de coordenar o programa de extensão em Danças Africanas Ancestrais no Instituto Federal do Ceará – IFCE.

Conversa de Academia com Rubéns Lopes
Data: Segunda-feira (10/12)
Horário: 14h
Local: Vila das Artes, Rua 24 de Maio, 1221 – Centro
Mais informações: 3105.1402

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes realiza a oficina gratuita e aberta ao público “Contato Improvisação em Dança”, com a bailarina e acadêmica carioca Andrea Jabor. A oficina faz parte do programa Aulas Abertas, que tem o objetivo de promover aulas gratuitas com professores de dança renomados nacionalmente e internacionalmente. A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

A atividade, que ocorrerá entre os dias 3 e 7 de dezembro, das 15h as 17h, é aberta ao público sem necessidade de inscrição prévia. Os interessados precisam ser maiores de 16 anos e terem experiência em dança ou práticas corporais.

Contato Improvisação em Dança
A atividade tem como objetivo principal apresentar os fundamentos da técnica de contato-improvisação, a partir de uma revisão histórica do contexto do seu desenvolvimento e atuais desdobramentos, além de apresentar a técnica como um treinamento físico excelente para a preparação corporal de atores e bailarinos.

Andrea Jabor é graduada em Dança e Coreografia pela Amsterdam University of the Arts e pós-graduada em Estudos Avançados em Dança Contemporânea e Pesquisa, pela Universidade da Cidade do Rio de Janeiro. Abdrea realiza um trabalho de mais de 25 anos em espaços de dança, universidades e cursos de extensão sobre contato improvisação.

Serviço
Oficina “Contato Improvisação em Dança”
Data: 03 a 7/12, das 15h às 17h
Inscrição: Gratuita, aberta ao público e sem necessidade de inscrição prévia.
Local: Vila das Artes – Rua 24 de Maio, 1221, Centro

Publicado em Cultura
Peça gráfica

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes promove o espetáculo “Travessia: do ancestral ao curumim”, do Curso de Formação Básica em Dança, no Theatro José de Alencar. A apresentação ocorrerá nos dias 27 e 28 de novembro (terça e quarta-feira), às 19h, com entrada gratuita e entrega opcional de um quilo de alimento. A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, administrado pelo Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Dirigido por Valéria Pinheiro, “Travessia” fala das brincadeiras e experiências estéticas nos ritmos, corpo e voz da cultura popular cearense, onde a ancestralidade conversa com o curumim. “Fazer com que os alunos e alunas tenham cada vez mais contato com a nossa cultura por meio desse espetáculo é um grande presente”, revela Valéria.

Neste ano, serão 120 alunos no palco, orientados por nove professores e acompanhados por um grupo musical que proporcionará ao público a experiência da música ao vivo no espetáculo. Segundo a coordenadora da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, Marina Carleial, a obra é um momento de muita riqueza e aprendizado para os alunos. “Vemos os espetáculos na escola Pública de Dança como mais uma estratégia pedagógica que engrandece nossos alunos e suas famílias. O resultado é sempre uma obra que nos emociona”, comenta Marina.

O Curso de Formação Básica em Dança possui seis anos de duração para crianças e jovens e está com inscrições abertas para nova turma em 2019. Em 2017, o curso formou sua primeira turma, apresentando o espetáculo “Lança”.

Ficha Técnica do espetáculo “Travessia: do ancestral ao curumim”
Dramaturgia e concepção: Valéria Pinheiro
Coreografia: Valéria Pinheiro, Gizele Patrício, Dayana Ferreira e Éder Soares
Ensaiadoras: Amanda Teixeira, Dandara Matos, Dayana Ferreira e Gizele Patrício
Professores colaboradores: Alda Pessoa, Angela Souza, Jorge Luiz Alves, Lenice de Sousa
Direção musical: Rodrigo Claudino
Banda: Guilherme Cunha (Flauta, Pífanos, percussão e vocal), Samira Carvalho (Vocal e Percussão), Matheus Ribeiro (Sanfona e vocal), Rodrigo Claudino (Viola Caipira, percussão e vocal), Valéria Pinheiro (Percussão e Voz), Dayana Ferreira (Calimba) e Eder Soares (Berimbau e percussão).
Arranjo e preparação do coral: Lenice de Sousa
Figurino: Evania Luz e Marina Carleial
Luz: Walter Façanha
Intérpretes: Alunos do 2º, 3º, 4º e 5º anos da Formação Básica em Dança da Vila das Artes

Serviço
“Travessia: do ancestral ao curumim”
Onde: Theatro José de Alencar – Rua Liberato Barroso, 525 – Centro
Quando: Dias 27 e 28/11 (terça e quarta-feira)
Horário: 19h
Acesso gratuito, por ordem de chegada, mediante lotação.

Publicado em Cultura
Página 1 de 3