Atendimento do Vetmóvel
As atividades gratuitas de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do calazar são disponibilizadas aos animais de tutores do público em geral

A Prefeitura de Fortaleza leva, a partir desta segunda-feira (16/07), o Vetmóvel ao estacionamento do Paço Municipal, no Centro, para atendimento de cães e gatos pertencentes a tutores e oriundos de ONGs ou abrigos de animais da região. As consultas ocorrerão até sexta-feira (20/07), no horário de 08h às 12h e de 13h às 17h, e o acesso ao local será pela Rua Rufino de Alencar, próximo à Catedral Metropolitana de Fortaleza. As castrações precisam ser agendadas pelo número (85) 3272-3356.

Gerido pela Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que é vinculada à Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), o Vetmóvel faz parte do plano de ações programadas para 2018 com o objetivo de conscientizar a população de Fortaleza e envolvê-la no combate contra os maus tratos, cuidados e abandono de animais.

As atividades gratuitas de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do Calazar são disponibilizadas aos animais de tutores do público em geral. Já as castrações são destinadas exclusivamente aos animais de tutores de baixa renda e oriundos de ONGs e protetores independentes, sendo obrigatória a apresentação do NIS, RG, CPF e comprovante de endereço dos tutores para a realização do serviço.

Atuam no VetMóvel quatro médicos veterinários, sendo um clínico geral, um anestesista e dois cirurgiões. O equipamento também oferece, gratuitamente, registro geral animal e distribuição de material educativo com informações sobre bem-estar animal e guarda responsável.

Atividades do VetMóvel
Normalmente, as atividades são desenvolvidas da seguinte forma:

- Segunda-feira
Atendimento clínico para animais com tutores e atendimento cirúrgico para os animais de ONGs de caninos (cães);

- Terça-feira
Atendimento cirúrgico previamente agendado para caninos (cães) de tutores de baixa renda;

- Quarta-feira
Atendimento clínico para animais com tutores e atendimento cirúrgico para os animais de ONGs de felinos (gatos);

- Quinta-feira
Atendimento cirúrgico previamente agendado para felinos (gatos) de tutores de baixa renda;

- Sexta-feira
a) Atendimento cirúrgico previamente agendado para felinos (gatos) de tutores de baixa renda;
b) Acompanhamento pós-cirúrgico no local da semana anterior.

Documentação e regras para atendimento
I – As atividades de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do Calazar são disponibilizadas aos animais do público em geral;

II – As castrações são destinadas exclusivamente aos animais de tutores de baixa renda e oriundos de ONGs e protetores independentes. É obrigatório a apresentação do NIS, RG, CPF e comprovante de endereço do tutor;

III – O retorno para o acompanhamento pós-cirúrgico será feito por um médico cirúrgico-veterinário no local da semana anterior, sempre das 8h às 10h. Caso o animal não seja levado ao local marcado para avaliação, o tutor poderá levá-lo aonde o VetMóvel estiver em atividade, tendo prioridade no atendimento. Durante a semana, os animais que precisarem retornar ao VetMóvel para avaliação pós-cirúrgica, poderão ir ao equipamento ou entrar em contato para orientação pelo telefone da Coepa: (85) 3272-3356;

IV – O VetMóvel irá atender os animais oriundos das ONGs e protetores independentes cadastrados na Coepa, cujo controle está sendo feito por meio de parceria com a ONG Deixa Viver, no sentido de encaminhar os animais para serem castrados, enquanto não for feito o chamamento público para credenciamento das clínicas veterinárias. Os protetores independentes cadastrados encaminharão suas demandas diretamente à Coepa;

V – Os animais deverão ter jejum alimentar de 12 horas e jejum hídrico (água) de seis horas para as castrações previamente agendadas;

VI – Os animais de ponto de abandono só serão castrados se tiverem protetor independente que ofereçam lar temporário para o pós-operatório e assinem termo de responsabilidade, após passarem por avaliação clínica e exames complementares.

Serviço
VetMóvel no Paço Municipal
Período: de 16 a 20 de julho de 2018
Endereço: Rua São José, 01 – Centro (acesso pela Rua Rufino de Alencar, próximo à Catedral Metropolitana de Fortaleza)
Horário: de 8h às 12h e de 13h às 17h.

Publicado em Fortaleza

 

Atendimento do Vetmóvel no bairro Bom Jardim
Para castrações, o agendamento precisa ser feito pelo número (85) 3272-3356.

A Prefeitura de Fortaleza realiza, a partir desta segunda-feira (09/07), as atividades do Vetmóvel no bairro Bom Jardim (Regional V) para atendimento de cães e gatos de tutores e de ONGs ou abrigos de animais da região. Os atendimentos serão realizados na Escola Professora Lireda Facó, que fica na Avenida Oscar Araripe, esquina com a Rua 3 Corações, em frente ao Circo Escola, de 8h às 12h e de 13h às 17h. Para castrações, o agendamento precisa ser feito pelo número (85) 3272-3356. Caso a seleção brasileira avance à próxima fase da Copa do Mundo de 2018, os atendimentos da terça-feira (10/07) serão suspensos, uma vez que os fogos de artifício deixam os animais inquietos e impossibilitam os procedimentos clínicos e cirúrgicos.

Gerido pela Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que é vinculada à Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), o Vetmóvel faz parte do plano de ações programadas para 2018 com o objetivo de conscientizar a população de Fortaleza e envolvê-la no combate contra os maus tratos e abandono de animais.

As atividades gratuitas de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do Calazar são disponibilizadas aos animais de tutores do público em geral. Já as castrações são destinadas exclusivamente aos animais de tutores de baixa renda e oriundos de ONGs e protetores independentes, sendo obrigatória a apresentação do NIS, RG, CPF e comprovante de endereço dos tutores para a realização do serviço.

Atuam no VetMóvel quatro médicos veterinários, sendo um clínico geral, um anestesista e dois cirurgiões. O equipamento também oferece, gratuitamente, registro geral animal e distribuição de material educativo com informações sobre bem-estar animal e guarda responsável.

Atividades do VetMóvel
Normalmente, as atividades são desenvolvidas da seguinte forma:

- Segunda-feira
Atendimento clínico para animais com tutores e atendimento cirúrgico para os animais de ONGs de caninos (cães);

- Terça-feira
*Atendimento cirúrgico previamente agendado para caninos (cães) de tutores de baixa renda;

- Quarta-feira
Atendimento clínico para animais com tutores e atendimento cirúrgico para os animais de ONGs de felinos (gatos);

- Quinta-feira
Atendimento cirúrgico previamente agendado para felinos (gatos) de tutores de baixa renda;

- Sexta-feira
a) Atendimento cirúrgico previamente agendado para felinos (gatos) de tutores de baixa renda;
b) Acompanhamento pós-cirúrgico no local da semana anterior.
*Caso a seleção brasileira passe para próxima fase do campeonato mundial, não haverá atendimento na terça-feira.

Documentação e regras para atendimento
I – As atividades de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do Calazar são disponibilizadas aos animais do público em geral;

II – As castrações são destinadas exclusivamente aos animais de tutores de baixa renda e oriundos de ONGs e protetores independentes. É obrigatório a apresentação do NIS, RG, CPF e comprovante de endereço do tutor;

III – O retorno para o acompanhamento pós-cirúrgico será feito por um médico cirúrgico-veterinário no local da semana anterior, sempre das 8h às 10h. Caso o animal não seja levado ao local marcado para avaliação, o tutor poderá levá-lo aonde o VetMóvel estiver em atividade, tendo prioridade no atendimento. Durante a semana, os animais que precisarem retornar ao VetMóvel para avaliação pós-cirúrgica, poderão ir ao equipamento ou entrar em contato para orientação pelo telefone da Coepa: (85) 3272-3356;

IV – O VetMóvel irá atender os animais oriundos das ONGs e protetores independentes cadastrados na Coepa, cujo controle está sendo feito por meio de parceria com a ONG Deixa Viver, no sentido de encaminhar os animais para serem castrados, enquanto não for feito o chamamento público para credenciamento das clínicas veterinárias. Os protetores independentes cadastrados encaminharão suas demandas diretamente à Coepa;

V – Os animais deverão ter jejum alimentar de 12 horas e jejum hídrico (água) de 6 horas para as castrações previamente agendadas;

VI – Os animais de ponto de abandono só serão castrados se tiverem protetor independente que ofereçam lar temporário para o pós-operatório e assinem termo de responsabilidade, após passarem por avaliação clínica e exames complementares.

Serviço
VetMóvel no Bom Jardim
Período: de 09 a 13 de julho de 2018
* Caso haja jogo do Brasil na terça-feira (10/07), não haverá atendimento neste dia
Local: Escola Professora Lireda Facó
Endereço: Avenida Oscar Araripe, esquina com a Rua 3 Corações (em frente ao Circo Escola)
Horário: de 8h às 12h e de 13h às 17h
Agendamento para castrações: (85) 3272-3356.

Publicado em Fortaleza
VetMóvel
A iniciativa vai possibilitar que o equipamento percorra os bairros da cidade, com programação inicial já definida

O prefeito Roberto Cláudio dá posse, nesta quarta-feira (30/05), às 8h30, no Parque do Cocó, aos veterinários aprovados em seleção pública para atuarem no VetMóvel, equipamento itinerante de castração de animais pertencentes a tutores de baixa renda e serviços clínico-veterinários.

Desenvolvida pela Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que é vinculada à Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), a iniciativa vai possibilitar que o equipamento percorra outros locais e bairros da cidade, com programação inicial já definida. A iniciativa faz parte das ações programadas para 2018 com o objetivo de envolver cada vez mais a sociedade no combate aos maus tratos e abandono de animais na capital cearense.

Serviço
Posse dos veterinários e início das atividades do VetMóvel
Data: 30/05 (quarta-feira)
Local: Parque do Cocó (acesso pela Avenida Padre Antônio Tomás – próximo ao anfiteatro)
Horário: 8h30.

Publicado em Fortaleza
Salmito Filho olha cercado com cachorros no abrigo são lázaro
A ONG é hoje o maior abrigo de animais de Fortaleza, realizando trabalho totalmente voluntário para promover o bem-estar de cachorros e gatos abandonados na Cidade

O prefeito em exercício Salmito Filho visitou, nesta quinta-feira (05/04), o terreno cedido pela Prefeitura de Fortaleza, para a ampliação dos serviços do Abrigo São Lázaro e construção de uma clínica veterinária popular e pet shop com vendas de produtos de baixo custo. Os valores arrecadados com a venda dos produtos serão revertidos para o próprio abrigo.

O novo equipamento será construído numa área de 5 mil metros quadrados e contará com recepção, salas para atendimento veterinário, salas de cirurgia e recuperação. O novo abrigo também terá espaço de convivência com tapiocaria, cachorródromo e sala de educação ambiental onde estudantes de escolas publicas e privadas poden para aprender sobre a importância do bem estar animal. A previsão de entrega é janeiro de 2019. “A parceria com a Prefeitura fortalece a sociedade civil que sempre se articulou sozinha em defesa dos diretos dos animais de pequeno porte de Fortaleza. Será a primeira clínica de proteção a animais de pequeno porte da nossa cidade e isso sem dúvida é um passo muito importante”, destacou Salmito, que estava acompanhado pelo vereador Célio Studart.

A Organização Não Governamental é hoje o maior abrigo de animais de Fortaleza, realizando trabalho totalmente voluntário para promover o bem-estar de cachorros e gatos abandonados na Cidade. Recentemente, a Prefeitura de Fortaleza firmou um convênio com o abrigo para o repasse anual no valor de R$ 100 mil. “O convênio com a Prefeitura é de suma importância, mas não podemos esquecer que o trabalho não para e o abrigo continua precisando de doações para manter os animaos abrigados, limpos e saudáveis”, afirmou a coordenadora de proteção e bem estar animal do Município, Toinha Rocha.

Serviço:
Contas Bancárias da Organização Não Governamental São Lázaro
- Caixa Econômica Federal
CNPJ:13043465/0001-71
Agencia: 0619 C/C: 3054-6 OP: 003
- Banco do Brasil
CNPJ:13043465/0001-71
Agencia: 2925-4 C/C: 32784-0

Publicado em Fortaleza

Filhotes
Os filhotes estão saudáveis, recebendo cuidados dos pais
Quatro filhotes de pavão indiano e um de arara vermelha grande (Ara Chloropterus) nasceram no Parque Zoológico Municipal Sargento Prata, localizado no bairro Passaré. Com o nascimento, o zoológico passa a ter dez pavões, sendo dois machos, quatro fêmeas e quatro filhotes, cinco araras vermelhas, e uma arara Canindé. Os filhotes só poderão ter o sexo conhecido a partir de exames de sexagem.

Os filhotes de pavão estão saudáveis, recebendo cuidados dos pais e disponíveis para visitação. Segundo a bióloga Andressa Fraga, chefe do Núcleo de Administração do Zoológico, os animais começam a se diferenciar por causa da plumagem. “O macho começa a formar a calda que vai se completar quando o animal tiver por volta de 2 anos de idade.”

O pavão indiano, conhecido com pavão comum ou pavão azul, é uma ave de origem indiana. Uma vez por ano, os machos trocam toda a plumagem da cauda, que cresce novamente no meio do ano. Esta plumagem, quando aberta, tem a função de atrair a fêmea para a cópula. Os animais comem sementes, insetos, folhas e pequenos frutos e chegam a viver por 24 anos.

O filhote de arara está sendo alimentado pelos pais e ainda não saiu do ninho, portanto não está visível para os visitantes. “É mais uma reprodução bem-sucedida dessa espécie aqui no zoológico”, disse a chefe de núcleo e Bióloga do zoológico, disse Andressa Fraga. A bióloga ainda revela que, de 2015 a 2017, esse já é o quarto filhote nascido.

A arara-vermelha-grande mede de 73 a 95 centímetros de comprimento e pesa até 1,5 quilos. Ela se chama vermelha, mas é colorida e ainda tem as asas azuis com uma faixa verde. Por causa deste detalhe é também conhecida como arara-verde. Não é considerada como sendo ameaçada de extinção, embora tenha desaparecido de lugares onde antes era comum. De acordo com Andressa, a reprodução da espécie em cativeiro é celebrada como uma conquista, tendo em vista que isso demonstra os cuidados adequados recebidos pela equipe do zoológico.

Filhote de arara no ninho com pais
O filhote de arara ainda está no ninho, não visível para visitantes

Além dos pavões e araras, outras atrações são as marrecas, os urubus-rei, tucanos, avestruzes, cutias, jaguatiricas, macacos prego, e os gaviões.

Com a chegada desses novos animais, o zoológico conta, agora, com aproximadamente 150 animais de 45 espécies, entre mamíferos, répteis e aves, a maioria da fauna brasileira. Com uma área verde de aproximadamente quatro hectares, mantido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), funciona de terça a domingo das 9h às 16 horas, obedecendo às exigências da legislação vigente. A entrada é gratuita.

Publicado em Meio ambiente

O prefeito Roberto Cláudio anuncia, nesta quarta-feira (18/10), às 14h, no Paço Municipal, um pacote de medidas na área de proteção animal para a cidade de Fortaleza. Na oportunidade, dará posse aos gestores responsáveis pela Coordenadoria de Proteção, Bem-estar e Defesa Animal, órgão que atuará com o apoio de representantes da sociedade civil e que terá como objetivo elaborar e executar políticas públicas voltadas para o cuidado animal em Fortaleza.

A nova Coordenadoria, vinculada à Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), será responsável por planejar e executar ações como vacinação, castrações de animais de rua e de abrigos, realizar projetos com clínicas veterinárias, além de gerir o Vetmóvel, equipamento público de atendimento móvel da Prefeitura de Fortaleza.

Serviço
Anúncio de Medidas de Proteção, Bem-estar e Defesa Animal
Data: 18/10 (quarta-feira)
Local: Auditório do Paço Municipal (Endereço: Rua São José, 01 - Centro)
Horário: 14h

Publicado em Fortaleza
Águia Chilena
Águia Chilena batizada por "Geraldo" recebendo condicionamento

O Parque Zoológico Municipal Sargento Prata, localizado no bairro Passaré, está utilizando técnicas de falcoaria como ferramenta para garantir o bem-estar animal das aves de rapina. O médico veterinário do Zoológico, Guilherme Duarte, participou, no último mês, de um curso de manejo e reprodução de aves de rapina, no Parque dos Falcões, localizado na cidade de Itabaiana, em Sergipe.

No curso, foram abordados assuntos sobre manejo, técnicas de contenção, reprodução, recintos para treinamentos e reprodutores, estudo do comportamento dos rapinantes, treinamento de voo, construção de ninhos, equipamentos, reabilitação, amansamento de águias, gaviões, falcões, corujas e urubus, controle biológico e primeiros socorros em aves de rapina.

Segundo Guilherme, responsável pela aplicação, a técnica milenar consiste em treinar aves de rapina para a caça. Mas, no Zoológico, a falcoaria é utilizada com outro intuito: condicionar os animais para garantir o bem-estar, além de conscientizar crianças e adultos sobre a importância da preservação da fauna. “São aves cativas, que, na sua maioria, sofreram com a interferência humana. Muitas não conseguem voar ou retornar a natureza. Por isso, utilizamos uma técnica de condicionamento, assim podem ser retiradas do recinto para treino de vôo e exercícios para auxiliar esses animais”, disse.

O primeiro animal a receber o condicionamento é um dos mais antigos do Zoológico, a águia chilena, conhecida como gavião pé de serra, batizada pelos funcionários de Geraldo. “O treinamento é em dias alternados e envolve estímulo positivo com a alimentação, mas o animal é manipulado todos os dias”, explica Guilherme. Em breve, outras aves receberão o treinamento.

\papagaio
Papagaio recebeu placa metálica na pata direita

Cirúrgia ortopédica
Outra ave do Zoológico foi submetido a uma cirurgia ortopédica para implantação de uma placa metálica na pata direita há aproximadamente dois meses. O papagaio de mais de 15 anos apresentou dificuldade de locomoção no recinto onde vive e passou por exames clínicos e de raios-x, sendo constatada uma fratura completa no fêmur. 

O veterinário Guilherme Duarte, que ajudou na realização da operação, conta que a técnica é incomum. “A implantação da placa de metal para guiar a cicatrização óssea é bem conhecida em mamíferos e no humano, porém, em aves, apresenta algumas dificuldades, pelo tamanho dos pacientes e fragilidade óssea”, afirma.

O papagaio, conhecido como papagaio-moleiro, possui o nome científico de Amazona farinosa e vive cerca de 50 anos. É a maior espécie de papagaio brasileiro. 

A cirurgia foi realizada em parceria com uma clínica veterinária particular e durou cerca de uma hora e 30 minutos, com diversos profissionais envolvidos. O veterinário explica que a placa estabiliza a fratura, permitindo cicatrização óssea correta e será retirada assim que o animal apresentar melhora.

“O procedimento é bem minucioso, e a placa é pequena. Para a cirurgia, o animal foi anestesiado com medicação inalatória, mais segura para aves, e respondeu muito bem. A expectativa é que ele esteja cada vez melhor até o próximo mês”, disse Guilherme.

O Zoológico está localizado em uma área verde de aproximadamente quatro hectares e abriga cerca de 155 animais, de 45 espécies, entre mamíferos, répteis e aves, a maioria da fauna brasileira. Mantido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), o local funciona obedecendo às exigências da legislação vigente.

Serviço
Zoológico Municipal Sargento Prata
Endereço: Av. Prudente Brasil, 685 – Passaré
Funcionamento: terça-feira a domingo das 9 às 16h
Entrada gratuita

Publicado em Meio ambiente

 

 

Crianças brincando no parquinho do zoológico
Crianças divertem-se no parquinho do zoológico

O Zoológico Municipal Sargento Prata, localizado no bairro Passaré, completa neste mês de junho um ano de funcionamento, após sua requalificação e reabertura. Com a reforma, o Zoológico passou por várias mudanças na estrutura física e administrativa. Foram criados quatro novos recintos, com fidelidade ao habitat das espécies, possibilitando a recepção de novas espécies como o Marreco e o Pavão. A entrada é gratuita.

Com visitação de cerca de 245.942 mil pessoas, desde sua reabertura em junho do ano passado, uma média de 21 mil visitações mensais. Hoje, os recintos são bem espaçosos para abrigar diferentes espécies como as marrecas, araras e o pavão no mesmo local. Outros animais encontrados são os urubus-rei, tucanos, avestruzes, e as jaguatiricas. Entre as principais atrações estão os macacos pregos que divertem crianças e adultos que compartilham horas de lazer ao lado dos animais. Além de conhecer um pouco da fauna brasileira, as crianças se divertem no parquinho do zoológico.

Um dos animais mais antigos é a águia chilena, conhecida como gavião pé de serra, batizado pelos funcionários de Geraldo, que está lá desde a década de 1970 e permanece até hoje. “São aproximadamente 35 anos no zoológico”, informa a Chefe do Núcleo de Administração do Zoológico e Bióloga, Andressa Fraga.

Biólogo segurando Águia no braço
Águia batizada de Geraldo


A qualidade de vida dos animais é nosso principal foco. “Temos uma estrutura adequada, se um animal precisar, por exemplo, de um remédio, na hora ele é prontamente atendido pelo médico veterinário”, ressalta Andressa.

O Zoológico está localizado em uma área verde de aproximadamente quatro hectares e abriga cerca de 155 animais, de 45 espécies, entre mamíferos, répteis e aves, a maioria da fauna brasileira. Mantido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), o local funciona obedecendo às exigências da legislação vigente.

Serviço:
Zoológico Municipal Sargento Prata
Endereço: Av. Prudente Brasil, 685 – Passaré
Funcionamento: terça-feira a domingo das 09 às 16h
Entrada gratuita

Publicado em Meio ambiente
vacina cachorro
Estão previstas ações, como vacinação antirrábica, exames para diagnosticar leishmaniose e consultas (Foto: Thiago Gaspar)

A Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio das secretarias municipais da Saúde (SMS) e de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), realiza nesta terça-feira (8/11), de 10h às 15h, a segunda ação do VetMóvel, equipamento itinerante de serviços veterinários, no abrigo de animais São Lázaro.

A ação contará com a participação de seis médicos veterinários que realizarão as cirurgias de castração de 15 cachorros, selecionados previamente pelos coordenadores do abrigo e submetidos aos exames pré-operatórios necessários. Além disso, estão previstas ações, como vacinação antirrábica, exames para diagnosticar leishmaniose e consultas para os demais animais do local. Na ocasião, os profissionais da Seuma apresentarão peça teatral de fantoches e palestras de conscientização e educação ambiental direcionada aos profissionais do São Lázaro e moradores do entorno.

O VetMóvel é o primeiro equipamento público municipal que atua de forma itinerante com o objetivo de ampliar os atendimentos direcionados aos animais de rua e albergados em abrigos da Capital, oferecendo serviços clínicos e cirúrgicos para cães e gatos, como também, a promoção de ações educativas para a população.

De acordo com a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Rosanea Ramalho, o VetMóvel é um grande avanço na promoção e cuidado do bem estar animal em Fortaleza. “Essa segunda ação é uma oportunidade de atuarmos de forma mais efetiva, beneficiando dessa vez os animais do São Lázaro, um dos maiores abrigos da Capital”, explica.

Publicado em Saúde
Página 2 de 2