As novas carteiras estudantis de 2024 passam a valer no sistema de transporte coletivo a partir desta quarta-feira (01/05). Os documentos serão automaticamente desbloqueados no validador dos coletivos. Desta forma, os alunos não precisam se deslocar para desbloqueá-las.

Para ter acesso ao benefício da tarifa estudantil e ao passe livre, o aluno deve possuir a carteira de estudante validada pela Etufor. Os alunos que estão obtendo a carteira pela primeira vez já receberão a carteira habilitada para uso na rede de transporte público de Fortaleza. A Etufor alerta que a transferência dos créditos da carteira antiga é realizada de forma automática para a nova. Porém, para utilizar o novo documento, é necessário que os estudantes façam uma recarga mínima.

Até o mês de abril, já foram entregues 209.671 carteiras de 2024 às entidades estudantis, que ficam responsáveis pela entrega. As novas carteiras começaram a ser entregues pelas entidades desde o início do mês de abril nas escolas e nas entidades estudantis. Para consultar o pedido, o estudante deve acessar a plataforma Identidade Estudantil.

Solicitação

Os estudantes podem pedir o documento de forma on-line pela plataforma Identidade Estudantil durante todo o ano. A solicitação também pode ser feita de forma presencial, desde que seja agendada no site da Etufor e seja escolhido um dos postos de atendimento:
- Sede da Etufor (Avenida dos Expedicionários, 5677 - Vila União)
Telefones: (85) 9 9124.6609, 9 9297.0180 e 9 9405.3574
- Shopping RioMar Kennedy
- Vapt Vupt Centro, Messejana, RioMar Fortaleza e Antônio Bezerra
- Central da Cidadania na Câmara Municipal de Fortaleza
- Terminal Washington Soares

Documentação

A documentação para alunos da rede pública e da rede particular inclui RG, CPF, declaração de matrícula e comprovante de endereço atualizados.

Biometria

Todos os estudantes devem realizar novamente a biometria (on-line ou de modo presencial). A necessidade de atualizar a foto impressa na carteira é para evitar fraudes e bloqueios, já que o estudante pode passar por alguma mudança nas características faciais. A biometria é a forma de identificação nos validadores dos ônibus para evitar fraudes.

Alunos novatos

Os alunos novatos da rede pública e privada devem solicitar o documento, enviando a documentação devida de forma on-line ou presencial para receber a carteira nova.

Alunos veteranos

A carteira dos alunos veteranos das escolas públicas municipais e estaduais será requisitada pela direção das instituições, que se responsabilizará pela solicitação da gratuidade.

Já os alunos da rede particular devem solicitar e pagar a taxa de confecção. O boleto pode ser impresso pela internet e pago em qualquer instituição financeira e aplicativos.

Os alunos que já possuem carteira de estudante da rede particular de escolas e universidades, e continuam na mesma instituição de ensino, devem solicitar a confirmação de matrícula e imprimir o boleto pelo site. Caso tenham mudado de escola ou universidade, devem solicitar a confirmação de matrícula na sua instituição de ensino atual (procedimento realizado pelo representante cadastrado junto à Etufor) para que sejam atualizados seus dados. Dessa forma, podem imprimir seu boleto com as informações corretas. Em ambos os casos, é necessário acessar o Catálogo de Serviços do Portal da Prefeitura.

Todos os alunos que forem bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni) ou que estudem nas universidades públicas, veteranos ou novatos, devem requere a gratuidade para obter a carteira de estudante de 2024, por meio da plataforma Identidade Estudantil ou de forma presencial. Os estudantes contemplados com bolsas do Prouni devem apresentar a declaração com essa informação.

Confirmação da matrícula

Após realizados os pedidos, os alunos devem acompanhar a solicitação pelo site. Em seguida, devem pedir à instituição para confirmar a matrícula no site da Etufor e aguardar o processo de confecção para receber os documentos em suas instituições de ensino ou nos Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs), no caso das universidades.

Publicado em Mobilidade

Considerado um dos principais fatores de risco para acidentes, o álcool está cada vez mais presente no cotidiano dos motoristas. Segundo balanço da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), o número de autuações por alcoolemia aumentou cerca de 260% em um mês. Em outubro, 61 condutores abordados nas operações de fiscalização do órgão se recusaram a realizar o bafômetro, o que indica sinais de ingestão da substância. Já em novembro foram registradas 218 recusas e três testes deram positivo.

Em virtude das práticas irregulares, as ações de Lei Seca estão sendo reforçadas para promover uma mudança de comportamentos dos motoristas nas vias da Capital. "É feito um mapeamento dos locais com maior índice de acidentalidade para nortear as blitzes, que acontecem diariamente e em todos os turnos. O nosso objetivo é criar uma cultura de respeito às normas de circulação viária, orientando que quem for beber, não dirija", ressalta o superintendente da AMC, Antônio Ferreira.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. A bebida alcoólica torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade de reação. "Geralmente, quando a pessoa conduz o veículo após ter bebido, passsa a praticar também outras condutas arriscadas como o excesso de velocidade, o avanço de sinal e a inobservância do uso de cinto de segurança ou capacete", lembra o gestor.

Legislação

No Brasil, a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima X 10, multa no valor de R$ 2.934,70 e, se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo será encaminhado à autoridade policial que adotará as medidas legais.

De janeiro a novembro deste ano, o órgão realizou 36.856 testes de etilômetro. 503 motoristas recusaram se submeter ao exame – o que é indício de consumo – e 11 deram positivo. Mais de 82 mil veículos foram abordados em 860 operações de Lei Seca.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) amplia as ações de fiscalização preventiva e educação para o trânsito em vias de Fortaleza neste mês de dezembro. A operação terá início nesta quarta-feira (06/12), a partir de 7h da manhã, no cruzamento da Av. Duque de Caxias com a Rua Solon Pinheiro e no terminal aberto de integração da Praça Coração de Jesus, no Centro da cidade. A mobilização ocorre em virtude das celebrações de fim de ano e a consequente adoção de comportamento de risco dos condutores, que podem gerar um aumento de acidentes no trânsito.

De acordo com levantamento do órgão, que considerou os sinistros com severidade registrados entre 2018 e 2022, os meses de novembro e dezembro registraram em média um acréscimo de 10,7% das mortes nas vias em comparação ao resto do ano. O objetivo do reforço da atuação este mês, que será realizada em todos os turnos, é criar a cultura no cidadão de cumprimento às normas de circulação viária e, consequentemente, evitar lesões graves e mortes no trânsito.

"É preciso que a população esteja atenta ao perigo e se mantenha em segurança, respeitando os limites de velocidade e a sinalização viária. Neste momento, com o maior fluxo de veículos nas ruas devido a movimentação do comércio e a realização de festas e confraternizações, nos preocupa a possibilidade dos condutores adotarem comportamentos que conferem riscos à própria vida e a de outras pessoas durante os deslocamentos", destaca Antônio Ferreira Silva, superintendente da AMC.

As ações ocorrem de forma integrada, reforçando a fiscalização preventiva em paralelo às ações educativas de conscientização dos condutores. As abordagens são focadas nos principais fatores de risco que ocasionam acidentes, como não usar capacete e cinto de segurança, a combinação de álcool e direção, a utilização do celular enquanto dirige e excesso de velocidade.

"Vamos abordar motoristas e pedestres e alertá-los como uma atitude responsável é um diferencial na segurança dos deslocamentos", reforça André Luís Barcelos, gerente de Educação para o Trânsito da AMC.

Publicado em Mobilidade

Ações educativas que incentivam o respeito entre os diversos modos de transporte prometem mobilizar pessoas de todas as faixas etárias, neste domingo (26/11), na Cidade da Criança. As atividades acontecem durante a Ciclofaixa de Lazer, que chega à 414ª edição, consolidando-se no calendário da cidade como opção de diversão saudável aos fortalezenses.

Desenvolvida pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a programação terá início às 8 horas com o Jogo Gigante do Tabuleiro de Trânsito em que as crianças aprendem sobre as regras de circulação. Outra iniciativa é o Minicircuito de Bike Infantil, onde os pequenos terão à disposição bicicletas do Minibicicletar para simular um tráfego compartilhado. Está prevista ainda a distribuição de plaquinhas para bicicletas.

Além da Cidade da Criança, a Ciclofaixa de Lazer conta com outros quatro pontos de apoio aos ciclistas: Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó; Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese; Av. Desembargador Moreira/Jardins Open Mall, na Aldeota; e Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy. Todo o percurso contará com o suporte de agentes de trânsito, servidores da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Para amenizar a sensação de calor e melhorar o conforto térmico, usuários do pedal poderão se refrescar com os Xiringadores. Dentro do tratejo, os equipamentos estão situados na Avenida Beira-Mar, próximo ao cruzamento com a Rua José Vilar e ao Gran Marquise, e na Av. Bezerra de Menezes. A medida faz parte do programa Pedala Mais Fortaleza, nova política cicloviária da Capital que pretende dobrar o número de ciclistas de 5% para 10% nos próximos 10 anos.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, Rua Carlos Vasconcelos e Rua Pinto Madeira em direção à Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguindo pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção à Av. Beira-Mar – ciclovia paisagística – pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, deslocando-se para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

O percurso da Ciclofaixa de Lazer deste domingo (19/11) será alterado em virtude da realização do Ironman, competição de triathlon que acontece na Av. Beira-Mar. A modificação afetará a rota leste, que terá início na Av. Sebastião de Abreu, seguindo pelo Parque do Cocó, Av. Pe. Antonio Tomás e Av. Desembargador Moreira. De lá, o ciclista poderá ir até a Praça Portugal ou utilizar a Rua Torres Câmara para seguir para a Cidade da Criança, onde haverá mais uma edição do Vem Brincar, Fortaleza.

Iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi), o projeto tem o foco em diversão, educação, sustentabilidade e a interação entre crianças e suas famílias, através do brincar com ações de lazer. Estão previstas atrações musicais, atividades lúdicas e emissão de carteira de estudante e bilhetinho, de 8 às 11h.

Além da Cidade da Criança, onde os usuários de bicicleta se hidratam, haverá pontos de apoio na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Parque Rachel de Queiroz, na Av. Desembargador Moreira/Jardins Open Mall e no Anfiteatro do Parque do Cocó. Ao todo, serão 27 km de percurso seguro, entre 6h e meio-dia, supervisionado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Guarda Municipal, Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

As rotas sul e oeste não terão alteração no itinerário. A primeira compreende vias como Professor Gomes de Matos, Jorge Dummar, Marechal Deodoro, 13 de Maio, Av. da Universidade e Sólon Pinheiro, interligando-se à rota oeste a partir da Av. Domingos Olímpio e podendo seguir para as demais vias do percurso como Av. Bezerra de Menezes, Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira.

Publicado em Mobilidade
pessoas andando de bicicleta
Nos últimos três anos, a cidade mais ciclável do País recebeu 82,3 km de infraestrutura cicloviária distribuída entre diferentes bairros e regiões (Foto: Marcos Moura)

Seja de bicicleta, a pé ou de ônibus, a mobilidade sustentável surge como alternativa ao transporte tradicional e ganha cada vez mais adeptos em todo o mundo. Pioneira, a Prefeitura de Fortaleza tem priorizado modais ativos econômicos, menos poluentes e que melhoram a qualidade de vida da população. Cerca de 60% dos percursos na Capital são realizados por coletivos ou veículos não-motorizados.

Nos últimos três anos, a cidade mais ciclável do País recebeu 82,3 km de infraestrutura cicloviária distribuída entre diferentes bairros e regiões. Hoje já são mais de 430 km de ciclofaixas, ciclovias e ciclorrotas que garantem um ir e vir seguro a quem precisa se deslocar de forma barata e saudável.

O estudante Derlan Santos, de 16 anos, viu o seu trajeto melhorar depois da implantação da ciclofaixa n Av. Eng. Leal Lima Verde. "Sentia muita dificuldade em ir ao colégio de bicicleta. Era complicado pra mim ter que andar entre os carros, me arriscando. Agora, como cada um tem seu espaço, viajo com mais segurança", explica o jovem. A expectativa da atual gestão é expandir a malha em 500 km até o final do ano que vem.

Assim como a ampliação da rede, outras políticas públicas de incentivo ao modal cicloviário seguem avançando. O Bicicletar, sistema público de bicicletas compartilhadas, tem 195 estações e soma mais de seis milhões de viagens desde o início de suas atividades, em dezembro de 2014. Há ainda a versão infantil do projeto, o Minibicicletar, com 13 estações, e o Bicicletar Corporativo, que é voltado exclusivamente para os servidores municipais.

Além dessa iniciativa, quem pedala também pode desfrutar todos os domingos da Ciclofaixa de Lazer percorrendo diversos pontos turísticos da cidade em três rotas disponíveis. Fortaleza dispõe ainda de 898 paraciclos no entorno de praças e equipamentos públicos, e bicicletários nos terminais de integração. 

"Ao possibilitarmos condições seguras de deslocamento para os ciclistas, promovemos também uma mudança cultural nos fortalezenses. Lembro-me que no início, quando implantamos a primeira ciclofaixa na Rua Ana Bilhar, houve muita resistência por parte da população. Hoje em dia, a política cicloviária está consolidada com crescente número de usuários e redução de mortes dos usuários mais vulneráveis", esclarece Antônio Ferreira, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Cidade para as pessoas

Toda mudança exige coragem. Não é fácil inverter a lógica de priorização do automóvel já consolidada há bastante tempo. "Nossos esforços se concentram hoje em proteger quem é mais frágil. Nosso desafio é planejar a cidade para as pessoas, incentivado a ocupação dos espaços públicos, revitalizando áreas e planejando intervenções que foquem no pedestre", reforça o gestor.

Seguindo essa premissa, o órgão investe em projetos como praças e calçadas vivas, áreas de trânsito calmo, travessias elevadas, esquina segura, caminhos da escola e faixas iluminadas. "Além dessas iniciativas, temos uma política de readequação da velocidade em vias com alta taxa de acidentalidade que vêm reduzindo riscos e conflitos. O resultado é a redução de 68,1% nos acidentes fatais", acrescenta Ferreira.

Transporte Coletivo

Otimizar a rede de circulação utilizada por usuários de ônibus também tem sido objetivo da Prefeitura para facilitar os percursos diários e atrair mais passageiros. Atualmente, Fortaleza dispõe de 132,3 km de faixas exclusivas e corredores expressos que proporcionam diversas vantagens aos transeuntes, como o aumento da velocidade operacional, previsibilidade do tempo de viagem, redução no consumo de combustíveis e de emissão de gases poluentes.

Publicado em Mobilidade

Iniciando o mês das férias com estímulo ao esporte, a Ciclofaixa de Lazer deste domingo (02/07) permite aos fortalezenses a experiência de pedalar por diversos atrativos turísticos e culturais da cidade. São 26 km de percurso, supervisionado pelos agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e Guarda Municipal, além de ações educativas nos pontos de apoio. É uma programação para toda família que incentiva o hábito de andar de bicicleta desde a infância. 

As atividades lúdicas, que acontecem nesta edição na Cidade da Criança, permitem a interação da garotada com agentes e educadores de trânsito. Pais e filhos também poderão aproveitar as brincadeiras que estimulam a obediência às normas de circulação, como jogo de tabuleiro gigante de trânsito e o Minicircuito de Bike InfantilEstá prevista ainda a distribuição de plaquinhas para bicicletas. 

Além da Cidade da Criança, os pontos de apoio distribuídos nas três rotas de trajeto são o Parque Rachel de Queiroz, no Presidente Kennedy; Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó; e Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese. Neste último, a equipe da Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) fará a entrega de mudas medicinais e ornamentais para os presentes. Os ciclistas também terão o suporte do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao ponto de apoio da Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o ponto de apoio do Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar o ponto de apoio da Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar - ciclovia paisagística - pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

Fortaleza e Ceará se enfrentam em partidas consecutivas, nesta quarta-feira (29/03), às 21h30, pela Copa do Nordeste, e no sábado (01/04), às 16 horas, pelo Campeonato Cearense. Um efetivo de 40 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) dará suporte operacional a cada jogo, efetuando o controle de tráfego. 

A operação começa quatro horas antes das competições com a coibição de estacionamento no entorno das principais avenidas que dão acesso à Arena Castelão. Além de ajustes nos tempos semafóricos que visam garantir a segurança de pedestres e condutores, haverá distribuição de cones para induzir a redução de velocidade e facilitar a travessia da torcida.

Ao fim das partidas, o canteiro central da Av. Paulino Rocha será aberto provisoriamente próximo à saída do estacionamento do estádio. O objetivo é propiciar mais fluidez aos motoristas que se direcionam à BR-116 e bairros como Cidade dos Funcionários e Aldeota.

O órgão recomenda ainda que os torcedores redobrem a atenção quanto às normas de circulação, não conduzam o veículo após a ingestão de bebida alcoólica e evitem estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros. 

Rotas alternativas

Em virtude do avanço das obras na Av. Paulino Rocha, a AMC orienta que os condutores que não forem aos jogos utilizem rotas alternativas, como a Av. Senador Carlos Jereissati e Av. Presidente Costa e Silva.

A população pode solicitar atendimento de ocorrência de irregularidades ou sinistros pelo número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

 

 

 

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) preparou um esquema especial para facilitar o acesso dos torcedores ao jogo entre Ceará e Goiás, marcado para esta quarta-feira (05/10), a partir das 19h, na Arena Castelão. O duelo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro contará com um efetivo operacional de 30 agentes e orientadores de tráfego.

A atuação terá início ao meio-dia com o controle de tráfego nas avenidas do Contorno, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e rotatória do Castelão. Viaturas da AMC também estarão no entorno do estádio coibindo as irregularidades.

Haverá ainda redutores de velocidade junto às faixas de pedestres para facilitar a travessia, além de monitoramento do tráfego nas vias principais por meio das câmeras de videomonitoramento.

Orientações

A AMC recomenda que os torcedores saiam de casa com pelo menos duas horas de antecedência para ter acesso à Arena Castelão. Além disso, a Autarquia orienta não estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros, redobrar o cuidado e reduzir a velocidade devido ao fluxo de pedestres.

Além do esquema montado e suporte de agentes e operadores de trânsito, a população pode solicitar atendimento de ocorrência de irregularidades ou sinistros à AMC pelo número 190.

Publicado em Mobilidade

Conscientizar as pessoas para a importância do respeito às normas de circulação viária, promovendo um ir e vir seguro, é o objetivo da nova campanha da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) protagonizada pelo modelo e influencer Rodrigo Mussi que estreia nesta sexta-feira (02/09) nas redes sociais do órgão. O ex-BBB sofreu um acidente em março deste ano e teve seu estado agravado por não estar utilizando o cinto no banco traseiro do veículo que ocupava.

Dentre os temas abordados está a obediência aos limites de velocidade e à faixa de pedestres, os riscos do uso do celular ao volante e a prática de beber e dirigir, além da utilização dos equipamentos obrigatórios de segurança como o cinto que reduz em até 75% as mortes no trânsito. "Acreditamos que a mensagem repassada por quem quase perdeu a vida em um acidente vai alcançar muita gente. No trânsito, um simples descuido pode ser fatal. Por isso, é preciso adotar um comportamento prudente, respeitando a sinalização", reforça Antônio Ferreira, superintendente da Autarquia.

A campanha, que foi gravada em Fortaleza, vai mostrar ainda as principais intervenções de mobilidade urbana da Capital com destaque para as readequações de velocidade, faixas de pedestres modernas e infraestrutura cicloviária. As inserções serão veiculadas até o dia 16 deste mês nos canais da AMC no Facebook, Instagram e Youtube.

Beber e dirigir

Paralelo ao conteúdo nas redes sociais, a AMC também veicula durante todo o mês de setembro campanha nos principais meios de comunicação sobre os riscos de beber e dirigir. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a ingestão de apenas um copo de bebida alcoólica pode aumentar em quatro vezes a chance de um acidente fatal. O álcool afeta o equilíbrio, a concentração e a percepção, além de aumentar o tempo de reação,

Redução de mortes

Fortaleza registrou o primeiro semestre menos violento no trânsito dos últimos 20 anos. De janeiro a junho deste ano foram 68 fatalidades. O quantitativo é o melhor índice desde que os dados passaram a ser contabilizados em 2021. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve uma redução de 23% no número de mortes registradas nas vias da cidade.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 14